Blood: The Last Vampire (live-action)

A primeira vez que vi o filme em anime, eu achei que era americano por causa do estilo da produção e os personagens, que falavam inglês, então desisti de ver. Por fim, encontrei o live-action e quase desisti quando percebi que poderia ser americano, por a maioria dos atores serem americanos. Ele até estava dublado, mas continuei assistindo quando reconheci a atriz que fazia a personagem principal, a qual eles diziam ser japonesa. Assim que bati os olhos nela, eu disse: essa mulher não é japonesa. Porém, eu tinha a sensação de já ter visto-a em algum lugar e, depois de analisar muito, percebi que era a atriz coreana Jun Ji-Hyun. Fiquei muito surpresa. Ela interpretou uma sereia recentemente em um k-dorama chamado “A lenda do mar azul”. Depois, também reconheci a atriz japonesa Koyuki, que fez "Kimi wa petto".


O live-action é um pouco antigo e foi produzido por chineses. A maioria dos atores são americanos, por isso estranhei muito, mas a história pede por isso, então não é de se estranhar tanto. Entretanto, ainda é estranho. Depois de ver o live-action, me veio a necessidade de encarar o anime que, embora eu não goste da ilustração dos personagens, assisti e vi que tem muitas coisas diferentes, então gostei muito mais de como a história do live-action correu. Fizeram mangá e jogos baseado nessa história. E, por fim, inspirados nesse enredo, fizeram "Blood+" e "Blood C", já falei de ambos aqui. A narrativa corre um tanto diferentemente, mas é a mesma protagonista. Acredito que "Blood C" pode ser inspirado na história do futuro de Saya, depois do filme principal ( poderia, só que não é).


 A história gira em torno de uma moça misteriosa, que na década de 60 caça demônios que se alimentam de sangue humano, servindo de ajuda para uma organização secreta americana que, em troca, a paga com sua fonte de vida. Seu objetivo é, um dia, encontrar o líder desses demônios e vingar a morte de seu pai. Após terminar um trabalho, é designada a ir investigar uma escola na base área americana, que está instalada em Tokyo por causa da guerra no Vietnã. Por não haver japoneses nessa escola, Saya acaba chamando muita atenção. Quando uns demônios disfarçados de garotas tentam matar uma estudante, ela a salva. Porém, a garota que testemunha aquela situação assustadora de um suposto assassinato começa a levantar suspeitas sobre a jovem ser a assassina, envolvendo até seu pai, que é general da base área. Todavia, a realidade pode ser muito mais assustadora do que um simples assassino.


Saya Otonashi, uma mulher misteriosa, metade humana e metade demônio, filha de uma original, é a única com força suficiente para combater de frente, com sua espada sagrada. Já viveu 400 anos. Deixou o amor e uma vida normal para ir atrás daquele que matou seu pai e todos que ela amava. Saya é um verdadeiro soldado que não mostra emoções, mas não quer dizer que não as tenha. É uma verdadeira máquina de matar. No anime diz que é um demônio, mas no filme diz ser uma espécie de vampiro. Na dúvida, coloquei demônio mesmo, que é tudo farinha do mesmo saco, por assim dizer.


            Alice Mckee é a filha rebelde e mimada de um general. Ela é comunicativa e animada, mas é um pouco excluída por ser filha de alguém da alta patente. Também não se esforça muito nas coisas e se acha um pouco. Depois de quase ser morta, o que ela nem percebeu, achou que era só uma briguinha entre adolescentes. Presenciou a morte das suas colegas, o que a deixou transtornada, em buscar a verdade. Depois de descobrir tudo, já era meio tarde: ela envolveu a família dela em algo muito perigoso, o que a custou muito caro.  No anime, Alice substituiu a enfermeira da escola, que descobriu a verdade de maneira bem cruel,  mas as duas foram taxadas de loucas, no fim.


            Onigen é o vampiro original. É apenas citado no live-action. Depois de Saya matar muitos demônios, ela foi atrás de quem estava aniquilando sua espécie. Durante a luta das duas mulheres, algo que eu já havia suspeitado é revelado.

            Eu ia parar de assistir, mas, no fim das contas, resolvi ir até o fim e falei "ainda bem". Eu gostei bastante do live-action, achei melhor que o anime. Então, indico com certeza, mas logo aviso: é antigo e achei dublado. 


