Garota de Fora ( Thai-Dorama)

 


Acreditava seriamente que este seria mais um dorama de terror e que era japonês.  Porém, no final, não era nada disso, embora ainda seja um tanto assustador. Este dorama tailandês tem 13 episódios e, praticamente, cada episódio trata uma situação e um lugar diferente, mas a garota de fora é a mesma pessoa. A história gira em torno de uma menina realmente muito bonita, inteligente e misteriosa chamada Nanno. Ela é perfeita em tudo o que faz e está sempre sendo transferida para colégios aleatórios. O seu objetivo é expor delitos da instituição e dos colegas.



No primeiro episódio, a Nanno entra para um colégio que tinha o título de escola perfeita. No entanto, logo quando ela começa a estudar ali, tem aulas com um professor que começa a dar em cima dela. Mesmo ela dizendo não querer, pois ele tinha família, ele transa com ela. A partir dali, ela começa a armar todos os tipos de cilada para ele, até a verdade vir à tona. Ela consegue a prova que precisava para expor o delito gravíssimo que ocorria dentro da escola perfeita.



            No segundo episódio, Nanno vai para uma nova escola, e logo de cara começa a ser cortejada pelos meninos populares de lá, enquanto ela faz amizade com duas colegas de classe que os conhecem muito bem. Um dia, eles a convidam para uma festa, e, lá, as meninas fazem uma bebida batizada para ela. Quando finalmente ela dorme, um dos rapazes se prepara para estuprá-la, então, ela acorda no meio de tudo. E agora? Eles pararão? Tenho que dizer que esse foi um dos episódios mais bizarros.



No terceiro episódio, Nanno entra em uma escola de onde saem vários artistas de sucesso, o que significa que a rivalidade é grande. Lá, há duas amigas que se separaram devido à inveja, pois enquanto uma conseguiu reconhecimento, a outra não consegue ter talento suficiente para isso. Contudo, Nanno está ali para expor a falta de caráter dela, e assim começa a instigar a outra a fazer coisas para conseguir evoluir como artista. O que será que vai acontecer?



            No quarto episódio, Nanno vai para uma escola de ricos, onde arrogantes filhinhos de papai, que acreditam que o dinheiro compra tudo, estudam. Em meio a eles, existe uma ovelha que esconde a sua verdadeira origem humilde. Para manter a sua mentira de pessoa rica, ele irá até mesmo roubar o tão suado dinheiro de seus pais. Pior: ele os envolverá em uma situação muito humilhante. Seriamente, esse foi um dos episódios mais horríveis.



No quinto episódio, Nanno está em uma escola onde a redes sociais comandam tudo. Todos eles fazem tudo o que necessário para parecer bem. Lá, há um rapaz que acaba se envolvendo com ela para que sua fama fique maior, e eles se tornam o casal mais amado da escola. Contudo, existe um problema: ele tem uma namorada real que não está gostando nada disso. Como ele não consegue fazer nada para terminar tal situação, antes de perder realmente a pessoa que ele gosta, acaba fazendo coisas terríveis. Realmente vale tudo para manter a fama nas redes sociais?



            No sexto e sétimo episódio, Nanno vai para uma escola e acaba se tornando a nova gestora do time de futebol, contudo, a outra gestora fica enciumada, pois o garoto que ela gosta tem arrastado asinhas para a novata. Um dia, ela escreve na parede do banheiro “Nanno cara fedida”, e, no outro dia, a menina realmente está com a cara fedendo. Percebendo a coisa surreal que aconteceu, ela começou a escrever seus desejos na parede, e eles sempre aconteciam. No entanto, um dia, as coisas acabaram saindo do controle, quando ela acaba contando seu segredo para alguém.



No oitavo, Nanno conhece um garoto que não consegue parar de roubar, porém, ela também é uma ladra e tanto. Ambos acabam vendo isso em comum e passam a se ajudar. Ele abre o coração para ela, contando sobre a sua família, e eles parecem estar muito apaixonados. Um dia, ela o incentiva a cometer um roubo muito grande na escola. E agora, o que virá por trás disso? Para ser sincera, acho que Nanno ficou movida com esse rapaz. Shippei muito.



No nono, um bandido foge da cadeia e começa a matar vários alunos de uma escola, por isso, alunos assustados se escondem na sala de detenção, na qual os alunos não estavam cientes do que estava acontecendo. Uns não acreditaram na situação e outros estavam morrendo de medo. A sala de comunicado anuncia a situação e eles passam horas ali, escondidos, na classe. E agora, eles sairão com vida dessa?



No décimo, a Nanno entra em uma escola que tem uma professora que está passando por uma situação difícil. Sua presença só piora tudo isso, pois Nanno se parece muito com a aluna que se tornou amante do marido e destruiu o casamento da professora. A jovem estudante estava sempre elevando a forma de professora que ela era, dizendo que não estava errada, enquanto ela estava perdendo a cabeça na escola. Aí, as coisas começam a ser reveladas.



No décimo primeiro, Nanno entra em uma escola em que a beleza é algo muito importante e determina o tipo de vida você terá ali. Apenas as 10 mais belas têm o privilégio de viver em completo luxo e comer boa comida. Então, elas se matariam para ter esse lugar. Quando Nanno entra na escola e conhece a décima, ela acaba sendo supostamente atenciosa, ensinado a ela tudo isso. Então, no outro dia, ela acorda com uma grande espinha no nariz, que a faz descer no ranking. A novata toma o seu lugar, o que a deixa realmente indignada. Agora, ela fará qualquer coisa para voltar ao seu lugar.



