Barairo Ma hani la vie d'amour


Já havia um tempo em que eu não trazia um mangá de puro romance para cá, não é mesmo?? Só que se preparem, porque está vindo uma maré de romances daqui para frente. O mangá de hoje envolve romance e o sobrenatural. É claro que só podia ser mais uma obra da mangaka Ohmi Tomu, que vem com sua ilustração maravilhosa, deixando os personagens mais atraentes do que já são. Gosto muito das histórias dessa autora. Esse provavelmente foi uma das suas primeiras obras, pois podemos ver nos mangás mais recentes algumas boas mudanças na ilustração. 
            A história envolve uma moça comum que acaba conhecendo dois belos homens distintos e suas vidas ligadas. Um dia comum, um novo presidente chega na empresa onde ela trabalha, e para sua surpresa, era exatamente o homem a qual ela havia entrando em um mal entendido mais cedo, na rua. Para piorar a sua impressão sobre ele, o moço não traz boas noticias: diz que veio analisar a empresa e que provavelmente ela seria fechada por não trazer um bom lucro. Indignada, ela desabafa  para um rapaz sexy que conheceu mais cedo, quando ele veio entregar algumas marmitas para o almoço. No outro dia, o homem que estava em seu escritório recebe uma visita inesperada de um de seus parentes, que antes estava coordenando o fechamento dessa empresa, e exige que ele a feche imediatamente. 


            A moça, que não consegue guardar o que pensa, diz algumas verdades ao homem arrogante. Ele a empurra e, de repente, uma ventania começa e um tigre enorme e furioso aparece diante dela. Parecia que ninguém era capaz de ver, a não ser o presidente e o jovem sexy que entrou na sala tentando, sem sucesso, domar o tigre. Entretanto, ela, por alguma razão, não sentia medo do tigre, então gritou o repreendendo como se fosse uma criança e ele a obedeceu. Ambos os homens estavam surpresos por ela conseguir domar o tigre. Resolvem contar o grande segredo: o presidente, que é herdeiro de uma família de prestígio, Tomonaga, carrega em si o titulo de Mestre-tigre e um outro rapaz, que fica fazendo trabalhos de meio período por ali, é herdeiro da família Kazamori, que são domadores e têm laços de servos com os Tomonaga. Entretanto, o herdeiro dos domadores, que é o braço direito do mestre-tigre, não tem capacidade de domar o tigre de seu mestre. Agora, os dias dessa moça comum não serão mais tão comuns assim.

            Koume é uma moça fofa e muito bonita, entretanto, quando abre a boca, mostra o quanto sua personalidade é forte, astuta e independente. Quando se sente injustiçada, seja quem for, ela não se contém e diz boas verdades. Seus relacionamento nunca davam certo, vai lá entender o por quê, não é mesmo??? Digamos que eu meio que posso prever: os homens japoneses, pelo pouco que conheço, não gostam de garotas de personalidade fortes e que não se deixam ser domadas. Ela vive sozinha, pois seus pais vivem viajando a trabalho, mesmo assim, ela não se apega a isso. Trabalha nessa pequena gráfica, ama muitos seus colegas de trabalho e o que faz.

            Quando conheceu o presidente, claro que ela não gostou dele por uma série de motivos.  Só que, aos poucos, ela passou a conhecê-lo melhor e a enxergá-lo por dentro, já ele era um homem sem capacidade de expressar seus sentimentos, de verdade, por carregar um fardo tão pesado sozinho. A sua gentileza, que vinha atrás de suas ações ríspidas, de alguma forma a conquistou. Só que ela jurava que não era nada disso, era apenas esse laço de domadora que ela tinha com ele. Koume é neta de uma senhora que se desligou da família Kazamori, por isso ela tinha essa capacidade de domar o tigre. Só que talvez fosse só o destino, afinal, como pode o verdadeiro domador não ter tal poder e alguém desligada da família ter?