Gênero:   Horror,  Sobrenatural,  Vampiros
Autor: Katsuya Terada

Anime:  1 ova

Live-action:  1  filmes


Onde Assistir:  
0 comentário

Dear Mine

           

             Kyaaa!!! Eu sempre caio de amores todas as vezes que leio esse mangá mais adorável, que me faz contorcer de vontade de colocar os personagens em um potinho.  Esse mangá tem uma ilustração não muito boa, mas contém uma historinha que é a coisa mais fofinha do planeta Terra. É mais uma daquelas historinhas de casamento arranjado e, embora os personagens ainda estejam entre infância e adolescência, ainda é romance de Oneesan. Ultimamente, anda aparecendo muitas histórias como essa, em que  a garota é mais velha e o garoto mais novinho.
            A história envolve uma adolescente, que leva uma vida humilde junto de sua mãe, após o falecimento de seu pai. Mesmo assim, ela não se deixa abater e vive alegremente, fazendo tudo o que pode. Depois de um dia de escola, ao voltar para casa, descobre que seu apartamento está vazio e sua mãe havia se mudado sem dizer nada a ela. Um motorista, em um carro de luxo, veio buscá-la e levar onde sua mãe se encontrava. Chegando no local de destino, fica encantada com uma mansão gigante e luxuosa, e começa a escutar alguns detalhes do motivo de estar ali. O dono da firma onde a mãe dela trabalhava havia fugido com todo o dinheiro e deixado uma dívida enorme no nome da mãe dela, que tinha emprestado seu nome para ajudar a empresa.
            Então, sem condição alguma de pagar, o atual presidente, em nome de um acordo do passado que a mãe dela havia feito com o antigo presidente para quem trabalhava, pagou todas as dívidas em troca de formalizar o noivado de sua filha e o filho, que agora é o atual presidente. Sem conseguir dizer nada, fica totalmente chocada quando o seu noivo apresentado é uma criança de 10 anos, que já havia visto algumas vezes em alguma situação mais cedo. Totalmente irritada com sua mãe tomando atitudes sem sequer conversar antes, ela diz que não seria possível ela estar num noivado com alguém que ela não tem sentimento, ou melhor, ela era muito nova para pensar em tal relacionamento, ainda mais com uma criança. E agora? O que ela vai fazer?

            Satoko Kurata é uma garota alegre, vivaz, prestativa e muito doméstica. Por causa das dificuldades depois da morte de seu pai, aprendeu a ser uma garota econômica e que tenta controlar o máximo possível, tudo para que sua mãe tenha uma vida confortável, já que da tão duro no trabalho para sustentar as duas. Quando descobriu que estava noiva, ela tinha uma quedinha por um colega de sala, o que logo virou um coração quebrado. Não achando formas de sair daquilo, com um dívida tão absurda para lidar, ela acabou por começar a tentar a viver ali. Pouco a pouco, ela passou a querer estar ao lado daquela criança. Não como mulher, mas vê-lo ali, tão solitário, dando duro como se fosse um adulto, e, apesar da idade, nunca havia sido criança de verdade, a fez querer estar ali para dar luz a ele um pouquinho.

“Qualquer coisa que for fazer, faça isso com a cabeça erguida, imponentemente.”
            Fuuma Wakudera, um garoto de 10 anos, presidente de uma grande empresa, embora seja uma criança na idade e no físico. Na verdade, por dentro, é um homem maduro e inteligente. Já se formou na escola e, embora alguns familiares contorçam o nariz por ele ser uma criança que comanda uma empresa, ele tem sido combatível e está preparado para enfrentar tudo. Vocês podem se perguntar o porquê uma criança, que devia ainda estar brincado, já tem uma cabeça de adulto. Sua mãe, que veio de uma família humilde, sofreu muito preconceito dos outros parentes da família Wakudera por ela não ter status algum. Deixando isso subir à sua cabeça, uma vez que seu filho nasceu, o forçou a ser o melhor em tudo, e assim é o nosso Fuuma. Um rapazinho que odeia ser tratado como criança, principalmente por sua noiva, a quem já ama há muito tempo, antes mesmo do que ela imagina.