O décimo segundo e o décimo terceiro começam com um encontro, após 10 anos, dos colegas de classe. Quando abrem o baú, eles acham o celular de alguém de quem não se recordam. Contudo, uma entre eles lembra e começa a contar a história da garota louca que falava o tempo todo no celular, mas, na verdade, não era ninguém. Então, essa garota está na festa, trabalhando como garçonete e ninguém percebeu. A história real de tudo vem à tona. Esse último episodio foi muito pesado, e me faz pensar que foi a história real da Nanno.

O que é essa Nanno, eu não sei ao certo. Não sei se ela é um ser sobrenatural, ou se é humana realmente. Não existem explicações sobre ela. O que eu achei? Particularmente, eu não gostei muito. Não era nada do que eu esperava, mas não é ruim.

0 comentário

Possessed ( K-drama)

 


Quando eu fui assistir a este drama, achei que fosse terror. Aí, quando comecei, achei que tinha um pouco de comédia. Contudo, as coisas começaram a piorar drasticamente. No começo, as coisas são mais tranquilas. Você nem imagina o quão pesadas as coisas ficarão. Ele foi lançado em 2019, com dezesseis episódios. É um k-drama, então vocês sabem que a produção é ótima. Eu realmente gostei muito desse enredo, que foi muito além do que eu tinha imaginado. O final foi algo que me deixou extremamente chocada. Então, meu povo, se for assistir, saiba que o lance é pesadão. Não se engane com o começo mais tranquilo.

A história gira em torno de três pessoas distintas: o serial killer que morreu há alguns anos, após ser condenado à pena de morte. O policial atrapalhado, mas competente, que acaba descobrindo algo que preferia nunca ter descoberto. E a mulher que tenta viver uma vida normal, mas seus dons de ver o sobrenatural não permitem muito isso. Um dia, uma onda de assassinatos muito parecida com a que já teve há muitos anos começa, e isso instiga o policial, que tenta descobrir a fundo a situação, lendo sobre o condenado. Ele começa a ter alguns problemas para dormir, como sonhos estranhos. Um dia, enquanto corria atrás de um bandido, acabou conhecendo essa jovem, que foi levada junto, por causa da grande confusão. Após conversar com ela, a menina fala coisas sobre ele que não tinha como alguém saber. Assim, ele passa a acreditar nos dons dela. Aí, as coisas ficam ainda mais estranhas, porque, durante a investigação, ele descobre que o assassino daquele tempo está de volta, possuindo o corpo de um ser humano (se é que podemos dizer que é humano). E agora, como solucionar este caso?



Kang Pil Sung é um homem que vive para a sua carreira. Ele teve uma infância bem perturbada, pois sua mãe, que não suportou ser deixada por seu pai, acabou surtando e tirando a sua própria vida, algo que ele nunca foi capaz de superar. Apesar disso, ele escolheu viver um bom caminho e lutar pela segurança das pessoas. Assim, ele se dedica ao seu trabalho. Quando essa série de assassinatos começa, ele é o único a descobrir que não era um caso comum, mas não podia dizer a ninguém. Primeiro porque ninguém acreditaria. Segundo porque isso era algo não havia como resolver apenas matando ou prendendo. É aí que as coisas realmente ficam pesadas, pois o serial killer, que estava aumentado seu poder sobrenatural, por alguma razão, acabou mirando-o, fazendo muitas coisas ruins ao redor do policial, com pessoas que ele amava. Tudo só foi piorando. Ele até pensou em fugir, mas isso não solucionaria o problema. Muitas coisas passaram na sua cabeça, porém, nada realmente era um caminho fácil. Ele teve que ver tudo sendo destruído ao seu redor, com mãos amarradas, sem poder fazer nada. E agora?



Hong Seo Jung é uma mulher estilosa, inteligente e comunicativa. É filha de uma Shama. Infelizmente, herdou os dons espirituais dela, mas, para a proteger, a mãe se afastou dela, deixando-a se criar sozinha, e se tornou uma Shama bem longe, orando para que ela não tivesse que lidar com esse lado da vida. Contudo, o dom de Seo Jung era muito forte, por isso ela via fantasma e tinha sonhos com coisas que aconteceriam. Foi assim que ela se deu conta do que havia acontecido com sua mãe. Antes, ela conheceu esse policial, e logo eles se deram bem. Ela o fez acreditar no seu dom, fazendo-o ver o que ela via, o que realmente foi algo muito complicado, porque, após isso, ele ficou sensível espiritualmente e passou a ver o que não queria. Contudo, tornaram-se muitos amigos, e, às vezes, ele pedia para ela ajudá-lo em alguns casos, apesar de ela proibir tal contato. Nisso, desenvolveram um sentimento romântico um pelo outro. No entanto, como a sua mãe tinha sido uma das pessoas envolvidas com a situação do assassino, ela tomou isso como sua responsabilidade e não viu saída a não ser se tornar uma Shama para derrotar esse mal encarnado. Essa foi uma escolha muito difícil, porque escolher esse caminho significava desistir do seu amor. Ela lutou muito, fez tudo o que podia para vencer isso, mas as coisas viraram um pesadelo totalmente sem saída.



