It’s okay, this is love ( K-drama)


           

            Este é um dos doramas mais fantásticos que já assisti. Envolve um assunto muito intrigante: a vida e a visão de um psiquiatra e também dos pacientes com doenças psicológicas. Embora seja fictício, tem muitos casos interessantes, até mesmo focando bastante na esquizofrenia, uma doença que já ouvi falar muito, mas não fazia ideia de como funcionava. Claro que nem tudo é exatamente igual, podem ter acrescentado algo ou tirado, mas acredito que nos faz ter uma ideia. Além disso, tem romances bem maduros, o que é ótimo. Como sempre, esse é um dorama de ótima qualidade e tem um elenco maravilhoso. A atriz principal é Gong Hyo-jin, gosto muito dela e já até passou por aqui em "Master’s Sun". Conheci o ator Jo In Sung, também protagonista, um homem maravilhoso cheio de carisma e lindo.
            A história envolve um homem e uma mulher de vida distintas. A mulher, que é uma médica psiquiatra, está em seu primeiro ano trabalhando no departamento de psiquiatria de um hospital. Tem uma reação bem negativa sobre o amor, por causa de um trauma de infância, o que a impede de ter relacionamento íntimo com seu parceiro. O homem é um popular escritor e DJ de uma rádio que, apesar de parecer ter uma vida despreocupada por ser brincalhão, mulherengo e arrogante, sofre de transtorno obsessivo compulsivo. Um dia, eles se conhecem em um programa de TV, mas já começaram se desentendendo. Depois de uma série de brigas e desentendimentos, eles acabam atraídos um pelo o outro e passam a entender que são mais compatíveis do que imaginam. Então, ambos tentam curar as feridas profundas que cada um carrega, no entanto, o relacionamento deles leva um golpe quando a médica descobre que os problemas psicológicos de seu namorado são muito mais graves do que aparentam.


            Jang Jae Yeol é um homem muito bonito, que apesar de ter tido vários relacionamentos, nunca se profundou em nem um. Com seu dom de escrever, se tornou um homem muito rico. Lançou seu primeiro livro com 15 anos de idade. Hae Yeol é muito inteligente, brincalhão e arrogante. Embora pareça ter uma vida despreocupada, ele carrega uma grande cicatriz em sua vida, o que espelhou em sua obsessão por perfeccionismo e limpeza. Além disso, ele só consegue dormir dentro do banheiro. Como se não fosse suficiente carregar tantos traumas de infância, ainda tem que se preocupar com seu irmão, que foi preso quando adolescente, e toda vez que sai tenta matá-lo. Jae Yeol ama muito sua mãe e, apesar de tudo, parece gostar muito de seu irmão.


            Ji Hae Soo é uma mulher muito independente. Escolheu ser psiquiatra por não querer se formar em outras áreas em que ela teria que fazer cirurgias. É uma médica inteligente e cheia de compaixão, no entanto, não é muito afetuosa. O fato de não conseguir ver de forma positiva o amor é porque, quando criança, viu sua mãe traindo seu pai e aquilo fez uma ferida enorme em seu psicológico e coração. Quando é tocada por um homem, tem crises de ansiedade. Mesmo assim, no começo, ela tinha um namorado, mas acabou descobrindo que a traía. Já podem imaginar qual foi a desculpa?  Bom, ela não se aprofundava em qualquer relação, no fim das contas. Até que apareceu um homem disposto a curar esse trauma com muita paciência e amor. Hae Soo vem de uma família muito humilde e seu pai é inválido por uma doença. Depois que conseguiu se formar, trabalhou muito para dar um certo conforto a eles. Seu sonho é ser livre e viajar pelo mundo.


( atenção!!! Spoiler.)
            Hae Soo e Jae Yeol têm personalidades bem complexas, no entanto, ambos, acabaram se apaixonando de forma profunda e intensa. Ela era a única mulher capaz de compreender e aceitar o passado e as manias estranhas desse homem. Jae Yeol era o único disposto a curar isso que impedia deles se amarem como homem e mulher. Volta e meia, eles brigavam, no entanto, é porque ambos têm personalidade forte. Mesmo assim, estava evidente que estavam se amando. Hae Soo não admitia, porque se isso fosse verdade, ia atrapalhar sua ambição. Já Hae Yeol, apesar de ter atitudes meio estranhas às vezes, não escondia o quanto a amava e não estava disposto a atrapalhar os sonhos dela, mas fazer parte deles. Eles viviam dizendo o quanto um era perfeito para o outro. Esse amor foi algo lindo de se ver e me fez chorar muito. Quando descobriram que Jae Yeol estava muito doente, para Hae Soo, que é uma psiquiatra e que sempre foi contra uma pessoa se envolver com alguém doente, por experiência de família, isso balançou todas as estruturas. Não só dela, mas como do relacionamento e da família.