“Idade e aparência não são importantes, mas sim o amor que ofereço a ela. Nunca acontecerá nada se eu não acreditar em mim mesmo!"
            Achei tão fofo como a relação deles ia se desenvolvendo. Aos poucos, ele foi conquistando o coração de sua amada. Primeiro, conquistou o respeito, depois a amizade, e, por fim, a conquistou como mulher, ao ponto dela dizer: “eu quero ficar com você mais do que quando nós começamos.”. Fuuma se sentia inseguro, mesmo ela dizendo coisas como essa, pois ela nunca havia afirmado que de fato gostava dele como homem, apesar de tudo. Sua cara ficava furiosa de quando alguém a destratava, no caso os parentes arrogantes e ficava enciumado quando um homem se aproximava. Até mesmo disse que não via a hora de crescer logo e podê-la abraçar. Toda vez que esse casal fazia uma coisa fofa, dava vontade de entrar na história e esmagá-los com um abraço de urso.


            Ah.... pode pensar o que quiser. Acho tão fofa esse tipo de história! Tem um anime e mangá que segue esse curso de um noivado entre uma garota mais velha com um garotinho bem mais novo. Ano que vem, venho falar dessa história, porque é uma das minhas favoritas. Meu coração fica derretidinho toda vez que assisto. Amo o Fuuma, principalmente seus olhos. A forma que ele se expressa me encantou muito. Fico imaginado que, quando for adulto, vai ser de tirar o fôlego. A Satoko que se cuide. O final foi um amor, mas não custava nada nos mostrar eles adultos e casados né???? (Choro).

            Então, é isso. Eu superindico essa historinha, que é um amorzinho. Amo demais por causa da pureza e por causa da fofura. Enfim, é muito amorzinho para o meu kokoro aguentar tanto amor...Leiam, ok???  

Gênero:   Romance, Drama, shoujo
Autor: Takao Shigeru

Mangá: 4 Volumes

Onde ler: 
1 comentário

Okusama wa joshikousei


            Esse é um anime baseado em um mangá, o qual eu não li e nem encontrei em português. Coloquei-o na lista, pois ele liga dois assuntos que amo: relacionamento proibido entre aluna e professor e casamento. É um anime bem, bem antigo, então a qualidade não é boa. Chega a irritar um pouco, por causa de uns costumes que só animes antigo têm, como repetição da apresentação da protagonista, porém, foi muito fácil de assistir. Uma história bem interessante, embora, às vezes, eu ficasse irada com a atitude do professor. Tinha hora que ele era um verdadeiro bocó.


            A história gira em torno de uma estudante do ensino médio que guarda um grande segredo de todos: ela já é casada. O seu esposo é o seu professor de física, o que torna as coisas mais complicadas. Por isso, esse é um segredo a ser protegido a unhas e dentes, se eles quiserem manter sua união em paz. Embora sejam casados há um bom tempo, eles ainda não tiveram relações sexuais, pois o pai da jovem proibiu que ele a tocasse antes dela se formar na escola. Agora, eles têm que conter seus desejos um pelo outro e tentar conseguir esconder a sua relação de todos até a formatura. Pode não ser nada fácil.


            Asami Onohara é o exemplo de esposa japonesa ou “a bela, recatada e do lar”. Mesmo sendo uma adolescente de 17 anos, é uma garota muito prendada e dedicada. Além de suas responsabilidades na escola, ela faz questão de fazer tudo direitinho em casa, dando o máximo de conforto para seu amado marido. Embora seu esposo, Kyosuke, não demonstre aparente interesse em avançar nessa relação para a próxima fase, ela está imaginando e desejando o dia em que ele finalmente a terá como mulher. Asami me irritou um pouco com esse negócio de esposa perfeita, pois muitas vezes ela  deixava passar certas coisas que deveriam ser discutidas. Porém, aos poucos, ela foi  amadurecendo e vendo que, às vezes, tinha que pedir, ao invés de só ficar esperando.