Oh Soo Hyeok é um serial killer. Assim como a maioria, teve uma infância um tanto infernal. Agora, ele é pura maldade e só quer ver o caos e a infelicidade alheia. É isso o que deseja. Após ser preso há muitos anos, foi condenado à morte. Aí você levanta a mão para o céu e diz: menos um! É aí que você se engana, meu bem, porque um ser tão imundo quanto ele, um jovem médico — Sim!!! Você não leu errado, um médico, um cirurgião muito bom no que fazia, mas que agia como um serial killer no tempo livre —,  era um grande fã dele. Ele teve uma brilhante ideia: por que não colocar o espírito dele no meu corpo? Assim, poderemos atuar juntos! Parabéns, amigo, você confiou na pessoa certa. Esse foi o começo de todo o mal que absorverá esse dorama por completo. Esteja preparado.

Poucos momentos de felicidade

Tem muitos personagens que mereciam estar aqui, mas são realmente muitos. Não seria muito fácil, além de não ser justo falar de uns e outros não. O que posso dizer é que muitos deles eram muito queridos, personagens realmente cativantes que conquistaram minha atenção e meu afeto. Fiquei realmente chocada em como as pessoas podem mudar quando são colocadas em situações tão aterrorizantes quanto essa. É isso aí, pessoal, assistam. É realmente bom, mas estejam preparados, pois esse não é um dorama de mar de rosas. INDICADO!!!!

 

0 comentário

Special A

 


E lá vamos nós, para um anime MUITO antigo. Quem já o assistiu? Depois de uns 8 anos, finalmente revi, mas, dessa vez, não foi tão legal quanto a primeira. Sinceramente, eu esperava uma reação muito melhor da minha parte, mas a protagonista realmente não me animou. Por favor, não entendam errado, ela é maravilhosa, porém, não é o tipo que me atrai.  Eu, na verdade, gostei mais do desenvolvimento de outros personagens. Outra coisa que não curti foi a dublagem do protagonista. Achei aquela voz muito adulta, para um rapaz adolescente. O mangá foi lançado em 2003 e finalizado em 2009, com 17 volumes. Eu li, mas, a versão traduzida não está finalizada. Existe um spin-off que foi lançado em 2013, com um volume, mas não encontrei. A adaptação foi lançada em 2008, com 24 episódios. O desenvolvimento não acontece de acordo com o mangá, já que tem muitas coisas cortadas e mudadas. A produção não é ruim, mas dá para perceber claramente que não é uma animação recente.

A história gira em torno de dois adolescentes distintos, uma garota de origem humilde e um rapaz de origem nobre. Os dois são inteligentes e habilidosos, mas, apesar de eles terem esses aspectos em comum, estão longe de estar no mesmo nível, pois ele está sempre à frente dela em tudo. Todavia, isso é algo que, desde quando o conheceu, ainda pequena, não poderia aceitar. Assim, o fez o seu maior rival. Até hoje ela tenta vencê-lo em tudo, no entanto, continua sendo a número dois. Ele se diverte com a constante aproximação dela para vencê-lo, mas se sente frustrado pelo fato de que ela não consegue olhá-lo como ele a olha. E agora, como isso se desenvolverá?



Hikari Hanazono é uma pessoa que tem um grande coração, é atenciosa e cheia de compaixão por todos que precisam. É atlética, inteligente e competitiva. Na escola, ela é classificada como a número dois, e, junto de outros amigos, divide um espação especial para os melhores alunos da escola. Apesar de ser muito habilidosa em várias coisas, quando se trata de serviços domésticos, ela deixa desejar. Em termo de força, ela supera qualquer mulher por aí. Desde que conheceu Takishima, quando ainda criança, criou um sentimento forte de rivalidade. Então, está sempre correndo para o superar, mas, no meio disso, eles têm uma forte amizade, ainda que ela não admita, de fato, ser assim. Mesmo diante de inúmeras indiretas do rapaz, ela não percebe os sentimentos dele, muito menos se permite perceber os seus próprios. Demora muito para ela finalmente deixar a ficha cair. Foi uma cansativa espera, mas uma hora ela tinha que acordar, né?



Kei Takishima é um jovem que vem de uma família muito rica. Apesar de ser um adolescente, já tem responsabilidades de um adulto, e, mesmo não sendo necessário, faz questão de ir à escola. Está sempre quieto e um tanto indiferente a qualquer situação ao seu redor. As coisas só mudam quando a Hikari está envolvida, pois aí ele mostra outros comportamentos. Como uma criança prodígio, ele sempre foi bom em tudo que resolveu fazer. Ele é apaixonado pela Hiakri desde quando era mais novo. Foi por causa dela que ele passou a mudar muito, sorrir mais, fazer mais questão das amizades e por aí vai. Porém, apesar de ele sempre dar um jeito de demostrar como se sente, a garota não percebe, e isso o irrita. Na realidade, ele sabe que isso é umas das características adoráveis dela. Então, logo se acalma sobre a situação. Uma hora você vence, meu guerreiro. Na classificação da escola, ele é o número um.



Jun Yamamoto é classificado como o número três, na escola, e faz parte da mesma turma que os dois protagonistas. Ele é um garoto bonito, meigo e atencioso, porém, esconde um segredo, que é a sua outra personalidade que sempre desperta quando uma garota o beija. Ele se torna um sedutor, um verdadeiro garanhão. No desenvolvimento, uma garota acaba se apaixonando por ele e começa a perseguí-lo. Ele foge dela, mas acaba sendo vencido pela garota, que é bem persistente. Então, ele resolve mostrar o outro eu dele, achando que ela desistiria, mas a menina falou que aceitava as duas partes dele.  Contudo, Jun não parece confiante e começa a pisar na bola muitas vezes. Jun tem uma irmã gêmea, da qual é inseparável, e um amigo de infância também.