            Jo Dong Min é o veterano de Hae Soo, um psiquiatra que tem sua própria clínica. Como sua esposa e filhos moram nos Estados Unidos, ele mora em uma casa que é como uma pensão, onde também moram Hae Soo, Soo Gwang e, mais tarde, Jae Yeol, que acaba comprando a pensão e a cafeteria abaixo. Ele tem uma estranha relação com sua ex. esposa, que também é uma psiquiatra. Ele começou a tratar um prisioneiro, que dizia que foi preso no lugar de seu irmão mais novo, que foi quem matou seu padrasto. Porém, mais tarde, descobre que  o presidiário é irmão do Jae Yeol e toda a verdade atrás de tudo isso. Dong Min foi quem descobriu de primeira mão a doença do jovem escritor.


            Park Soo Kwang mora na pensão, junto dos dois psiquiatras. Ele sofre de síndrome de Tourette, o que o faz sempre ser largado por suas namoradas. No momento, ele está fazendo terapias com o Dr. Dong Min, que tem um jeito muito carinhoso de cuidar dele, como se fosse seu próprio filho. Ele trabalha na cafeteria e é muito amigo de seus colegas de casa. Apesar de ter tido alguns desentendimentos com Jae Yeol, mais tarde, passa a respeitá-lo e chamá-lo de irmão. Soo Gwang está tentando ajudar sua ex. problemática, que está sempre aparecendo em sua vida e pedindo coisas para ele, que acaba cedendo. No entanto, a garota fica andando com outro, enquanto tira o dinheiro dele. Mais tarde, ele da uma dura nela e passa a ignorá-la, até que a menina passa a dar valor a ele. Se tornaram casal fofo.


            Jang Jae Beom é irmão mais velho de Jae Yeol. Foi condenado a 11 anos de cadeia, após ter sido acusado de matar seu padrasto abusivo. Embora tenha vivido direitinho na cadeia, quando saiu, apunhalou seu irmão mais novo com um garfo, dizendo que foi ele quem cometeu o assassinato pelo qual foi condenado, o que o levou a ser preso novamente. Jae Beom é um delinquente. Desde novo, sempre cometeu imprudências e por esse motivo ninguém duvidou que ele era culpado. Apesar de ser assim, grosseiro, e ter atitudes violentas, é uma pessoa que age como criança e tem sérios problemas psicológicos. Todas as vezes em que é solto, vai direto tentar matar seu irmão. Depois, percebemos que ele sempre teve muito ciúme do relacionamento de seu irmão com sua mãe, pois tudo que queria era ser amado igualmente. Apesar de ser agressivo, na verdade, ele é gentil ao jeito dele.
            Tem muitos casos realmente interessantes. Aconselho vocês a preparam o coração. Acredito que esse é um dorama que só da para ver uma vez, porque o impacto de não saber o que vem é o que da mais graça à história. No entanto, eu vi duas vezes, porque é realmente muito bom. Superindicado!!! Queria ter escrito algo muito melhor sobre, mas não sou tão esperta para trazer esse assunto com mais sabedoria.



Gênero:   Romance, Drama medico, Comedia
Dorama:    16 episódios

1 comentário

Deep love vírus


           

          Esse mangá de apenas um volume tem uma história bem intrigante. Não gosto muito da ilustração, pois acho que deixa os personagens meio feinhos, mesmo assim,  a história compensa tudo.
            O enredo envolve uma garota que, apesar de ter sentimentos por seu amigo de infância, sempre guardou para si. No entanto, tudo muda no dia em que ele a beija. Seus sentimentos, que havia guardado por tanto tempo, estavam cada vez mais difíceis de guardar. Veio-lhe a pergunta: o que esse beijo significa? Será que ele também gosta de mim? Porém, no outro dia, ele apareceu namorando outra garota. Tudo aquilo que segurou, por anos, estava cada vez mais difícil disfarçar. E agora? Como o relacionamento deles irá se desenvolver?


“O importante é não perder para sua fraqueza.”
            Mako é uma garota alegre, esforçada e muito amigável. Desde que se lembra, sempre esteve ao lado de seu amigo Haru, por quem sempre teve sentimentos. No entanto, por medo de que seus sentimentos viessem à tona, o que poderia estragar a amizade deles, sempre suportou, afinal, não importava quem ele namorasse, Haru sempre a colocava em primeiro lugar. Por Mako ficar muito tempo sozinha em casa,  passou a treinar kendo, no intuito de ficar forte e se autoproteger. Foi aí que garota conhece seu senpai. Apesar do senpai ser cabeça quente, ao passarem por alguns problemas no clube e ela estar muito sensibilizada com sua situação com seu amigo, passaram a apoiar um ao outro. Mako, sem perceber, passou a admirar muito seu senpai. Poderia ser que os sentimentos dela estivessem mudando? Quem sabe?! Porém, uma coisa ela aprendeu com essa aproximação: ser uma garota mais forte, e não estamos falando do aspecto físico.