            Kyosuke Ichimaru é um professor de física que ama o que faz. Fora o fato de ter que esconder seu relacionamento de todos e não poder tocar em sua bela esposa, ele é um bom marido, que ama muito sua esposa. Contudo, esconder que é um homem comprometido pode trazer uma série de problemas, com mulheres. O que me dava mais raiva é que não é como se ele tivesse que esconder o fato de ser compromissado,  pois ninguém precisa saber com quem, entretanto, se ele dissesse desde o começo que já estava em um relacionamento, teria evitado as atiradeiras, sem se enroscar e deixar a pobre Asame insegura. Eu disse que Kyosuke não demonstrava interesse em avançar com sua amada, mas não é por não ter desejo por ela. É exatamente por ter medo de não se controlar, que ele evita certas aproximações, pois quer honrar o acordo com o sogro. Porém, conforme o amor vai ficando mais intenso, como aguentar???


            Esse homem me fez muita raiva por não saber se sair das enrascadas com as mulheres. Depois que ele começou a tomar mais coragem, mostrou ser um homem muito fofo e eu consegui perdoar suas mancadas do começo. Eu achei que ia odiar esse casal até o fim, mas não. Nos últimos episódios, a relação deles passou a ficar cada dia mais fofa. Acabei ficando: “Kyaaa... que amorzinho!". A luta para proteger esse segredo não foi fácil, nem um pouco. Às vezes, ambos se machucavam com a atitude um do outro ou deles mesmos para proteger essa relação.

            Uma curiosidade que fica no ar é: como eles vieram a se casar? Ele já era professor?  Como se apaixonaram? São coisas que ficaram no ar. Gostaria muito de saber desses detalhes. Embora a raiva que senti várias vezes, principalmente por causa de certas vadias que ficavam dando em cima do professor, eu gostei muito. Achei bem fofinho ver o desenvolvimento desse casamento. Então, eu indico, mesmo sendo antigo e não sendo o melhor anime de todos os tempos. Se curte esse tipo de história, pode ser que goste. 

Gênero:   Romance
Autor: Hiyoko Kobayashi
Mangá: 13 volumes
Anime: 13 Episódios


0 comentário

Otome no Yume – Photoshoots

  

        Não, essa postagem não é para anunciar o segundo episódio do melodrama de "Otome no Yume", infelizmente. Acreditamos que, antes que o ano se acabe, sairá com certeza  o episódio 2, mas tudo isso depende da nossa querida roteirista,  produtora e editora Bella. Então, vamos torcer para que dê tudo certo e ela consiga nos dar o próximo episódio de presente de Natal ou ano novo. Quem não conhece esse maravilhoso enredo, clique aqui para ir para a postagem e conhecer todos os detalhes.
            Eu sou apaixonada por esse projeto. Por causa dele, conheci muitas pessoas e passo momentos muito divertidos ao lado de pessoas maravilhosas. Muitas coisas vão rolar ainda, então, por favor, não desistam da gente e continuem ligados, que os sonhos de Sakura-chan ainda vão muito longe. Isso quer dizer que o amor, com certeza, irá  tomar essa história uma hora ou outra, assim esperamos, mas isso é um segredo que só a  roteirista deve saber. Juro, nós não fazemos ideia de qual será o destino dessas criaturinhas.
            Sem mais delongas, hoje eu vim trazer o Photoshoot da série. Como o vídeo não saiu, para vocês não nos esquecer e ficarem com mais vontade ainda de nos acompanhar, quero compartilhar com vocês essas fotos, pelas quais eu estou apaixonada e não via a hora de compartilhar com vocês. Foi difícil escolher apenas algumas, tivemos que pedir ajuda aos universitários, mas decidimos e aqui está. Espero que vocês gostem.












            Então, por hoje foi isso. Se você ainda não viu o vídeo, deixarei aqui com fácil acesso para que vocês possam ver. Fiquem ligados...



0 comentário

Garotos mais fofos dos doramas


        Sabe aqueles personagens tão fofinhos, que da vontade de por no potinho e guardar para sempre??? Hoje, quero reunir alguns desses que aparecem em doramas que já assisti. Por isso, escolhi 4 personagens de doramas distintos, que ganharam meu coração e, toda vez que os vejo, fico “Kyaaa... que fofo, quero apertar!”.  Então, vamos lá...