            Mikage Tomonaga, esse homem, cuja sua beleza é entorpecente, parece estar sempre com uma máscara de ferro no rosto, afinal, sua expressão nunca muda. Ele, desde criança, foi criado para ser um grande herdeiro e muitas coisas foram cortas de sua vida, então ele teve que aprender muitas coisas, principalmente a ter autocontrole, reprimir seus sentimentos para não mostrar nenhum sinal de fraqueza e liberar o tigre dentro de si, já que poderia machucar pessoas a sua volta. Um homem cujo o trabalho é a sua vida. Tudo isso para proteger a família que ele ama tanto. Todas as vidas de seu clã estão em suas mãos, então ele não pode pensar por si só.


            Claro que tudo isso teve suas consequências, como seu pai que odeia tanto e perder sua mãe tão cedo. Ele tem muitas pessoas para proteger, mas ninguém, de fato, que possa o proteger. É um homem solitário e cheio de sentimentos reprimidos. Então, conhecer Koume  foi a salvação inesperada dele. Essa moça bocuda, que fala o que pensa, o encara não se importando nenhum pouco com seu posto, mudou todo o mundo dele, trouxe uma paz desconhecida à sua vida. Sem perceber, ela já era muito importante para ele, seu porto seguro onde ele podia ser ele mesmo. Entretanto, não importava o quanto ela era importante, no final, ele já tinha uma noiva e se não fosse essa noiva, teria quer ser alguém que seu avô permitisse, provavelmente alguém de uma família de prestígio.


            Kotarou Kazamori é um jovem simpático e sexy. Ele pertence a família de domadores e você pode se perguntar o por quê dele fazer serviços de meio período. Na verdade, ele faz alguns desses serviços por ser um dos melhores meios de conseguir algumas informações aleatórias para seu mestre. Ele é o braço direito do presidente e toma conta dos assuntos mais sérios. O fato dele não ter o poder de domador o frustra, entretanto, ficou feliz quando uma domadora apareceu, ainda mais por ser Koume, a moça a qual tenho certeza que foi amor à primeira vista. Embora estivesse na cara que ele gostava dela, ele não deu nem um passo, afinal, ele tinha esperança dela ser quem iria salvar o seu mestre, o qual ele também estima e ama muito. Por isso, mesmo que tentador, ele não aceitou quando sua família queria forçar que eles se casassem.  Ele ajudou de todas as formas ambos a ficarem juntos.


            No final, tem dois oneshots que contam uma história que gosto muito sobre o tio de Mikage, que era um mulherengo, vivia dormindo com uma mulher ou outra, porém, um dia, uma moça que finalmente atraiu sua atenção, na hora H, disse que era virgem, então ele não quis nada com ela. A moça disse que tinha guardado sua virgindade para seu noivo, mas como o noivado havia sido desfeito, então que queria pelo menos ter uma única noite com ele, a quem ela amava tanto. Aí ele não quis nada mesmo com ela, disse que virgens eram problemáticas. Entretanto, ela não desistiu em conquistar o coração dele.

            Eu gosto muito dessa história, queria ter explicando de uma forma melhor cada detalhe, mas espero ter chegado pelo menos próximo do que pode ser chamado de bom. É uma história bem profunda. Eu amo personagens decididas, que não se deixam ser tomadas por medos, que não abrem mão do que querem por causa de meras dificuldades, encaram de frente e, mesmo que não consigam, pelo menos não foi porque elas não fizeram nada. Então, superindicada essa historinha mais amorzinho, com essa mulher tão determinada. E aí? Já leram? O que acharam?

Gênero:  Josie, Romance, Sobrenatural

Autor: Ahmi Tomu
Mangá: 3Volumes 


Onde ler: 
Site desativado
0 comentário

Hellsing

               
                 Esse é um dos títulos de animes mais incríveis que conheço, por isso sinto uma dificuldade gigantesca em escrever sobre ele, afinal, é tamanha a responsabilidade de ter que escrever algo que esteja, pelo menos, à altura. Quando eu assisti o anime pela primeira vez, fiquei fissurada, afinal, como não ficar com um personagem principal tão atraente como aquele? Só quando finalmente eu tive a oportunidade de ler o mangá, vi que eles não seguiram a história fielmente e que era muito mais incrível do que eu já achava. Então, depois de assistir novamente, tenho que dizer que a qualidade do anime não é muito boa e a história que inventaram é sem noção, literalmente, só que dá para apreciar.
            Para salvar o anime que não foi lá tão bom, saiu o OVA Hellsing Ultimate. Esse só assisti recentemente e, embora tenha alguns cortes da história real, ele é o mais fiel e coincide muito bem com a história original do mangá. Sua qualidade também é muito boa. O mangá foi relançando recentemente pela editora JBC, com uma qualidade maravilhosa, e claro, com muito orgulho, completei a minha coleção. Eu já o li duas vezes. Foi através dele que vi que Hellsing é muito mais incrível e muito mais do que é mostrado no anime e OVA. Gosto muito das ilustrações e as notas finais do mangaka  são bem divertidas. A gente passa a conhecê-lo melhor, ele é bem humorado.