            Haru é um garoto bem animado e, pelo que percebo, não é o tipo de cara que fica sozinho, pois termina com uma e logo já está com outra. Acredito que, pelo fato dele priorizar sempre sua amiga de infância, seus namoros não duram. Depois de ver sua amiga de afastando, evitando-o e sempre grudada no senpai, isso passou a incomodá-lo muito. Garotos, garotos...quando têm por perto, não dão valor, mas quando a garota segue seu caminho, os olhos se abrem. Foi isso que aconteceu. No entanto, talvez fosse muito tarde. O que será que vai acontecer? Haru realmente gosta de sua amiga ou só está com ciúmes por sempre estarem juntos e, agora, outro garoto está ao lado dela?


            Sayama é um cara de pavio curto. Embora seja, na verdade, uma boa pessoa, não consegue demonstrar seu lado bom, por estar sempre irritado, o que fez todos os integrantes do clube saírem. No entanto, ficou essa garota, mas toda vez que ele a encontra, está chorando por algum motivo. É a única que, não importa o quanto ele seja duro com ela, não abandona o barco. Depois dos dois lutarem para conseguir manter de pé o clube, ambos acabam se aproximando muito. No entanto, depois que tudo se resolve, o senpai passa a se dedicar tanto ao clube, que da cada vez menos atenção à Mako. Quais são os sentimentos dele? Ele realmente só ficava junto dela por causa do clube ou, por algum momento, ele pensou nela de modo diferente?
            Essa história, por mais curtinha que seja, conseguiu comover meu coração. Sabe aquela dorzinha que da vontade de chorar várias vezes enquanto se lê? Senti isso, o que  significa, para mim, que é uma história bem profunda, do jeito que gosto. Então, eu com certeza indico. É tão legal uma história em que você não faz ideia que caminho realmente a personagem irá seguir! Digo isso porque nós sempre temos, mais ou menos, uma noção quando começamos ler algo. E aí, já leram? O que acharam??


Gênero:   Romance,  Drama, Shoujo, arte marcial
Autor: Nagi Michiko
Mangá: 1Volumes

Onde ler: Mangá Fascínio
0 comentário

Otome no Yume - Especial Valentine's Day




        É Valentine’s Day e para as pessoas que estão ansiosas com a espera do próximo episodio de Otome no Yume, preparamos um especial muito amorzinho. E você tem que assistir. Nesse dia que é tão importante para jovens japonesas que resolvem declarar seus sentimentos, lanço uma pergunta. Para quem vocês dariam seu chocolate Honmie hoje??? E que tipo de chocolate dariam? Comprado? Feito? Se for feito, que tipo???




Feliz Valentine’s Day a todos, não comam tanto chocolate.

0 comentário

Kimi no na wa – Your name


           

          Há muito tempo, esse filme tem estado na boca do povo. Embora eu estivesse curiosa, resolvi esperar a hora certa para poder assistir e ter todos os volumes do mangá em minhas mãos. Esse dia finalmente chegou. A sensação que tive foi de uma flecha atravessado meu coração, porque fiquei balançada, emocionada e encantada com essa história tão linda. O filme tem uma qualidade maravilhosa. Foi feito pelo mesmo diretor da animação de “The Garden of Words”, que é um filme que já passou por aqui. O mangá foi uma adaptação do filme e tem um pouco mais de detalhes que o filme, no último volume. O final foi fantástico, mas confesso que queria algo mais. Fiquei ansiando por horas, imaginando as coisas que poderiam acontecer a partir dali.


            A história gira em torno de dois adolescentes de vida distintas. Se não fosse por causa de um fenômeno sobrenatural, seus caminhos nunca teriam se cruzado. A garota   leva uma vida tranquila em uma cidade pequena e pacata, nas montanhas. No entanto, sua ambição é viver em uma cidade grande. Cansada dos costumes tradicionais, dos olhares julgadores das pessoas, das fofocas e de não ter nada de interessante para se fazer em sua cidade, ela deseja que, na sua próxima vida, ela possa nascer como um  garoto bonito de Tokyo e ser livre de todas as amarras sociais que existem no interior.
            Um dia, a adolescente tem um estranho sonho: ela é um garoto, mora na cidade que tanto deseja e tem amigos que nunca havia conhecido antes. Assim, ela aproveita ao máximo essa sua vida, desejando não acordar tão cedo. Do outro lado, está um garoto que realmente vive em Tokyo e também teve um sonho estranho: ele era uma colegial que vivia em uma cidade pequena, nas montanhas. Logo, ambos se dão conta de que não se trata apenas de um sonho e ficam assustados quando voltam para seus próprios corpos e percebem que alguém diferente esteve vivendo a sua vida. Quem é essa pessoa? Por que isso continua acontecendo? Qual o propósito disso?