            Jeremy, do dorama “You’re beautiful”. Para mim, ele sempre, sempre, estará  no topo dos garoto mais fofos do mundo. Meu Deus, como poder ser tão adorável??? Esse dorama tem várias versões e já falei de duas, a Tw e o J-drama. De todas as versões, o Jeremy, que é interpretado pelo cantor e ator Lee Hongki, meu Bia (clique aqui),  foi o mais amorzinho. Sou completamente apaixonada pela inocência dele, pelo seu comportamento e pelo seu estilo. Como não se apaixonar, me diz você??? No dorama, ele é o baterista da banda A.N.JELL. e acaba por perceber sua atração estranha pelo novo integrante da banda, o que o faz começar a pensar que talvez fosse gay. No fim, ele descobre que não é nada disso e fica aliviado, pois a pessoa que ele achava ser um garoto, na verdade, era uma menina. As suas ações diante de tudo isso foram as partes que mais me fez rir e, certeza, foi um dos maiores motivos para gostar tanto dele.


            Henrique é um personagem do dorama “Flower boy next Door” (clique aqui). Já falei desse dorama, então, claro que já rasguei meu coração lá, dizendo o quanto ele é adorável. Esse rapaz imperativo nos ganhou por causa de seu jeito fofo, extrovertido e  elétrico. Ele virou a vida da protagonista de cabeça para baixo, mas também a nossa, pois acabamos ficando apaixonadas por ele. Por mais louco que ele parecia ser, havia muita pureza naquele ser. Às vezes, ele era inconveniente, mas vamos lá, como ficar irritada com ele??? Ele nos faz rir muito do começo do dorama até quase o fim, porque, no fim mesmo, ele nos faz chorar, mas tudo bem.


            Yeo Joon Hee, do dorama "Heartstrings", não é só fofo. Ele é, de fato, um rapaz muito puro, chega a ser uma criança, uma criança grande, por sinal. Seu jeito depende das demais pessoas e, por ser quase sempre tão doce, acaba penetrando no coração das pessoas com muita facilidade. Ele é muito alegre e, por causa do seu jeito, convence as pessoas com facilidade, embora não seja sua intenção. Ele costuma se apegar por pessoas que lhe dão o que comer, afinal, ele ama muuuuuito comer. A primeira vez que se apaixonou, ele se tornou mais fofo ainda. Mesmo que a garota o desprezasse, ele estava sempre a cercando, na maior inocência do mundo. A parte que mais me cativou foi quando ele a viu chorando, então pegou seu fones de ouvido, colocou nela e chorou junto com ela. Ele também faz parte de uma banda, toca bateria, e fica extremamente charmoso.


            Momo ou Takeshi Gouda, do dorama "Kimi wa petto". Eu sou suspeita, porque amo o ator Matsumoto Jun, que interpreta esse personagem. A história dele pode ser meio estranha, já que, por alguma eventualidade, ele virou o cachorrinho de uma mulher mais velha em troca de ter onde morar e comer. Ela colocou o nome dele de Momo, embora o nome verdadeiro dele seja Takeshi Gouda. Ele é um dançarino prodígio conhecido, contudo, agora ele é um cachorro, dos mais fofos e adoráveis. A verdade é que acho que, de alguma forma, ele acabou gostando tanto daquela mulher, que nem se importava em ser um cachorro. Bom, essa é uma história que um dia conhecerão. Falando sério, ele tem comportamentos tão fofinhos! Acho que foi o personagem mais fofo que o Jun já fez na vida.
            Por hora, são esses. Ainda existe mais alguns nessa lista, mas vamos juntar mais alguns e deixar para uma parte 2, ok? E aí? Me falem quais são os personagens mais fofos de doramas que vocês amam! Quero muito saber se não sou a única que fica tão empolgada com esse tipo de personagem, que da vontade de aperta-los. Kyaa....




0 comentário

Kamikaze girls ( J-Live-action)

           

       Já perdi a conta de quantas vezes eu assisti a esse filme, e eu nunca me enjoo. Por ser antigo, a produção pode não ser uma das melhores, entretanto, eu AMO esse filme e juro que não é por Anna Tsuchiya atuar nele. "Kamikaze Girls", originalmente se chama "Shimotsuma Story – Yankee Girl & Lolita Girl", é uma light novel, lançada em 2002 e só depois foi adaptada em filme e mangá. Estou morrendo de vontade de encontrar o mangá, mas ainda não encontrei.
            A história gira em torno de duas garotas de vidas distintas. Uma lolita que vive em uma cidadezinha pacata onde não tem amigos e nem alguém que adira ao seu mesmo estilo de vida. Porém, para ela tudo bem, pois ela vive em seu próprio mundo, onde babados e coisas fofas são os elementos essenciais para sua felicidade. Por estar obcecada por uma marca de roupas de lolitas famosíssima e cara, a moça acaba juntando umas coisas antigas de seu pai para vender na internet, a fim de fazer uma grana. Então, um dia, uma compradora aparece. Uma garota de estilo assustador desce de sua moto e fica encantada com os produtos que tem ali.   