            O enredo gira em torno da Hellsing, uma organização secreta do governo britânico. Essa organização luta por muitos anos contra seres sobrenaturais, livrando os seres humanos normais da realidade obscura que é a existência das criaturas noturnas. A líder atual controla o seu próprio exército, e junto de seu mordomo e o seu melhor exterminador, o seu mais confiável servo, um poderoso vampiro insano, Alucard, e sua nova cria, uma jovem vampira, está sempre lutando contra os vampiros e ghouls irregulares.  

            Entretanto, eles tem um rival que é um grupo secreto de loucos do Vaticano que está disponível para o mesmo propósito. Ambos estão sempre em conflito por causa de territórios e suas diferenças. E agora, uma série de ataques de vampiros e ghouls têm acontecido mais constantemente, ao ponto de ser estranho. Logo, um novo inimigo aparece: uma organização chamada Millennium, que veio trazer destruição, pronta para começar uma guerra que trará o terror ao país.

            Sir Integra Fairbrook Wingates Hellsing, mais chamada de Sir Integra, é uma mulher que possui orgulho e compostura inglesa. Também é uma fumante compulsiva. Por causa de seu posto de líder, ela tem postura rígida e, por causa do modo de vestir e  se comportar, é muitas vezes confundida com um homem. Ela faz parte da Távola Redonda,  conselho de alto escalão da rainha da Inglaterra. Ela teve que se preparar para herdar a organização Hellsing desde pequena e, como seu pai faleceu muito cedo, acabou por herdar mais cedo ainda do que previsto. Passou por uma série de situações que a levaram a encontrar o grande segredo da família Hellsing, um triunfo que ela usa até hoje. Eu passei a admirar muito essa mulher. No começo nem tanto, mas depois de assistir e ler novamente, eu pensei: “puts, que mulher incrível!”. Sério, essa mulher é incrível. Eu tenho uma queda muito grande por mulheres fortes, tanto física quanto interiormente.


            “Quando eu os vejo, não deixo de pensar: será que eles desejam mesmo ser imortais? A maioria deles deseja apenas lutar, deseja uma batalha sangrenta.É um anseio desesperado por lutas, mas não acredito que eles desejam a guerra. Acho que, na verdade, isso é o grito de desespero pela morte.” Ex-líder Hellsing
            Alucard é um vampiro poderoso, arrogante e sádico. Trata as pessoas com sarcasmo e cinismo, claro que com duas exceções: sua mestra e sua serva Seras. Seu poder é extremamente grande, entretanto, nem sua mestra conhece a sua extensão. Geralmente, ele usa uma arma feita especialmente para ele e só usa seu poder quando se trata de inimigos que estejam à sua altura, para ter uma luta de verdade. Embora ele pareça ser completamente louco e um verdadeiro monstro, existe uma história bem triste por atrás dele, quando ele ainda era humano. Ele vive por tantos séculos, da para entender por quê ele chegou ao auge da insanidade. Ele não tem piedade diante de qualquer um que atrapalhe o seu caminho. Eu sou suspeita, porque mesmo ele sendo o louco dos loucos, sou apaixonada por Alucard. Ele ganha até mesmo do Sebastian em sensualidade. É sem dúvida um dos meus crushes
Forma real do Alucard

