Is it love? Ryan


           

        No ano passado, falei das duas primeiras rotas desse game de aplicativo. Se vocês ainda não viram, aconselho a lerem a primeira postagem, “Is it love? Gabriel” (cliquem aqui), porque lá tem toda a explicação de como funciona esse jogo. Também conheçam a rota do Matt (cliquem aqui), que é a minha favorita até agora. Hoje, vamos falar da rota do Ryan. Essa rota é daquelas de arrancam suspiros bem profundos, o clima dele nos lembra um pouco aquele filme “50 tons de cinza”. É claro que não tem sadomasoquismo, mas algumas coisas nele nos lembram o filme, o que nos faz pensar que inspiraram  nos personagens.
            A história envolve uma moça (no caso, a minha se chama Haruna), que trabalha há algum tempo nas empresas Carter Corp. Após uma festa na empresa, acaba subindo no elevador para buscar sua bolsa, que havia esquecido. Enquanto estava distraída dentro do elevador, um homem entra e, de repente, o elevador para e as luzes se apagam. Totalmente assustada, se agarra ao homem que sequer sabe quem é, então, embriagada pelo seu maravilhoso odor e seus braços que a envolvem, os dois acabam se pegando ali mesmo, sem sequer saber de quem se tratavam. Quando a luz volta, as portas se abrem antes que seus olhos conseguissem se acostumar com a luz. Ele se retira e a porta se fecha. Totalmente abalada pela loucura do elevador, ela guarda esse segredo somente para si.


            Um dia, após ir entregar um material para seu superior em um andar diferente, acaba entrando na sala de reunião, onde eles estavam planejando um jantar beneficente. Ao bater o olho no cardápio que estava refletido no telão, acabou pensando alto e disse que as combinações não faziam qualquer sentido. Ao notar que todos na sala estão olhando para ela, se dá conta de que havia falado muito alto. Então, um homem muito atraente, o CEO da empresa, pede para que ela os ajude nisso, já que parece entender.  Outro dia, recebe uma proposta incrível para se tornar assistente pessoal do CEO. Apesar de hesitante, por não ter qualquer habilidade nisso, com custo acaba concordando. Por alguma razão, a presença dele a faz lembrar daquele fatídico dia no elevador. Algo nele a atraia profundamente. E agora? Será que ela conseguirá manter o seu profissionalismo? Ou se deixará ser seduzida por esses olhos tão sedutores?


            Haruna (MD). A vida pessoal dela é diferente das duas rotas, assim como sua personalidade também muda um pouco. Dessa vez, seu animal de estimação é um hamister. Seu hobby é cozinhar e escrever em um blog. Ela ama culinária e sempre escreve novas receitas, também ama visitar restaurantes diferentes. Tem um vasto conhecimento na área, apesar de não ter estudado para isso. A sua história pessoal é meio triste. Ela é órfã, seus pais e seu irmão morreram em um acidente de avião. Para fugir das memórias, acabou indo embora para uma cidade mais dinâmica, New York.  Ela tem uma personalidade bem segura de si, não se deixa ser dominada e encara de frente, mesmo o seu superior. Não abaixa a cabeça uma vez que tem certeza de que está certa. Embora o Ryan tente dominá-la tanto como chefe, quanto homem, ela não permite. Lutou bastante para resistir à sedução dele, para não dar crédito às pessoas que ficaram dizendo que ele só deu o cargo porque queria usá-la de outro jeito.

            Ryan Carter é o CEO e fundador das empresas Carter Corp, um homem jovem e muito promissor, como podem ver. Com sua inteligência e poder de persuasão, conseguiu levantar um império sozinho. Apesar de ser controlador e arrogante, ele é uma pessoa muito boa e mesmo estando no topo, ajuda os menos afortunados. Seu passado não foi fácil, no entanto, desde muito novo, superou tudo e todos, e cuidou muito bem de sua irmã mais nova, que até então é tudo para ele. Por estar onde está, sempre corre muito perigo e está sempre recebendo ameaças. Talvez, por isso, ele nunca havia se permitido se relacionar com ninguém seriamente. No entanto, após conhecer a Haruna, ele passou a fazer coisas inesperadas, até mesmo por ele. Tentou se conter enquanto pode, no entanto, seus olhos estavam constantemente despindo-a. Ele não sabia se isso era apenas atração e algo de momento, mas uma vez que se deixou levar por seus desejos, percebeu que não era só atração e que ele a queria muito. Em vários momentos, eu o achei o maior babaca, mas que ele é sedutor, isso é verdade. É daqueles de arrancar suspiros. Apesar de não ser a minha favorita, gostei bastante dessa rota.

            Jake é o motorista e guarda-costas de Ryan. Como é empregado, passou a se relacionar bem com Haruna, por ela ser empregada também. Porém, uma vez que notou que estava acontecendo algo entre eles, acabou levantando um muro entre eles. Por algum tempo, tratou-a com indiferença, o que a incomodou. Logo, ele disse o que achava: que não era bom ela se envolver com Ryan, pois ele o acompanhava por todos os lados e já viu mulheres saírem aos cacos e não quer que ela se machuque. Jake é um cara bonito e legal. Ele tem um passado meio tenso. Era soldado, antigamente. Passou por muitas coisas ruins nas guerras, que o transtornaram muito. Mesmo assim, ele está tentando ir em frente. Ele parece ter sentimentos por Haruna e tem um momento na história que o Ryan percebe isso.  

            Jenny é a irmã mais nova de Ryan. No começo, ele só mostrava uma expressão diferente quando estava com ela. Ele se tornava outra pessoa, um homem amável e alegre. A Jenny é uma mulher controladora que morre de ciúmes do irmão. Logo que percebe que seu irmão tem interesse na Haruna, tenta afugenta-la. Apesar de ser uma mulher, pode ser muito mais infantil do que pensamos. Ela praticamente controla a vida do Ryan e ele aceita, isso da a maior raiva. Sabe o que é uma cunhada prego??? Essa Jenny aqui é um bom exemplo.
            Essa rota foi muito excitante. Gostei bastante. Teve uns momentos e outros que não curti, mas nada que estragasse as partes que gostei. Logo, terá a segunda temporada, não vejo a hora. Esse jogo tem crescido bastante. Nesse momento, temos o “Is it love? Colin”, saiu a segunda temporada de “Is it love? Matt” e já saiu a rota do Adam, mas apenas em francês ainda. Na outra série mística, o Drogo está em seus momentos finais e saiu a rota do Peter, que tenho que dizer: está uma fofura, ele é muito doce. Há várias previsões de segundas temporadas e de novas rotas. Estou ansiosa! 

0 comentário

Postar um comentário