            Diferentemente da lolita que mora naquela casa, essa moça era membro de uma gangue de garotas motoqueiras. Depois de fazer sua primeira compra, estava sempre voltando sem aviso, em busca de comprar algo para membros de sua gangue. De alguma forma, essa moça assustadora simplesmente começou a tentar penetrar no mundo de fluflu dessa lolita, que estava sempre tentando se manter distante. Entretanto, pouco a pouco, essa garota totalmente oposta a ela começou a atirá-la de sua zona de conforto, mesmo ela não querendo. Aos poucos, mesmo não querendo, ela se viu fazendo sua primeira amiga. Quem diria que seria alguém tão diferente?


            Momoko Ryugasaki é uma garota insensível desde criança. Mesmo depois de ver o casamento de seus pais indo para o espaço, ela não ligou, e até mesmo escolheu viver com o seu pai que, como ela mesmo diz, é um verdadeiro fracassado na vida. Com um tempo, acabou se apaixonando pela fusão kawaii e vitoriano, desde então, o seu mundo, que já era particular, se encheu de coisas fofas. Ela sempre foi muito madura, afinal, com pais com parafusos a menos, alguém tem que ter um certo juízo em casa. Só que, com isso, cresceu acreditando que relacionamentos são algo superficial, por isso nunca sentiu vontade de fazer amigos. Estava tudo bem. Ela era feliz em seu próprio mundo, onde ela mesma ditava suas regras.

            Ichiko Shirayuki, na verdade seu nome é Ichigo, é uma moça delinquente que faz parte de uma gangue de motoqueiras. Ela mudou seu nome de Ichigo para Ichiko, pois disse que seu nome original é muito meigo para alguém como ela e que isso seria fraqueza. Embora ela seja como é agora, a verdade é que faz parte de uma família  japonesa exemplar, entretanto, por ser uma CDF, sofria bullying na escola. Um dia, seus sentimentos foram salvos por uma motoqueira, que deu um ótimo conselho. Depois disso, ela quis ser como aquela mulher: forte, nunca chorar na frente de ninguém e encarar a vida, independentemente do que vier.


            Depois de conhecer Momoko, começou a cada dia mais ficar próxima à ela e decretou que ela já era sua amiga, mesmo que Momoko dissesse que não era nada disso. Ela se sentia confortável com essa menina, que vivia em seu próprio mundo e andava em seu próprio ritmo, sem se importar com nada. Então, passava mais tempo azucrinando a vida kawaii dessa lolita do que com sua gangue, que acabou por não gostar nada disso. Embora houvesse muita hesitação da parte de Momoko sobre a amizade delas, no final, elas descobriram que, mesmo com suas diferenças, era possível que elas tivessem esse tipo de laço.

            Claro que isso não foi tudo. Muitas coisas rolaram, então assistam, é muito bom. Eu sou suspeita, pois amo lolitas e Anna Tsuchiya, que faz a delinquente, mas eu juro que é muito interessante. Uma coisa que ficou marcada no meu coração é que eu também sou assim. Eu vivo no meu próprio mundo e sou feliz nele, por isso, às vezes, prefiro ficar sozinha, mas, em outras, eu desço dele e passo um tempo com meus amigos. Bom, esse blog é parte do meu mundo. Não é à toa que ele se chama “Watashi no sekai” (meu mundo), esse mundo cor de rosa e cheio de coisas kawaii. INDICADÍSSIMOOOOOO!!! Favorito EVER!!