            Mitsuha Miyamizu é uma colegial que vem de uma família bem tradicional, que administra um santuário, e, por isso, é também uma sacerdotisa. Quando sua mãe faleceu, seu pai abandonou o santuário para se envolver com a política. Por esses dois motivos aparentes, a cidade toda a conhece e mantém os olhos em Mitsuha. Por isso, ela se sente um passarinho preso em uma gaiola, que mal pode respirar. Nesse momento, ela vive com sua avó e sua irmãzinha mais nova. A jovem não vê a hora de terminar a escola, passar para uma faculdade em Tokyo e ter a vida glamorosa e livre que sempre sonhou. Depois desse fenômeno começar a acontecer, ela muda de corpo com um garoto e pode  aproveitar muito de seus sonhos. Embora houvesse vezes em que os dois, que deixavam recadinhos um para o outro, entrassem em desentendimento por aprontarem coisas suspeitas quando estavam no corpo do outro, pouco a pouco, eles começaram a ter uma cumplicidade.


            Taki Tachibana é um adolescente como qualquer outro. Um garoto bem bonito, de pavio curto, que leva uma vida agitada em Tokyo. Ele mora com seu pai em um apartamento. Depois de seus estudos, trabalha meio período em um restaurante e tem uma queda por sua senpai. Depois que aquele fenômeno passou a acontecer, viver a vida de outra pessoa o fez conhecer muitas coisas diferentes. Essa conexão com uma pessoa que mora tão distante, em que eles nunca estiveram no mesmo lugar ao mesmo tempo, o estava mudando. Quando as trocas pararam, em uma forma de se consolar, ele dizia que era bem melhor assim, menos um problema. No entanto, não conseguiu esquecer.  Talvez ele estivesse sentindo a falta dela. O fato de não conseguir se comunicar com ela, não importando o quanto ligasse para o número que Mitsuha deixou, estava deixando-o preocupado. Ele sentia falta de tudo: daquela linda vista, daquela cidade e de falar com ela através de recados, mas não era só isso. Então, ele decidiu que, mesmo não sabendo o nome da cidade e onde era, iria procurar por si mesmo. 


            Miki Okudera é a veterana  no trabalho do Taki, uma mulher muito bonita. Passa a ficar interessada nele depois de ver que ele tem um lado feminino e uma conversa interessante, que no caso eram os momentos em que Mitsuha habitava o corpo dele. Taki vivia brigando, no começo, com Mitsuha, dizendo para ela não intrometer no relacionamento dele com Miki. No fim, quando o Taki foi em um encontro com a sua veterana, ela percebeu que, embora gostasse dele, os sentimentos dele já haviam mudado, mas nem ele mesmo havia percebido. Acho que, depois do que Miki falou, ele acordou.


            Katsuhiko Teshigawara e Sayaka Natori são os amigos de Mitsuha. Pelo que percebi, Sayaka gosta de Teshigawara, no entanto, ela acredita que ele gosta de sua amiga. Para mim, ele é bem neutro. Não consigo achar que ele tenha sentimentos por Mitsuha. Eles são ótimos amigos e, no ponto crucial, por mais louco que fosse, acreditaram em sua amiga e ajudaram-na. Acho que eles quatro mereciam uma medalha de ouro pelo que fizeram, porque, se não desse certo, eles poderiam até ser presos. Agora, o que aconteceu, vocês só vão descobrir assistindo.
            Eu chorei horrores. No meio do filme, já comecei a chorar e foi assim até o final. No começo, a história é um tanto confusa e você fica ansiosa, porque quer entender logo o que está acontecendo. Depois, você se apaixona pelos personagens, aí vem aquele baque que perfura sua alma. É uma história tão linda, que não tenho palavras para descrever o quão linda é. Se não fosse por isso, talvez eles nunca tivessem se conhecido, mesmo que eles estivessem destinados um ao outro. Pensar nisso me faz querer chorar novamente. Viva às histórias como essa, que tornam o impossível possível e comovem o nosso coração! Assistam, está na Netflix, se não têm, emprestem a conta do amigo e vejam! Comprem também o mangá, pois ainda da tempo de ter sua coleção e são somente 3 volumes. É uma história que vale muito a pena ter em sua estante.


Gênero:   Drama romântico,  Fantasia cientifica
Autor: Makoto Shinkai
Mangá:  3 Volume 
Filme animado:  1

Assistar : Netflix

0 comentário

Que personagem gostaria presentear no Valentine's day?


         

          Confesso que escolher apenas 4 personagens, para os quais eu daria chocolates no valentine's day, está sendo difícil. Estou tendo uma grande luta interna, porque meus crushes são tantos, que está difícil. Então, decidi escolher os que estão nesse momento mais quentes em meu coração.