Megumi Yamamoto é a irmã gêmea de Jun. Sua classificação é quatro, na escola. É uma garota doce e gentil. Costuma se comunicar com as outras através de um caderno, para proteger a sua garganta. Apesar de ter uma voz bonita, pode ser realmente muito estridente e poderosa. Por essa razão, é preferível que ela não fale. Você escutará a voz dela a primeira vez, de fato, quando ela falar com uma pessoa por quem desenvolverá sentimentos ao longo do enredo. Já digo logo de cara que é o meu shippe favorito.



Tadashi Karino é o quinto na classificação da escola. Ele é muito inteligente, embora não demonstre muito. Ele, às vezes, pode ser inconveniente, por isso acaba sempre apanhando, de um jeito cômico, de Kei ou de Akira. Para mim, ele é a Hikari de calças. Eles têm muito em comum. Tem um bom coração, mas realmente não tem a capacidade de captar as coisas. Depois de muita luta e de pisar muito na bola, finalmente entende os sentimentos de Akira por ele e os dele por ela.



Akira Toudou é a sexta na classificação da escola. É uma moça elegante, inteligente e atenciosa, principalmente com garotas. Como uma boa filha de rico, é muito bem educada. Habilidosa quando se trata de culinária, é ela quem sempre prepara os aperitivos da turma. Ela tem um amigo de infância do qual, hoje, ela mantém distância, isso porque ele aprontou com ela. No entanto, ela não faz ideia da realidade que corre diante disso. Ela também conhece Tadashi desde criança, e sempre gostou dele romanticamente, mas ele só a irrita, então, ela acaba batendo nele. Somente mais tarde, ela realmente entende melhor seus sentimentos como mulher, no entanto, ele é um cabeça de vento e não percebe nada.



Ryuu Tsuji é o sétimo na classificação da escola. É um rapaz muito amoroso, atenciosos e protetor. Ele se dá muito bem com animais e tem uma casa cheia deles.  Apesar da sua classificação ser a sétima, é bem capaz, na realidade, de conseguir o primeiro ou o segundo lugar. A única razão de ele não chegar a isso é porque ele tem muito apego aos gêmeos, por isso perde mais tempo cuidando deles durante a prova do que fazendo suas próprias coisas. Nisso, acaba tendo uma pontuação menor. Contudo, isso não o incomoda, posso dizer até que ele vive a vida um tanto despreocupadamente. Quando os gêmeos começam a namorar, ele fica um tanto solitário e sofre por não conseguir cortar o cordão.

Enfim, esse anime tem muitos personagens maravilhosos. Eles são muito divertidos. Quem curte algo mais dinâmico, sem muito romance, uma coisa bem demorada de se desenvolver, aqui está o seu anime. Para mim, é meio chato por causa disso. Quem me conhece sabe que gosto de romance transbordando. Então, é isso. Dê uma oportunidade. É antigo, mas é muito bom.

0 comentário

Walk On Water

 


E aqui estamos nós, com mais um mangá yaoi. Desta vez, é um mangá um tanto mais pesado, então, meus queridos, caso vocês não gostem do gênero ou até gostem, mas só dos mais calmos, este com toda a certeza não é para vocês. Voltem amanhã, pois teremos uma postagem bacana. Este manhwa é, provavelmente, coreano. Não sei se existem misturas de outras culturas, mas, como o protagonista é coreano, acredito que seja. Tem 64 capítulos, completinho para vocês devorarem, porque, provavelmente, vocês vão. Tem personagens cativantes e uma história intrigante que faz querer ler tudo de uma vez.

A história envolve um jovem coreano que mora nos EUA e que trabalha como guarda-costas. Contudo, o dinheiro não é suficiente para suprir o pagamento de uma grande dívida com a máfia chinesa. Então, ao ouvir sobre quanto um ator pornô gay ganhava, resolveu arriscar. Desde que ele pudesse ser o ativo, estava tudo bem. Logo de primeira, já não foi com a cara do produtor, mas deu tudo certo. Ele passou na entrevista e, trabalhando com isso, passou a ganhar uma boa grana. No entanto, começaram a pedir que ele fosse o passivo, e isso estava fora de cogitação para ele. Era o que achava, mas, se oferecerem uma quantia muito grande, talvez ele aceite. Será possível para ele?





Ed é um coreano, bonito, forte e perspicaz. Teve uma infância difícil: ficou órfão cedo e passou por muitas dificuldades, inclusive acabou com uma grande dívida. Apesar de tentar trabalhar de forma honesta, está difícil conseguir lidar com a dívida, que só cresce, e sua vida corre sérios riscos. Trabalhar para eles está longe de ser uma opção. Então, um dia, no bar, após um trabalho de guarda-costas, ele ouve sobre um ator pornô gay receber muito bem. Foi assim que ele acabou nessa. Com o nome artístico Tommy, ele conquistou um certo público, e o que era para ser somente uma vez acabou se estendendo.