“Vampiro, Drácula, Nosferatus, rei sem vida, Conde. Aquele homem viveu  por vários e vários anos e deve ter devorado dezenas de milhares de 'desesperos', mas à essa altura não lhe resta mais nada, nem seu castelo, suas terras ou seu povo, nem o coração da pessoa amada, muito menos o seu próprio. Tudo desaparece  e o fantasma anda, anda e anda, até tudo se aplainar à sua frente. Integra, para mim, os vampiros, aqueles monstros imortais e assustadores que dominam a noite, mais parecem crianças frágeis e tristes, chorando incansavelmente." Ex-líder Hellsing
            Isso foi o pai de Integra que falou sobre os vampiros, algo realmente que nos faz pensar, e não esta longe da verdade porque eu sinto que Alucard não vê a hora de que alguém digno o mate. Entretanto, não pode ser qualquer um. É como ele mesmo disse:“um monstro como eu... um monstro fraco por desistir de ser um humano deve ser derrotado por um humano!". Creio que ele tem esperado por esse humano que seja capaz de finalmente o deixar descansar. Ele já passou por situações realmente enlouquecedoras e você só vai conhecer a sua história melhor lendo o mangá. Se vocês lerem “Alucard” ao contrário, vão ler “ Drácula”. Confesso: nem eu tinha sacado isso. Esse rei insano também deseja a morte.

            Seras Victoria é uma órfã que viu seus pais serem assassinados na sua frente. Depois de adulta, ingressou na polícia seguido os passos de seu pai e, em sua primeira missão, acabou se envolvendo com vampiros e ghouls e conheceu Alucard, que atirou em seu peito para matar o vampiro que ele caçava. Porém, foi salva pelo o mesmo, que a transformou em vampira, e foi recrutada pela organização Hellsing. Mesmo passando por várias situações, Seras continua mostrando sua personalidade alegre e engraçada, e é uma mulher bem atraente. Ela se recusa a tomar sangue, com medo de perder o pouco de humanidade que resta em si. Entretanto, no decorrer da história, a mestra de seu mestre a oferece um pouco de seu sangue, a qual ela não pode desfazer. Seus podres são limitados ainda por ela não ter bebido sangue para valer. Ela usa um canhão feito especialmente para ela. Mais a frente, ela acaba bebendo sangue e mostra ser poderosa e temida.

            Walter C. Dornez  é o mordomo fiel de Sir Integra, ele serve a família por muitos anos. Embora seja humano, ele possui força, velocidade e manipula fios finos de aço com precisão. Seu nome de guerra é “anjo da morte". Ele é perito em construir armas. Ele está sempre junto de sua mestra e ela confia muito nele, tanto que todos os planos são passado por Walter. Nessa última guerra do mangá, ele supostamente deu sua vida para proteger a sua mestra.


            Padre Alexander Anderson é responsável por um orfanato. Atrás do seu jeito carinhoso, que ele só demostra diante de suas crianças, ele é, na verdade, um homem impiedoso e sádico paladino. Faz parte do grupo de loucos secretos do Vaticano, usa sua insanidade para eliminar criaturas da noite e hereges em nome de Deus. Devido a biotecnologia, ele tem um grande poder de se curar e regenerar. Assim como Alucard, ele também é a peça coringa dessa organização. Ele é um dos inimigos mais dignos e respeitados e Alucard acha que seja o humano à altura para uma boa briga. Embora suas personalidades sejam diferentes, eles têm várias coisas em comum. Seriam bons amigos em situações diferentes, eu prevejo.

            Major Montana Max é um gordinho louco, por assim dizer, que ama a guerra. Um de seus desejos é nada além de uma morte digna, uma morte em que ele se sinta satisfeito diante de uma guerra cheia de destruição e um inimigo formidável. Entretanto, mais um de seus desejos é finalmente ser o homem que conseguiu por um fim ao vampiro mais poderoso dos séculos: Alucard. Ele é a pessoa por trás da organização Millennium, tão insano quanto os demais dessa história.

            Pip Bernadotte é um  mercenário Wild Geese que acaba entrando na equipe da Hellsing depois de suas tropas terem sido exterminadas. É um homem sarcástico, carismático e  demostra ter uma queda por Seras, a qual com certeza eu shippo. Mesmo com tantos anos sendo líder do grupo de mercenários, ele não fazia ideia da existência desses seres noturnos. Seras foi a primeira vampira que ele conheceu e ainda levou uma surra dela com apenas um dedo. A partir daí, ele se apegou muito a ela. Em uma de suas despedidas, ele tenta beijá-la, mas ela o impede. Depois de uma situação complicada,  ele diz: “ela é mesmo uma mulher e tanto! Que coisa! Eu devia ter dado um beijo nela nem que fosse à força! Eu gosto muito desse personagem, super shippei.