Gênero:   Comedia

Autor: Novala Takemoto
Ilustrador: Yukio Kanesada

Mangá:   1 Volumes 

Filme:   1 episódios 

0 comentário

Mamotte Agemasu

 

             Esse mangá é de apenas um volume, com uma história principal e dois oneshots de bônus. Eu gostei muito das histórias, que, embora sejam todas escolares, são meio adultas e têm personagens realmente quentes. Sim!! O que me levou a ler esse mangá foi o garoto de cabelos compridos e olhar penetrante da capa. Gostei da ilustração e do andamento de cada enredo.
            A história envolve uma jovem azarada que, embora fosse muito inteligente e culta, no dia do exame, ficou doente e perdeu a oportunidade de ir para uma boa instituição, sendo obrigada a estudar em um colégio velho, que só tem delinquentes e  rejeitados pela sociedade. Um dia, quando é atacada por delinquentes, alguém a protege. Pela primeira vez, alguém havia sido gentil com ela ali. Em sua imaginação, só poderia ser um rapaz como ela. Então, sem sequer olhar para o seu rosto por estar tão assustada e em lágrimas, pede para ele ser seu amigo. Contudo, quando finalmente seus olhos se cruzam, ela vê que ele era um cara muito mais assustador do que os que a atacaram. Entretanto, ele está disposto a ser amigo dela a partir de agora. Agora, talvez ela tenha se metido em uma verdadeira furada.


            Hiragi Kotome é uma garota arrogante, de nariz empinado, que acabou sendo obrigada a estudar em um colégio de baixo nível, o que é um verdadeiro segredo para as pessoas que ela conhecia da antiga escola. Ela não tem orgulho nenhum em estudar nessa escola e está rodeada de pessoas ignorantes. Tudo que  Hiragi queria era sair dali o quanto antes, sem se envolver com ninguém. Porém, depois dela se enganar e pedir para o líder da gangue da escola ser seu amigo, ficou impossível ela não se envolver. Embora fizesse de tudo para que ele se afastasse dela, mesmo sendo um cara assustador, ele era estranhamento gentil e cavalheiro com ela. Então, até mesmo o seu próprio coração vacilou.


            Onizuka Takasha é um cara forte e seu olhar ameaçador o torna assustador, mas é um cara muito bonito, tão lindo que chega parecer ser estrangeiro. Fora isso, ele é filho de uma família multimilionária. Leva uma vida de delinquente e até mesmo é líder da gangue da escola. Por isso, ninguém da nada por ele, uma vez que não fazem ideia da sua vida pessoal. Onizuka se encantou com a Hiragi apenas ao ver uma foto. Depois que conseguiu se aproximar dela, simplesmente estava cheio de felicidade. Se mostrou extremamente tímido ao lado dela e a tratava como um verdadeiro tesouro.


            Eu gostei muito dessa historia e o desenvolvimento dos dois, que são muito opostos na visão da sociedade, criação e até mesmo quebrando o preconceito da própria pessoa que, mesmo estando relacionada com o cara e o amando, não estava disposta a apresentá-lo à sociedade. Uma história curtinha, que merecia ser trabalhada. O final foi mesmo em aberto, dando a chance de prolongar a história, mas também poderia ser tedioso se prolongasse, então fico em cima do muro. 


            O primeiro oneshot conta a história de Ohba Kaori, que decidiu entrar para o conselho estudantil depois de apaixonar pelo vice-presidente. Entretanto, quando estava em uma entrevista com o presidente, ele disse que só aceitaria uma secretária se fosse bonita e ele gostasse muito dela, então propôs que ela ficasse como secretaria pessoal por um semana. Nesse meio tempo, a coitada era obrigada a fazer todo o tipo de trabalho para aquele garoto arrogante. E agora? Será que ela vai finalmente conseguir terminar esses dias de teste e ficar ao lado de seu amado ou será impossível aguentar o abuso do presidente?


            O segundo oneshot envolve a estudante Nakai que, um dia, foi abordada por um colega da escola que a chantageia com umas fotos constrangedoras dela de cosplay. Em troca de devolvê-las, ela teria que namorar com ele por 5 dias ou ele espalharia seus segredos pela escola. E agora? Ser motivo de piada na escola ou ser namorada desse cara e fazer tudo que ele quiser?

            Gostei de todas as histórias, pois são bem excitantes. Eu gosto de ver aquele cara  questionando o motivo por ele ser tão mal com aquela única garota ao ponto de se sentir confuso com seus próprios sentimentos. AMO!!! Então é isso. Espero que façam uma boa leitura, porque gostei muito.  

Gênero:   Romance, Drama, Josie
Autor: Saijou Ayano

Mangá: 1 Volumes

Onde ler: 
0 comentário