Logo de cara, quando foi à entrevista, ele não foi com a cara do produtor chamado Glenn, e a sua presença o irritava. Nos fujoshis, já sabemos exatamente o que vem atrás dessa implicância à primeira olhada. E não estamos enganadas, pois as coisas de fato afloraram. Quando Ed aceita ser passivo e seu parceiro não chega de viagem, acaba gravando sua primeira vez com Glenn. Acho que foi ali que o nosso querido acabou saindo do armário, de fato. Aos poucos, percebeu que tinha se afundado, pois estava, pela primeira vez, amando alguém, que era um homem um tanto problemático. Além disso, ainda tinha todos os problemas a serem resolvidos, como a sua dívida, que era alta demais, a pressão da máfia e a pressão de ser aceito como seu novo eu. Uma série de situações aconteceram e o levaram até mesmo a se prostituir. Acho que essa é parte mais difícil. Será possível, realmente, ele parar como ator pornô, recuperar sua vida normal e conquistar o coração do seu amado?



Glenn Mcqueen é gay assumido. Começou como ator pornô e, hoje, é produtor de filmes pornôs na categoria gay. Ele é um homem bonito, charmoso e sedutor, além de muito inteligente e esperto. Glenn já foi muito famoso como ator. Hoje, prefere ficar atrás das telas, embora, quando preciso, exerça o seu lado ator. Quando conhece Ed, acha ele interessante, e lhe veio uma vontade de implicar com o rapaz. No entanto, acredito que, à primeira vista, ele também ficou interessado. Só que ele nunca se envolveria com um homem hétero. Sabia que Ed estava ali porque precisava da grana, pois havia muitos como ele nesse ramo. Glenn também tinha feridas e problemas abertos, com os quais era difícil lidar, porém, não deixava transparecer. Ele queria muito que Ed fosse o passivo, já que, para a produtora isso seria bom. Todavia, um lado dele torcia para que ele não aceitasse, por quê? Após Ed aceitar, acabou sendo o primeiro com ele. Diferente do que ele costumava ser, resolveu ser gentil. Ao invés daquilo que geralmente filmava, acabou ficando um filme um tanto romântico. Aquele ato penetrou um coração do Ed, apesar de ele ter dito que só fez isso porque era primeira vez e não queria o assustar. A realidade é que ele sentiu que queria que fosse assim, como se eles se amassem. Mesmo assim, ele continuou negando e afastando Ed, por quê? No fundo, havia um sentimento ali?



Chang Liu é um homem chinês que trabalha para a máfia chinesa. Ele é bonito e inteligente. Apesar de ele ser a pessoa que pressiona o Ed com as dívidas, no passado, eles foram muito amigos. Afastaram-se após o incidente e ele se envolver em dívidas com a máfia. Foi logo após isso que Liu acabou entrando para a máfia. Ele está sempre chamando Ed para trabalhar, para ajudar com as dívidas, mas ele não aceita. Eles não são amigos mais, por uma série de situações. Um dia, ele descobre o que Ed estava fazendo para pagar, e isso o deixa muito chocado e irado. Talvez, isso também tenha alimentado algo que ele sempre tentou evitar, o que ele sentia por Ed. No final, ele acaba se declarando para o Ed, o que, é claro, não é correspondido. Eu penso que, apesar de ele não poder liquidar as dívidas dele, entrou para a máfia para conseguir controlar a situação, pois seria impossível ele dever por tanto tempo. Chang Liu realmente amava Ed, mas não foi capaz de dizer antes, pois não queria sair do armário.

Resolvi não detalhar muitas coisas. Considero esses três personagens como os mais importantes, apesar de existirem alguns outros aleatórios. Espero que vocês leiam, caso gostem desse gênero, porque, ainda que seja pesado, eu achei a história muito interessante. INDICADO!

0 comentário

Paixão imprevista ( C-Drama)

 


Confesso que a maior razão de eu assistir a esse dorama foi porque os episódios tinham curta duração. Contudo, quem poderia imaginar que, algo que era para terminar em duas semanas, eu terminaria em um final de semana, de tão divertido que foi? Sim, eu o assisti mais rápido do que programei, e adorei! Esse é um dorama chinês que foi lançado em 2018, com 30 episódios. A produção é muito boa. Entre os atores, não havia ninguém que eu conhecesse de outras histórias. Teve apenas os últimos episódios que achei meio chatinhos, mas são, literalmente, os dois últimos mesmo. O resto foi muito bom, então, para mim, valeu muito a pena. Você o encontra para assistir, nesse momento, na Netflix. Aproveita enquanto está lá!

A história gira em torno de uma jovem cujo avô quer a obrigar a casar, no entanto, ela não quer se envolver em um casamento político. Mais que isso, ela quer encontrar um amor como o de seus pais. Antes disso, quer encontrar o seu pai, que desapareceu após o falecimento de sua mãe. Então, no dia do seu casamento, ela foge. Na fuga, enquanto tentava despistar os guarda-costas, acaba trombando com um rapaz em um beco. Ele, aparentemente, também estava fugindo de algo. Ambos ajudaram um ao outro e se meteram em alguns mal-entendidos juntos. Eles esperam nunca mais se encontrar. Quando, finalmente, ela consegue ir para a universidade onde seus pais se conheceram, em seu primeiro dia de aula, descobre que ela e esse menino são colegas de classe e vizinhos de carteira. E agora, como o destino desenvolverá esse encontro? Ela conseguirá descobrir o paradeiro do seu pai?



