Hotel King ( k-Drama)


        Quando comecei a assistir a esse dorama, confesso que pensei na possibilidade de desistir antes de começar por causa do grande número de episódios,  mas não havia nada melhor para assistir, então eu resolvei me arriscar.  Eu acabei ficando tão vidrada nesse dorama que eu não conseguia parar. Assisti a 32 capítulos em uma semana (se não foi menos). A qualidade dele é muito boa, embora praticamente tudo ocorra dentro de um hotel de elite. Para quem assistiu Goblin e gostou do Ceifador, aqui está um dorama no qual ele é o principal da trama.  Vou logo dizendo que esse dorama me fez sofrer muito, parece que o sofrimento deles nunca ia ter fim. Em meio a vingança, traição, assassinato, mentiras, inveja, entre muito caos, o amor entre duas pessoas que não deviam ficar juntos nasceu.
            O enredo envolve um homem que, quando criança, cresceu abandonado nas ruas do Estados Unidos, sendo obrigado a pedir esmola na rua  para uma gangue em que  o líder os punia quando não conseguia nada. Um dia, após ver um dos seus parceiros ser espancado até a morte, ele reage e acaba matando o líder. Entretanto, um homem misterioso o resgatou, contou a ele a história da sua vida e quem era culpado dele viver assim, contou que ele era filho de um homem rico e disse que ajudaria se vingar, usando o seu crime para convencer a deixar tudo para trás .  Então, alguns anos passaram, durante isso, ele se especializou e se tornou um grande hoteleiro, conseguindo até mesmo virar gerente geral do hotel que era do homem a qual desejava se vigar .


            Entretanto, quando ele jogou na cara do homem que era filho dele, ele o negou e disse que não era. No mesmo dia, o homem caiu da janela do seu escritório, o que foi visto como suicídio. Enquanto isso, na América, a herdeira - supostamente a única filha do falecido dono do hotel - está sendo perseguida para não conseguir chegar à Coreia, mas com muito custo, ela consegue chegar lá. Agora ela nem imagina no campo minado em que ela esta prestes a pisar, mas ela chega no hotel de nariz empinado, dando uma de arrogante quando, na verdade, ela tem medo de ficar sozinha e desconfia que a morte de seu pai não foi suicídio. Enquanto ela luta para manter o hotel que era o sonho de seu pai, ela tem que lidar com muitos obstáculos, inclusive com se deparar com o gerente geral, o qual ela não sabe se pode confiar.

            Cha Jae-Wan é um homem muito respeitado onde trabalha, desenvolve um ótimo trabalho  e ama muito tudo que faz. Um homem sério, que quem olha talvez nem imagina a obscuridade de seu coração sofrido. Depois que saiu das ruas da América a passou a ser “cuidado” por  Lee Joong-Goo , o qual também abusava psicologicamente dele e usava muitas vezes a violência para puni-lo quando ele não estava sendo o melhor. Tudo que ele queria era se vingar daquele homem que o deixou jogado às traças em um outro país,  mas no final, ele não conseguiu nem ser reconhecido pelo seu suposto pai.

            Quando ele conheceu a Ah Mo-Ne, sua suposta irmã , tudo que Jae-wan sentiu era antipatia,  tudo que queria era ela longe dali, pois ele queria conquistar o que era para ser dele. Contudo, ele acabou se cativando com aquela menina  que mostrava ser inconveniente e arrogante, mas na verdade era indefesa. No começo, ele só queria que ela saísse dali, pois a luta que estava para acontecer para posse daquele hotel seria muito perigosa para ela, mas ela não ia. Em meio a protegê-la pela sombras, ela acabou se apegando a ele, e pior: ele se sentia estranho a respeito dela.

            Ah Mo-Ne, no começo, parece ser bem arrogante, mas na verdade é uma moça carinhosa, sorridente e decidida. Ela, no começo, não mostra ter a mínima maturidade para liderar um hotel.  Ela já sabia que havia entrado em um ninho de cobras, afinal, seu pai antes de morrer a avisou para não confiar em ninguém, embora ela quisesse encarar isso, a verdade é que não ter em quem confiar estava se tornado difícil para ela.  Mesmo sendo avisada, ela acabou botando sua confiança em uma  mulher misteriosa dentro do hotel, que sempre dizia a ela: não confia em mim também. 


            E no final, após ser protegida tantas vezes pelo gerente geral, acabou querendo confiar nele, e acabou se apaixonando, também, pelas pequenas coisas que ela notou nele, que geralmente não estavam expostas.  Entretanto, ele continuava empurrando-a para longe, o que ela não entendia, pois tudo que ele fazia, a fazia entender que os sentimentos deles não eram diferente. Mas entre mil e uma reviravoltas,  ela o odiava, o amava de novo e logo em seguida o odiava mais uma vez.  Sinceramente, eu acho que foi isso que me deixou atraída: o fato de eles serem supostamente irmãos e serem apaixonados um pelo outro me deixou curiosa sobre o que aconteceria dali para frente.

            Agora, eu não posso deixar de dizer sobre quem deixou esses campos minados: os vilões. Eram tantos vilões que vou te falar: impossível não terminar em tragédia. Lee Joong-Goo, pensa em uma homenzinho desprezível e odioso!  Quando eu via o jeito que ele se comportava com sua família  e como ele era quando não estava com eles, aquilo me desceu quadrado. Com a família, ele era um homem doce, horando e carinhoso,  mas, na verdade, ele é um verdadeiro lixo humano, ambicioso, que quer tudo para si.  Por muitos anos ele planejou tirar tudo de seu amigo. Escravizou psicologicamente o Cha Jae-Wan, que mesmo quando ele fazia tantas coisas más, tentou matar inúmeras vezes a Ah Mo-Ne e Jae-wan o odiasse com todo o coração, no final, não conseguia deixa-lo de lado.  Esse foi o homem que infernizou a vida de todos ao redor, foi uma das maiores razões de todos sofrimento que tivemos que suportar.  Embora ele não fosse o único vilão, alguém que menos esperamos é tão  vilã quanto ele, embora suas razões são bem mais certas que a dele. Não tem como ignorar o quanto esse outro vilão também foi difícil.
            Sinceramente, tudo que estava esperando nessa história sofrida que parece que ninguém nunca vai chegar a ser feliz. Sabe aquela variedade de sentimentos? Ódio, desespero, tristeza angústia e ansiedade? Aquela esperança que finalmente essas crianças vão encontrar o caminho da felicidade?  Tirando o mistério sobre a morte do dono do hotel, que no decorrer da trama descobrimos que não foi suicídio, e como desvendar o mistério de quem foi que o matou realmente, sendo que havia mais pessoas querendo ele morto do que vivo.

            Eu indico esse dorama com certeza! Confesso que muitos episódios podem ser cansativos, mas a história  com todo o mistério e  gana de ver como os personagens vão se acertar, nos faz manter antenados até o fim. E aí? Já assistiram? O que acharam?

Gênero:   Romance, Melodrama, Vingança
Dorama:  32 episódios 


Onde assistir


Viki ( Online )

0 comentário

Postar um comentário