            Eu amo de paixão esse anime, o mangá mais ainda. É uma história perfeita, sangrenta de fato, mas vale a pena assistir e ler. Espero que vocês gostem e, se possível, leiam o mangá, pois é muito mais completo. É com certeza um dos meu favoritos. E aí? Já assistiram? O que acharam?

Gênero:   Drama, ação, terror, Gore, Fantasia cientifica
Autor:  Kouta Hirano
Mangá:  10 Volumes

Anime:   13 episódio 


Ova:   10 Episódio 


0 comentário

Kellvin - Cosplay



Konnichiwa Nekotachi!!!

Alguns meses atrás eu fiz um ensaio fotográfico do Kellvin, mas quem seria esse rapaz? Seria algum personagem de anime??? Ou de seriado? Talvez de um jogo???  Não!! Esse rapaz é um coreano, galanteador, charmoso e bem comprometido. É um personagem criado por uma amiga. Kell o criou para ir no evento de k-pop, entretanto ela acabou gostando do personagem e o aprimorou.  Nesse ensaio, trabalhamos no estilo despojado e social. Gosto muito do social por que deu um ar bem mafioso e achei bem atraente. Então, vamos as fotos.













Espero que tenham gostado. Em breve venho com um projeto muito divertido de cosplayers, aguardo todos ligadinhos aqui.


Kissu 
2 comentários

Atores que eu shippo

           

           Sabe aqueles casais que estão juntos em um dorama, filme, seriado ou até mesmo em novela e são tão perfeitos juntos, existe tanta química entre eles, que mais que uma história, desejamos que o amor deles seja real? Existem apenas três casais de atores pelos quais eu tenho aquela esperança no meu kokoro.


            O primeiro casal eu cheguei a shippar dessa forma foi no tempo da novela mexicana Rebelde. Eu amava o casal Roberta e Diego. Era tão apaixonada por aqueles dois juntos, que eu sempre desejei que na vida real eles tivessem algo entre eles. Dulce Maria e Christopher Uckermann, segundo as informações naquela época, tiveram um lance entre eles, mas sempre fiquei com uma pulguinha atrás da orelha se era verdade ou se era só uma farsa para botar lenha na fogueira dos fãs. Depois que terminou Rebelde, eles continuaram com o grupo, até teve um especial do próprio grupo em que eles diziam que sentiam algo um pelo outro, mas era complicado. Eles estavam sempre parecendo gato e rato em briguinhas mais fofas do mundo. Claro que fui à loucura com as possibilidades, entretanto, eles seguiram suas vidas e, no fim das contas, acabou dessa forma.


            O segundo casal que eu comecei a shippar após assistir ao primeiro dorama japonês da minha vida, Hana Yori Dango,  o casal Tsukushi makino e Tsukasa Doumyouji. Eu sei que eles passaram por maus bocados, entretanto, eles eram tão perfeitos juntos, como se tivessem nascido um para outro. Claro que essa é a minha visão sobre eles, os outros não sei o que pensam. Mao Inoue e Jun Matsumoto, esses atores, na minha visão, nasceram um para outro. Sinto tanta saudade de vê-los juntos! Existe uma série de rumores os quais não atrevo a confirmar, já que ninguém de fato falou que é verídico. Onde quer que eu leia, há rumores que eles estão namorando desde que terminou o dorama e estão noivos. Fizeram várias análises por eles usarem aliança idênticas.