Chen Qing é uma jovem herdeira de um grande império, bonita, inteligente e sociável. Na verdade, ela é praticamente boa em tudo o que faz. Seu avô queria que ela se casasse logo, para herdar a empresa e não ter o mesmo destino de sua mãe. Contudo, a jovem resolveu escolher seus próprios caminhos, sem medo de encarar as dificuldades que viria. Para que não a encontrassem com facilidade, ela se disfarçou, mudando totalmente sua aparência e até mesmo um pouco do seu comportamento. Ela adotou o nome Chen Quin Quin. Não ter dinheiro para viver não foi bem um problema para ela, pois é muito inteligente e conseguiu um trabalho dentro da universidade para suprir suas despesas, mostrando já o seu lado empreendedor. Na faculdade, ela teve sorte de ter uma parceira de quarto, com a qual fez uma verdadeira amizade, o que a ajudou muito. Quanto ao rapaz que cruzou seu caminho, eles continuaram implicando um com o outro, até virar amor. No entanto, não foi uma paixão fácil, pois ela não podia revelar sua identidade, o que quer dizer que estava mentindo para ele. Isso também era um grande problema. Após essas diferenças serem resolvidas, vieram outros problemas. No que se refere à sua família, ela descobriu toda a verdade e foi um momento muito difícil de lidar. Contudo, ela tinha amigos para animá-la e ajudá-la a seguir em frente. Por um tempo, ela não quis falar com seu avô, mas não demorou muito para perdoar. Enfim, não existem defeitos nessa personagem.



SiTu Feng é um universitário e cantor, o idol do momento. Apesar de parecer um pouco arrogante, a verdade é que é um amorzinho de pessoa. No começo, o seu pai estava se casando novamente, algo que não poderia aceitar. Para estragar tudo, ele fez uma bagunça no casamento e ainda envolveu Quin Quin, dizendo que estava noivando com ela. Isso a deixou bem irritada, por estar sendo usada. Foi aí que a implicância começou, e eles mal se conheciam. Após voltar à universidade, eles implicavam muito um com o outro, mas, aos poucos, ele passou a ter interesse por ela, mesmo que a aparência dela não fosse das melhores. Teve muitas garotas bonitas em cima dele, mas, para Feng, estar ao lado de Quin Quin era confortável, pois ele poderia ser ele mesmo. Não demorou muito para ele perceber que o que sentia não era somente amizade, apesar de ambos ficarem nesse “chove e não molha” por um bom tempo. Quando finalmente puderam ficar juntos, ele acabou descobrindo que ela mentia para ele e que, na verdade, tinha várias identidades. A universitária Quin Quin, a desenhista da qual não lembro o nome e a sua identidade verdadeira.




É isso, minha gente. Ele se sentiu enganado, ainda mais porque outra pessoa muito próxima dele sabia, e ele, não. Porém, a Quin Quin não havia contado para ninguém. Aconteceu de outra pessoa ser muito perspicaz e descobrir. Ele deu uma de bravinho por um tempo, mas retomou as coisas quando uma grande fofoca quase acabou com a carreira dele e, no final, Quin Quin era a única ao lado dele, apoiando como sua fã número um. Além disso, ela mesmo descobriu toda a falcatrua que fizeram para acabar com a carreira dele. Assim, ele deu o braço a torcer e aceitou as desculpas dela. Finalmente eles conseguiram se tornar um casal sem segredos. Contudo, claro que tem que ter algo para estragar o grande momento. Uma pessoa — devo falar em breve — que é possessiva por ele resolve fazer uma coisa que, para mim, é extremamente irritante. Aí, para o bem dessa pessoa, ele resolveu acabar com o relacionamento dele, que finalmente estava criando frutos. Eu queria pegar ele pelo pescoço? Queria. Porém, isso só mostra o quanto ele se preocupa muito mais com o bem-estar das pessoas do que com o dele. De um lado, está perdoado, do outro, é meio desapontante, porque eu vi isso como uma fraqueza dela e esperava mais atitude dele. Todavia, né, vamos lá: a única que realmente tem atitude nessa casa é a nossa Quin Quin, e, como ela disse, é o namorado da relação (risos).



Gu Naxin é o melhor amigo de Si Tu Feng. Estão juntos desde criança. Ele é um rapaz muito atencioso, educado e gentil. Apaixonou-se à primeira vista por Chen Qing. Sim, não foi por Quin Quin, mas por Chen Qing. Ele a viu, muito rapidinho, um dia e ficou fascinado. Claro que nunca associou a ela, pois eram muito diferentes. No desenvolvimento, ele fica muito amigo de Quin Quin. Só mais tarde, depois de observar algumas coisas que faziam elas se parecerem, tomou nota do que estava rolando, assim como ele já tinha notado os sentimentos do seu amigo. Ele resolveu não ir adiante com os seus sentimentos, pois a sua amizade vinha em primeiro lugar, sempre. Só que ele teve oportunidade de dizer o que sentia, o que acabou criando mal-entendido. Até fiquei brava com Tu Feng, que ficou cego de ciúmes e fez besteira com esse bebê aqui.