            Matt Ortega é do jogo "Is it love?" e já falei dele, clique aqui. Sou completamente e dolorosamente apaixonada por esse personagem. Nesse momento, por na segunda temporada estarmos passando por momentos difíceis, ele é quem está mais em meus pensamentos. Com certeza, eu daria chocolate para ele e reafirmaria meus sentimentos. Eu faria para ele cookies de chocolate, porque é a única coisa que a minha MD saberia fazer. Como ele é muito romântico, acho que seria legal leva-lo em um lugar onde pudéssemos ver as estrelas e nos lembrar de cada momento em que estivemos juntos. Quem sabe, assim, ele passe a considerar nossos sentimentos mais uma vez. Já faz 3 semanas que não jogo, porque a situação está tão tensa, que preciso preparar meu psicológico. 


            Drogo Bartholy é de outra série do jogo “Is it love?”, ainda não falei dele. No momento, esse vampiro está pirando a minha cabeça com seu jeito amável. Como ele não se alimenta de comida humana, não poderia dar chocolates para ele, então, talvez, eu devesse dar meu pescoço para ele! (Risada). Brincadeira à parte, porque esse lance de pescoço nessa série já deu merda, talvez, ao invés de dar a ele, deveria dar chocolates para outro cara, para provocar ciúmes e chamar a atenção dele, já que ele resolveu terminar comigo por ter medo de me fazer mal. Deixando essa ideia boba de lado, ao invés de chocolates, eu compraria para mim mesma e o levaria para um lugar onde pudéssemos apenas estar um ao lado do outro, enquanto eu como chocolates! ( Risos).


            Shou Usui é do mangá "Black Bird". Mês passado, teve postagem dele, clique aqui. Às vezes, da a impressão de que tenho um fraco por alguns vilões. Porém, embora Shou fosse mau, eu fiquei tocada quando percebi que, no final, ele queria muito ser amado. Acho que foi naquele momento que ele virou meu crush. Então, por esse motivo, quero demonstrar meus sentimentos e mostrar que até ele pode, sim, ser amado. Não sei se ele gosta de doces, mas seu irmão não curte. Bom, se com isso eu conseguir que meus sentimentos cheguem até ele, já está bom. Sinto que serei rejeitada, então, mesmo que fosse arriscado, eu pretenderia continuar tentando conquistá-lo.


            Obi é do anime "Akagami Shirayukihime". Teve postagem há algumas semanas no blog, clique aqui. Tenho um fraco por caras que estão sempre protegendo a mocinha,  têm sentimentos por ela, mas não são correspondidos. Não é só isso, pois ainda acho que existe muito mistério por trás do Obi. Gostaria de desvendar por mim mesma. Sei que não seria difícil que ele aceitasse meus chocolates, mas eu não quero só sentimentos superficiais da parte dele, quero o coração que ele deu para Shirayuki! Ser protegida por ele seria um sonho!
            Nesse valentine’s day, além do Sensei Michel, Sebastian no "Otome no Yume", eu gostaria de dar meus chocolates cheios de sentimentos para esses personagens que, nesse momento, estão em meu coração. E vocês? Que personagem presenteariam? O que dariam?

0 comentário

Especial Valentine's Day - Anime e mangá


            Como está chegando um dos dias mais fofos do Japão, o valentine’s day, resolvi  separar alguns casos desse dia de anime e mangá. Nesse dia mais doce, que muitas das vezes serve para confessar seus sentimentos, sempre rolam várias situações interessantes, em qualquer história. Até mesmo entre os casais que se formaram antes dele, no valentine’s day, ficam sem saber o que fazer, afinal, a maioria dos namorados adoraria comer algo feito por sua amada, mas o que fazer quando ela não é boa na cozinha??? É aquele caso inesperado que pode muito bem acontecer nesse dia. Vamos ver alguns casos!
(Atenção: muitos spoilers!)


            No anime "Kimi Ni todoke", no primeiro valentine’s day em que a heroína Sawako resolve dar chocolates para as pessoas por quem se sente agradecida,  instintivamente, sem ter noção, acaba favoritando mais um do que os outros. Diferentemente dos saquinhos de chocolate dos demais, o do Kazehaya tinha mais quantidade. Até ai tudo bem! No entanto, quando chegou a hora de dar, por algum motivo, ela estava hesitante. A garota, que não entendia seus motivos para estar com vergonha de entregar um chocolate giri, logo percebe que, na verdade, aquele não era um chocolate de agradecimento, mas sim um chocolate cheio de sentimentos. Depois de ser enganada por sua rival no amor, que encheu sua cabeça de minhoca, dizendo que Kazehaya não ia aceitar nem um chocolate caseiro, quanto mais um de sentimentos,  Sawako, que não conseguia mais segurar seus sentimentos, com medo de ser rejeitada e odiada, acabou não entregando os chocolates. Se ela soubesse que mais do que de qualquer outra, ele estava esperando chocolates dela...Pobre rapaz, que esperou pelo chocolate que nunca chegou. Esse foi  o desastroso valentine’s day de "Kimi Ni todoke".