            Só que o mundo dos famoso no Japão não é tão fácil. Eles não podem decidir namorar e gritar pro mundo que estão em um relacionamento. Existe uma série de fatores bem chatos sobre os quais não conheço detalhes, embora não haja uma confirmação clara. Algumas pessoas afirmam que eles também nunca disseram que não estavam em uma relação, o que só nos faz vibrar e acreditar que, de fato, o casamento deles está mais perto de acontecer, se é que já não aconteceu, já que são muito discretos e não tive nenhuma fonte de confiança para confirmar. Vamos só deixar que a minha esperança desse dois ficarem de verdade juntos não morreu. Só para lembrar, Jun é meu ator japonês favorito, já falei dele aqui (clique aqui).
Mike e Aom Sushar 

            O terceiro casal que comecei a shippar foi depois de assistir ao dorama Full House, versão Tailandesa. Os personagens  Aom-Am e Mike D. Angelo são meus mais novos xodozinhos.  Eles são tão perfeitos juntos, que é impossível não se apaixonar por eles. Depois de terminar  Full House, encontrar outro dorama com eles juntos foi um banquete. Eu fiquei apaixonada mais ainda por eles dois juntos. Eu não sei qual é a realidade desse dois, existe muito pouca informação sobre a relação deles, entretanto, de acordo com que ouvi de algumas pessoas, existe um boato deles terem um relacionamento, entretanto, isso já foi negado algumas vezes pela própria atriz.  É sério, esses dois são tão amorzinho juntos, para mim nasceram para ter uma vida juntos. Tenho certeza que se assistirem ao dorama, irão se apaixonar também.  Eu falei um pouquinho do casal desse dorama quando fiz uma postagem sobre casais mais fofos envolvidos em casamento (clicaaqui).  Assistam ao dorama, é sério, são apaixonantes demais esse dois.

 Eu assisto a muitos doramas e para mim não existe outros casais de atores que eu shippe tanto quanto esses. Eu queria muito vê-los juntos, um dia desses quero escrever sobre casais de atores reais que ficaram juntos depois de fazerem doramas juntos, então fiquem ligadinhos aí. É um pouco tenso obter informações verídicas, esse povo é muito discreto com as relações deles, ainda mais porque as fãs asiáticas são obsessivas e loucas. Eu quero mais é ver meus atores e cantores favoritos felizes, em um romance lindo. 
0 comentário

Ichi rittoru no namida ( 1 litro de lagrimas)


“1 Litro de lágrimas” é um dorama baseado em uma história real da adolescente Aya, que foi a diagnosticada com uma doença incurável chamada de degeneração espinocerebelar. Desde que descobriu sobre sua doença, ela passou a escrever tudo sobre seu dia em um diário até o seu último dia de vida. Esse mesmo diário foi usado para  formar o enredo dessa  história  de muita lutas e superações  que nos arrancam muito mais que um litro de lágrimas.
O dorama foi lançando em 2005, então a produção não tem uma superqualidade. O elenco  e sua trilha sonora são realmente muito bons. Fora o dorama, temos um livro que são resumos do diário original escrito por Aya, que começou a escrever no ano de 1962 e terminou em 1988. Além do mangá  de um volume do resumo dos dias dela que foi publicado aqui no Brasil, também pela editora Panini, e recentemente está sendo reimpresso, então todo mundo pode tê-lo em mãos.
Aya está para começar o ensino médio quando os primeiro sintomas começam a aparecer. Ela passa a cair do nada e o excesso de vezes que isso aconteceu atraiu a atenção de sua mãe que ficou muito preocupada.  Ao ir ao médico fazer um check-up, sua mãe passa a saber da nova realidade que sua filha e família teriam que enfrentar. Então, incentivou sua filha a escrever tudo o que acontecia em seus dias em um diário e tentar o máximo possível ter uma vida adolescente normal. Entretanto, aos poucos, os sintomas de sua doença começaram a  aparecer, perdendo o equilíbrio, a capacidade de andar, o que passou a  dificultar seus dias escolares em uma escola normal. Logo, mexer os braços e até mesmo falar era difícil, deixando impossível que ela pudesse ter uma vida totalmente normal.


“Por que essa doença me escolheu? Destino é algo que não se pode colocar em palavras.”
Aya Ikeuchi é uma menina alegre, vívida e boa nos esportes. Imagina a situação de uma pessoa tão ativa acabar perdendo todos os movimentos aos poucos?  No começo, saber sobre sua doença foi doloroso, entretanto, mesmo que por dentro às vezes fosse difícil encarar essa realidade que não poderia ser mudada a não ser por vontade de Deus, ela tentou viver o máximo que pode, encarando a vida como se ainda pudesse viver de forma normal, mesmo quando não conseguia sequer andar direito. Para mim, essa é uma das pessoas mais fortes que eu já pude conhecer. Não sei se seria capaz de encarar a vida estando na mesma situação que ela.