Lan Xin Ya é amiga de infância de Si Tu Feng. É uma garota bonita, extravagante e irritante. Ela é totalmente possesiva quando se trata de Feng, que, para ela, já a pertence. Não aceita a aproximação de nenhuma garota. Porém, quando a Quin Quin apareceu, as coisas mudaram. Ela começou a aprontar muitas coisas para a garota, algumas até bem sérias, mas a nossa heroína saiu de todas elas com êxito. Quando ela se sentiu encurralada, sem qualquer chance de realmente ter o Si Tu Feng para si, diante nova realidade que finalmente ele amava uma garota que não era ela, a garota fez a pior coisa que um ser humano tóxico pode fazer: tentou suicídio. Ao sobreviver e perceber que a sua tentativa teve frutos, começou a ameaçar o rapaz o tempo todo, fazendo-o tomar decisões absurdas. Particularmente, nunca pensei que ela se rebaixaria a tanto.



Zhang Fang Fang foi a primeira amiga de Quin Quin, uma garota meiga, atenciosa e amigável. Vem de uma família humilde, diferente de muitos alunos desta faculdade, em que maioria é rica. Então, ela se esforça nos estudos e trabalha no tempo livre para suprir suas despesas e não causar problemas aos seus pais. No desenvolvimento, ela se torna muito amiga de Quin Quin e trabalha junto da garota. Acaba se apaixonando pelo valentão da faculdade, que já tinha demonstrado o seu lado gentil várias vezes para ela. Eles acabaram se tornando amigos e, no decorrer, desenvolveram uma paixão mútua. É o nosso casal secundário. Eles são muito fofinhos.



Lin Yi Yang é um rapaz bonito, de uma família rica e temido por todos, por causa do seu jeito valentão de ser. Realmente, ele praticamente comanda uma gangue de jovens. Algumas pessoas de fora já temem seu nome. Apesar de ter sido grande amigo de Si Tu Feng, ele criou uma raiva pelo rapaz após a morte de alguém que ele gostava muito. Ele culpa Feng até hoje, apesar de não ser a culpa dele, já que foi apenas um acidente. Ambos sofrem com isso. Lin Yi Yang faz de tudo para arruinar as coisas dele, pois diz que ele não merece ser amado por ninguém. Assim, também tentou separar Quin Quin dele. Implicou diversas vezes com ela, mas a garota nunca teve medo dele e sempre o confrontou. Diante disso, a única que enxergava coisas boas nele era Fang Fang, mas ele não estava disposto a aceitar a garota. Demorou um pouco, mas ele se encantou por ela. Não tem como não, né? Ela é uma fadinha fofa. Assim, ele passou a ceder aos encantos da garota e a mudar, aos poucos.

Esses são os personagens que mais têm participação. Espero que você goste, assim como eu amei. Foi muito divertido, e você devora sem nem perceber, de tão bom que é. Espero não ter confundido os nomes dos dois últimos personagens (risos)! É muito difícil gravar esses nomes, gente. É isso. Indicadíssimo!!!

0 comentário

Tokyo Ghoul

 


Sabe aquele sentimento doloroso, como se você estivesse se quebrando por dentro? Então, foi assim que me senti quando assisti pela primeira vez. Quando esse anime foi lançado, muitas pessoas indicaram, mas demorei para conhecer, devido aos meus compromissos. Somente em 2015, quando o mangá foi lançado aqui no Brasil, eu li o primeiro volume. Lembro-me, como se fosse hoje, como essa história me agitou por dentro. Após 6 anos, revi o anime e li o mangá do começo ao fim. Era algo que queria há muito tempo, mas Tokyo Ghoul mexe muito comigo, por isso eu precisava estar preparada para lidar com as emoções que viriam. Então, demorou muito... Agora, por que essa história mexe tanto comigo? Eu estive analisando outras pessoas que gostam de Tokyo Ghoul, e percebi que cada um recebeu essa história de forma diferente de mim. Acredito que é porque cada um carrega um tipo de cicatriz e dor diferente. No meu caso, a dor de um humano estar se tornando um ghoul e ter que controlar isso me pareceu muito com um outro eu que tenho dentro de mim.



O mangá foi lançado em 2011 e finalizado em 2014, com 14 volumes. A Editora Panini o trouxe para o Brasil em meados de 2015. Acredito que muitas pessoas gostam dele porque, quase nos últimos volumes, teve um problema com as editoras mandando os mangás para as bancas (quando eu ainda comprava em bancas), e perdi o último volume. Custou-me anos para achar esse volume, mas finalmente encontrei. Existe uma light novel que foi lançada em 2013, com quatro volumes. Nunca li e não sei do que se trata. Há também uma outra, com 1 volume, lançada no mesmo ano. A primeira temporada da adaptação em anime foi lançada em 2014, com 12 episódios, e a segunda em 2015, com 12 episódios também.

 Quando vi pela primeira vez, fiquei frustrada, porque o mangá parecia melhor, por ser mais detalhado, não ter censuras e ir muito mais além no desenvolvimento. Contudo, a produção do anime é fantástica, foi muito bem desenvolvido e a qualidade é maravilhosa. Achei o final da animação mais impactante. Além disso, eu gosto mais da personalidade mudada do protagonista. Existem alguns OVAS que foram lançados em 2015. Não tem essa história no mangá, então, pode ser filler ou fazer parte da nova saga. Após o término dessa história, não é o fim, pois existe uma continuação que se chama Tokyo Ghoul: Re. Porém, esse é assunto para uma outra postagem. Em 2017, foi lançado o primeiro live-action. Achei que muitos atores se encaixaram bem, e a qualidade não estava ruim. Até mesmo os efeitos estavam bons. Contudo, deu-me vergonha alheia. Quem assistiu ao anime e leu o mangá não curtiu muito. Eu não sei dizer se gostei ou não, mas que me deu vergonha alheia, deu.  Em 2019, lançaram um segundo live-action. Esse, infelizmente, eu teria que pagar para ter acesso, e, por ora, não rolou. Então, não sei dizer como foi.