            No anime "Gakuen Alice", aquilo que pode ser chamado do dia mais  maravilhoso para os garotos, pois recebem chocolates das garotas, é um verdadeiro pesadelo. Para você que ainda não conhece, clique aqui e conheça."Por que um pesadelo?", vocês devem estar se perguntando. Em uma escola em que os alunos têm poderes especiais, vocês já podem imaginar que os chocolates das garotas são um tanto perigosos. Então, ao invés do garotos ficarem ansiosos para receber, eles ficam mesmo tentando se esconder a todo custo. É muito cômico. No entanto, nossa heroína Mikan-chan fez o seu primeiro chocolate naquela escola. O que mais achei bonitinho foi que o garoto com quem eu a shippo, apesar de não comer ou aceitar chocolate de ninguém, o dela ele comeu, mesmo que escondido e mesmo não estando bom. Kyaaa, Natsumi ... Com essas atitudes inesperadas você me mata.



            No anime "Lovely complex", a heroína Risa não está namorando e mesmo gostando de alguém, ela não tem coragem de expor seus sentimentos, pois nem a mesma está aceitando seus sentimentos direito. No entanto, o garoto que ela gosta, que também não tem namorada, diz que já que ela não tem namorado, se ela quiser dar chocolate para ele, o aceitaria. No entanto, no dia, Otani, não aceitou. Depois de pensar bem, achou que não seria certo, já que não estava disposto a aceitar os sentimentos dela. Risa, totalmente irritadíssima, lançou bem na cara dele a caixa de chocolates e saiu toda chorosa. É, baixinho, você pegou pesado. Essa é, com certeza, uma história que logo passará por aqui.



            No mangá de "Skip beat", tem um caso um tanto cômico. Nossa heroína, que odeia com todo o seu coração o valentine’s day por causa das lembranças do seu amor do passado, acaba sendo obrigada a fazer chocolates para Reino, depois dele manter algo importante dela como refém. Nisso, resolve fazer chocolates giri também para as pessoas por quem é grata. Para o Reino, fez um chocolate todo cheio de ódio e como não poderia entregar no dia, resolveu entregar um dia antes. No entanto, acabou derrubando no chão e quase foi vista pelo o Ren. Depois o Shou, que já estava irado por  saber que ela daria chocolate para o Reino, pegou a caixa e jogou na rua, pois acabou entendendo tudo errado. Reino ficou feliz com chocolate cheio de ódio, mas fez o Shou entender a relação deles errado. No outro dia, o Shou chega com um buquê enorme  no studio de gravação onde Kyoko estava, na gravação da novela, e diz que era de parabéns por ela conseguir seu primeiro namorado.



            Kyoko, irada, explica na frente de todo mundo, inclusive o Ren, que estava fervendo do outro lado, que não era nada do que ele estava pesando. Shou, por sua vez,  feliz por algum motivo, pega um chocolate em seu bolso e coloca na boca de Kyoko. Enquanto ela mastiga, ele a beija, pegando um pouco de chocolate para ele. Naquele momento, todo mundo ficou em choque e o Ren estava pronto para partir para cima, mas a jovem o empurrou antes. Assim foi marcado, para sempre, o valentine’s day da pobre, tendo seu primeiro beijo roubado por seu inimigo. No entanto, seu valentine’s day ainda não tinha acabado. Depois de Ren conversar com ela, a garota se recuperou do baque, mas claro que ele não ia deixar isso barato. Quando a Kyoko, que preparou algo diferente para dar ao Ren, ele, para arrancar toda a presença daquele cara detestável da memória dela, a olhou bem em seus olhos, se aproximou e deu um beijo em sua bochecha. Esse foi o  valentine’s day de "Skip beat".



            No mangá "Black Bird", a Misao deu chocolate giri para vários colegas de escola, até mesmo para os subordinados de seu namorado. Ele, irritado com isso, acabou aceitando todos os chocolates que deram. Mal ele sabia que a garota tinha preparado algo muito mais interessante. Misao, sabendo que ele não gosta de nada doce, quanto mais chocolate, comprou um creme de chocolate. O Kyo não entendeu, então a garota, que estava com sentimentos ousados naquele momento, mostrou para que servia. Passando em seu amado, ela ia o saboreando. Dá para imaginar quão sexy isso foi??? Quase tive um ataque vendo isso. Kyo nem ficou feliz, né?? Claro que ele tinha que  soltar suas piadinhas pervertidas. Nem queira saber o que foi que ele disse, embora as mentes pervertidas possam imaginar. Hahahahaha.
            Acabei falando mais dos animes e mangás que li recentemente, porque foi mais fácil lembrar das situações certinhas. Algumas foram tristes e outras cômicas, no final, quem mais se deu bem nesse dia foi o Kyo. Então é isso. Espero que vocês tenham gostado. Lembram de alguma situação interessante em anime no valentine’s day??? Me contem!