"Quero construir uma máquina do tempo e voltar ao passado. Se não fosse por essa doença, eu conseguiria me apaixonar e não depender de ninguém para viver."
 A história principal segue esse contexto, tentado seguir ao máximo possível a história original. Entretanto, no dorama eles incrementaram um personagem inexistente na história original, que era para causar uma pitada de romantismo, o que confesso que deixou bem atraente, afinal, sou louca por romance.  Então, além da história de Aya, também temos a de Haruto Shioka, que é um estudante que Aya conheceu por acaso quando foi fazer o seu Vestibulinho. Ele tem uma série de problemas interiores que têm a ver com seu pai, que é medico, e seu irmão, que faleceu.  Vivendo um tempo de rebeldia, acabou conhecendo-a, e seus dias a observando e participando da situação dela passaram a mudar muita coisas dentro dele, até mesmo dando uma certa maturidade a ele.  Esse acabou por ser um interesse amoroso de Aya. A ideia de colocar esse personagem surgiu quando, no diário, nos últimos tempo de sua vida, ela perguntou para um médico se ela seria capaz de casar.

Ikeushi Shioka é a mãe de Aya. É uma mulher realmente incrível. Ela foi a primeira a saber sobre a condição da sua filha. Embora fosse doloroso, ela sempre, diante a sua família e principalmente de Aya, se mostrava positiva e forte, sempre apoiado a filha a ter a vida o mais normal possível. Vendo essa mulher correndo para todos os lados por sua filha, permanecendo de cabeça erguida, praticamente ela era quem mantinha a família de pé diante a toda essa situação.


Ikeuchi Mizuo é o pai de Aya. Para ele, foi mais difícil mostrar ser forte, mesmo diante da sua filha.  Se não fosse a sua esposa ser uma mulher tão forte, ele teria perdido para o desespero de ver um filho nessa situação. Ele é alegre e acho que  é um homem bem sentimental. Ele tentou engolir o seu desespero para apoiar sua filha a ter uma vida normal.


Não consigo lembrar se na vida real Aya tem irmãos, entretanto, no dorama ela tem 3. Ako  é um pouco mais nova que Aya. Ela é bem estudiosa. Ao ver a situação da sua irmã, no começo, ficou um pouco transtornada, acho que ela não queria aceitar a realidade. Depois, ela fez de tudo para viver tudo que podia pela sua irmã.  O Hiroki, irmão mais novinho de Aya que ama futebol. Ele chegou em uma idade que sentia vergonha da sua irmã, só que logo ele percebeu sua falta e a defendia dos zombadores que eram seus colegas. Rika-chan é a mais novinha. Ela não entende muito da situação, mas sempre fez questão de dar muito carinho à sua irmã.
Aya da Historia real

Aya passou por muitas situações nas quais ela teve que encontrar forças dentro de si mesma para encarar, para não se machucar. Claro, como qualquer ser humano, houve um tempo que ela questionava a Deus por estar passando por algo tão terrível. Até mesmo por não ter valorizado mais o tempo em que era uma pessoa saudável, por ter desperdiçado seu tempo antes de todo esse pesadelo começar. Entretanto, ela lutou até o último dia de sua vida. Aprendemos muito com essa história, como desvalorizamos muitas coisas a troco de nada. Eu queria ter assistido-o outra vez antes de escrever sobre, entretanto, não consigo lidar com esse tipo de história. É muito doloroso, sinceramente.
É um ótimo dorama.  Se você for procurar doramas japoneses, vai achar muitos nesse estilo. No começo, eu pensava "meu Deus, os japoneses só fazem esse tipo de história triste!". Confesso, eu meio que fujo desse tipo porque fico encucada. Eu entro na história, sofro demais, sei lá.
Já assistiram??? Se gostam desse tipo de dorama, posso fazer uma lista de indicação. Sinceramente, finais em que o personagem morre não são meus favoritos não. De triste, já basta a história que vivemos na vida real.  Entretanto, acho importante  assistir esse tipo de dorama, ajuda a acordar. 