0 comentário

Kimi wa Petto ( J-Drama)


          

       Conheci essa história um tanto cômica através do mangá. Ele foi lançado no ano de 2000 e sua ilustração não é das melhores, mas a sua história intrigante simplesmente te faz querer saber mais. Para as garotas que amam um romance de Oneesan (Nonna), esse com certeza pode ser a sua história. Logo encontrei o dorama, que foi lançando em 2003. Os personagens principais estavam sendo interpretados pelos atores Koyuki, como Sumire e Jun Matsumoto, como Momo. Eu simplesmente fiquei frenética por  meu ator favorito estar nesse dorama. Jun estava tão fofo fazendo o Momo, que quase tive uma overdose de fofura. Embora seja um tanto antigo, eu gosto muito desse dorama. Acho que os atores se encaixaram perfeitamente na ideia que eu tinha dos personagens quando li o mangá. Por isso, mesmo sendo antigo e talvez a história não se desenvolva de forma tão boa quanto no novo dorama, sempre indicarei esse.

            Sempre que vejo uma história que gosto de mais, acabo procurando outras versões e, claro, encontrei um live-action coreano que usava o nome de “You’re my pet”. A atriz Kim Ha Neul interpretou a Sumire, que nesse live-action usava o nome de  Ji Eun Yi, por ser coreana. O ator Jang Keun Suk interpretou o Momo. Gostei bastante, mas deixarei os detalhes para quando sair a própria postagem dele. Recentemente, em 2017, saiu um remake do dorama japonês, com a atriz Eleva Noriko Iriyama, interpretando Sumire e o Jun Shison, como Momo. O elenco é formidável, o desenvolvimento da história se encaixa bem com a história original do mangá e, além disso, tem um final maravilhoso.


            O antigo dorama e o remake são maravilhosos, mas gostei muito do desenvolvimento da história nesse novo. No entanto, os atores novos, embora não estejam fora de lugar e se encaixem nos personagens, para mim, os dois atores do primeiro dorama simplesmente nasceram para o papel. Por mais fofo que novo Momo pareça, ele ainda não consegue ganhar da fofura do antigo. E as Sumire, a  nova é muito meiguinha, mas a antiga se encaixa mais, por aparentemente parecer mais durona. Mesmo assim, não consigo me decidir, pois ambos os doramas são maravilhosos, então  aconselho assistir ambos, embora seja mais fácil assistir o remake. Aqui, irei misturar imagens do primeiro dorama e do novo.
            A história gira em torno de uma jornalista elegante, independente e bem sucedida. Por causa de seu status elevado, ela tem dificuldade em ter um relacionamento. Seu último namorado, com quem namorou por 3 anos, além de a ter traído, disse querer terminar por se sentir inferior. Frustrada, ansiosa e depressiva com tudo isso, em seu trabalho, ainda tinha que aguentar rumores irritantes. Então, após ser ofendida por seu chefe, ela perde o controle e o acerta com um soco, e assim acaba sendo rebaixada. Para um setor inferior ao que trabalhava, com um  novo chefe sendo hostil, além de ter que suportar a solidão. Ela acaba encontrando uma caixa perto de seu apartamento e quando abre e olha, dentro há um garoto todo machucado. Como estava chovendo, ela acaba levando-o para seu apartamento.


            Depois de cuidar dele, no dia seguinte, pede para que ele vá embora. No entanto, quando volta do trabalho, ele ainda esta lá. O garoto atrevido diz que queria comer mais uma vez sua comida. Embora hesitante, escutar aquilo a deixou feliz. O rapaz, então, pediu para ficar com ela por um tempo, mas a jornalista continuou mandando-o embora. Após o jovem insistir muito, com objetivo de ferir o orgulho dele e assim fazê-lo ir embora, propôs que, se ele quisesse ficar em sua casa, teria que virar seu animal de estimação. Embora, por um instante, ele tenha mostrado um rosto chocado, sem hesitar, garoto aceitou. Então, os dias dele de pet começaram e o dela de dona de um ser humano também. E agora? Como irá desenvolver essa relação entre mestre e animal?


            Sumire Iwaya é uma mulher muito bonita, elegante e, embora pareça durona,  ela pode ser bem sensível. Tem um passatempo nada feminino, viciada em cigarro, ama luta livre e ver animes shonen, algo que ela esconde dos homens. Quando conheceu  seu mascote, o qual apelidou de Momo, toda a sua depressão e ansiedade passou. Não havia mais solidão, pois por ele ser um pet, ela poderia usufruir de sua companhia e ainda ser ela mesma. Depois de ser deixada por seu namorado, com o qual achou que casaria, ela decidiu que nunca mais namoraria um homem inferior a ela socialmente. Então, logo encontrou um homem interessante. Embora o padrão dele se encaixasse perfeitamente no namorado perfeito, logo ela percebeu que ele era um cara estranho e terminou.


            Como um presente dos céus, o seu primeiro amor começa a trabalhar na mesma empresa. O homem de ótimo status ficou muito feliz em revê-la e, mais que isso, estava interessado nela. Eles começaram um relacionamento. Vocês podem estar perguntando "e o Momo?". Bem, ele é um animal de estimação, Sumire não o via como homem. Nesse novo relacionamento, ela tentou ser o máximo perfeita possível e, mesmo ela gostando tanto de seu senpai, a jornalista se sentia esgotada a cada encontro. Tudo que ela pensava era como queria ir embora logo e ver o único que a acalmava. Nesse lance muito louco entre seu pet e namorado, que tipo de destino essa história deve tomar??


            Takeshi Goda é um dançarino prodígio que saiu de casa por não suportar as brigas de família. No entanto, vive jogado ao ventos, na casa de um de outro. Embora  fosse profissional em ballet, por influência de sua mãe, depois de tudo isso, acabou se entregando à dança moderna. Um dia, acaba apanhando e, enquanto fugia, se escondeu  dentro de uma caixa e por sorte foi acolhido por Sumire. Ele não se importou em virar pet. Desde que tivesse um teto para dormir e comida para comer, quem se importa com orgulho? Além disso, às vezes ganhava cafuné. Aos poucos, ele começou a se apegar mesmo a ela, mais que isso, se apaixonou, embora tentasse colocar uma parede para não se entregar a esses sentimento, pois, no final, ele era só um pet. Takeshi é bem popular e cede com facilidade a ela, não consegue dizer não. É um garoto estranho, no fim das contas.


            Shigehito Hasumi é um homem bonito, culto e bem sucedido. Fez a mesma faculdade que Sumire. Eles tiveram um caso, quando universitários. No entanto, ele tinha namorada, mas ela, com peso na consciência, passou a fugir dele. Quando voltou para o Japão, quando a reviu, todos os sentimentos que tinha guardado voltaram como um furacão. Ele não perdeu tempo. Na verdade, Hasumi é um homem bom, mas algo me incomoda, não sei dizer o que.  Era um ótimo namorado. O coitado não tem culpa da Sumire não ser ela mesma com ele, e duvido muito que ele fugiria dela se fosse. No fundo, ele sabia que, na maioria das vezes, Sumire não estava sendo ela mesmo. No entanto, o erro dele talvez tenha sido passar por cima disso ao invés de tentar fazê-la se sentir confortável. Acredito que seria um bom marido para ela. Fico meia em cima do muro, porque eu gosto do Momo. O Hasumi foi o enganado da história, mesmo que não houvesse  envolvimento de homem e mulher entre ela e o Momo, não muda que a jornalista se sentia mais confortável com outro homem e que sempre estava com os pensamentos em outro homem.


            Shiori Fukushima é uma garota feminina, aparentemente meiga e vaidosa. No entanto, ela tem essa máscara de garota inocente para se aproximar dos homens, pois seu objetivo é casar com um homem bem sucedido. Ela acaba ficando de olho em Hasumi e armou todos os tipos de ciladas. Embora não houvesse sentimentos no começo, Shiori, acabou se apaixonando, mas como via que ele era tão sincero em relação a Sumire, por ele, pensou em parar. No entanto, depois de ver que Sumire  tinha um garoto em casa que era seu pet e que decidiu não ir com o senpai na transferência dele para outro país, a moça, que não é burra nem nada, tentou jogar mais uma vez e foi atrás dele. No antigo, eles foram para Brasil e, no novo para a Coreia. Muda também as situações nos dois doramas. Shiori está disposta a virar o pet de seu amado e, assim, quem sabe, conquistar seu coração. Sinceramente, no fim das contas, eram meio fofos.
            Esse dorama da o que falar. Na verdade, esse novo remake é muito melhor, pois a história é mais completa e tem um final maravilhoso. Se tiver oportunidade, conheça o antigo também. É isso. Espero que vocês tenham gostado, porque eu achei muito divertido. INDICADÍSSIMO!!!


Gênero:   Romance, Shoujo, Comedia
Autor: Yayoi Ogawa 
Mangá: 14 Volume
Dorama:  Primeiro 10 episódios, Remake  16 episódios

0 comentário