Gênero:   Drama, Romance, escolar,  Historia real
Autor: Aya Kitou
Dorama:  11  episódios

livro:   1 volume


Mangá:   1 Volumes 

0 comentário

Miyuki-chan in Wonderland ( Miyuki-chan no país das maravilhas)

            

         Comprei esse mangá porque é da CLAMP e eu amo  esse grupo de mangakás maravilhosas. Mesmo assim, às vezes suas histórias são meio cansativas e algumas até chatinhas.  Eu ainda acho que Cardcaptor  Sakura , Tsubasa Chronicles, xxx holic e kobato foram as melhores criações delas ever. Só que, mesmo havendo algumas que deixem a desejar, ainda amo suas histórias, por isso comprei  este mangá. Tenho que dizer: está na categoria de mangás chatos.
            Ele consiste em um volume só e tem pouquíssimas páginas.  Me deu tanto sono, que não consegui terminar de ler no mesmo dia.  A história não é ruim, mas a forma que foi trabalhada a fez ficar chata e cansativa.  Acredito que se fizessem desse mesmo título uma história mais detalhada,  seria bem divertido, afinal,  tem um teor interessante.  Tem dois ovas que eu nem sabia que existiam até ler o mangá,  que por sinal estão melhores que o mangá, só que ainda acho que devia ter mais interações, como Alice do país das maravilhas pede.

            A primeira história gira em torno de uma estudante comum que um dia, ao correr para sua escola, cai em um buraco negro e vai parar no país das maravilhas, aonde ela passa por uma série de situações com mulheres estranhas.  Isso  poderia ser uma sonho? Ou seria um pesadelo?

            Na segunda história, um dia, essa mesma estudante está se arrumando para ir para escola quando sua imagem do espelho sai e a puxa para dentro do espelho. Ela se vê numa série de situações com mais mulheres estranhas:  uma  mulher com asas que, além de olhar debaixo de sua saia, a joga do céu, outras que a fazem jogar xadrez humano e outras querendo fazer coisas pervertidas no país do espelho.

            Na terceira história, um dia, quando assistia a tv, ela acaba sendo puxada por umas pernas sensuais que saem de dentro da tv, aí ela vai parar no país da tv.  Ela encontra duas gêmeas que  começam a falar coisas impróprias.  Em seguida, ela é atacada por umas bolinhas brancas que a acabam por rasgar sua roupa, salva por um anjo que a joga  do céu  e acaba caindo em um castelo cheio de mulheres sensuais e estranhas.

            Na quarta história, um dia, quando ela estava indo para seu trabalho temporário, ao abrir a porta, ela percebe que agora, no seu lugar de trabalho, tem um ringue com várias mulheres esperando para lutar com ela para ganhar o melhor posto  de funcionária mais poderosa.

            Na quinta história, um dia, quando lia um mangá de Mahjog ( um jogo tradicional) , uma mão que saía de dentro do mangá segura o seu braço e uma moça bonita sai de dentro dele. A moça decide que o quarto dela é um bom lugar para jogar Mahjog e convida outras personagens do mangá a virem jogar no quarto dela. Sem entender muito, acaba sendo obrigada a jogar também.  Só que o que ela não sabia era que a punição para quem perdesse era tirar a roupa.

          Na sexta história, um dia, quando jogava um vídeo game, aparece uma opção que perguntava se ela poderia salvar o mundo. Quando ela clica no SIM, vai parar no país dos videogames, onde ela tem que enfrentar o poderoso chefão e salvar o mundo.  Só que esse chefão tem algo de muito comum à ela. Como assim???

            Na sétima história,  ela está no cinema assistindo ao filme X (uma obra da própria CLAMP) quando a personagem  chama o nome dela e ela acaba entrando no filme.  Agora, ela tenta convencer a todos dentro do filme que não é a protagonista da história.  Passa por uma série de situações com mais mulheres estranhas vestidas com uma lingerie sexy.

            São varias histórias que poderiam ser trabalhadas, contudo, eles fizeram uma história superficial.  Eu não gostei. Amo a CLAMP de coração, entretanto, essa não vai parar na lista dos melhores. Já leram? O que acharam?


0 comentário