O enredo envolve um jovem universitário tímido e solitário que, um dia, finalmente consegue o encontro dos sonhos com a sua crush. Em meio a muitas notícias terríveis de ataques de ghoul na área, ele resolve acompanhá-la até a casa dela, para a segurança da moça. Mal sabia ele que isso tudo mudaria a sua vida dele. Após um infeliz incidente, ele acorda em uma cama de hospital. Fora o fato de a comida parecer estranha, ele se sentia bem, nem parecia que tinha quase morrido. Porém, essa estranheza em relação aos alimentos só aumentava, e sua fome também. Então, uma estranha vontade encheu seu ser: a vontade de saborear uma carne humana. Além disso, um dos seus olhos parecia com o de um ghoul. O que poderia ser? O que estava acontecendo? Aterrorizado com a sua vontade incontrolável e essa sua nova aparência, ele não sabia o que fazer.



(Atenção: contém spoiler!!!)

Ken Kaneki é um rapaz tímido, estudioso, atencioso e tem um coração enorme. A sua infância não foi fácil: perdeu seu pai muito cedo, e sua mãe, apesar de amorosa, trabalhou tanto pelo bem dos outros que acabou morrendo também, deixando-o sozinho, sofrendo nas mãos de parentes. Sozinho e sem ninguém para contar, alguém estendeu a mão e tornou seus dias solitários mais agitados: Hide, o seu melhor amigo. Apesar de muitas dificuldades, ele conseguiu chegar até a universidade com louvor, pois é um rapaz muito inteligente. Seu hobby favorito é ler livros. Você sempre o encontra com um livro por aí. Um dia, pela primeira vez, ele se encantou por uma mulher. Será por causa da coincidência de estar lendo o mesmo livro ou apenas a sua beleza encantadora? Quem sabe? A verdade é que ele se encantou, mas não tinha coragem para se aproximar. No entanto, um dia, as coisas se tornaram possíveis. Todavia, quem diria que, atrás daquele jeito lindo e delicado, tinha um ghoul, não é mesmo? Ele quase foi devorado, mas, após um incidente, ele foi salvo por um transplante de órgãos da moça, que havia sido esmagada por uma barra de ferro. 



É aí que pesadelo do nosso querido protagonista realmente começa. Ao descobrir que, agora, ele era parte ghoul, ficou aterrorizado com as mudanças e ainda mais com o fato de que ele tinha desejo por carne humana. Então, ele passou a ter uma guerra interior entre seu lado humano e seu lado ghoul. Como ele poderia equilibrar as duas coisas? Como ele poderia devorar a carne humana? Isso era puro terror! Por um longo tempo, Ken não aceitou comer carne humana. Ao conhecer bons ghouls, que o ensinaram muitas coisas desse lado da vida, foi acolhido e aprendeu muitas coisas. Entre ghouls e humanos, conheceu a realidade de ambos. O que poderia ser feito para que eles vivessem em harmonia? No final, existiam realmente ghouls maus, mas existiam aqueles que apenas queriam sobreviver. Porém, se eles precisam de carne humana para viver, o que se pode ser feito sobre isso? Qual o seu dever perante a situação?  Como é ser metade humano e metade ghoul? Ele tem visto humanos sendo mortos e tem visto ghouls bons sendo mortos por nada. Qual é o lado que ele deveria defender? Qual lado ele deveria fazer parte? Quem é o Ken Kaneki, agora?



Após passar por experiências terríveis, esse jovem acaba sofrendo uma mudança radical, para que pudesse se proteger. Era devorar ou ser devorado. Era ser forte ou morrer. Era proteger ou perder. Ken se deu conta de que, se quisesse se proteger ou proteger as pessoas que lhe eram preciosas, ele teria que mudar. Tanto a sua aparência quanto a sua personalidade mudaram, e a luta interna para continuar são e não se entregar à insanidade era constante. Era difícil. Era doloroso, mas tudo o que ele podia fazer, pela sua nova família e seu amigo humano, era manter distância e lutar ao lado dos desconhecidos, porque assim, talvez, ele consiga achar um caminho, se é que isso é realmente possível.



Touka Kirishima é uma ghoul adolescente. Atrás de uma atitude fria e durona, existe uma garota gentil e bondosa. A verdade é que Touka tem uma personalidade bondosa, no entanto, após a perda de seu pai, ela não teve escolha a não ser se tornar implacável, tornando-se perigosa e sangue frio. No entanto, após conhecer o gerente da cafeteria que a incentivou a estudar e a fazer parte da vida humana, ela ficou mais calma. Isso tem se desenvolvido a cada dia mais, após conhecer Kaneki. Touka está cursado o ensino médio e tem uma melhor amiga humana, por quem tem muita estima. Mesmo não podendo comer comida humana, pois lhe faz mal, ela sempre faz de tudo para sua amiga ficar feliz.  Touka está sempre pronta para eliminar qualquer um que ponha em risco a sua vida pacífica com os humanos. Apesar de ser adolescente e mulher, ela é muito forte. No começo, ela tinha total aversão ao Ken, mas, aos poucos, começou a se abrir com ele, até mesmo o ensinou a lutar, no começo. Aí, aos poucos, criaram afeto um pelo outro. Claramente, eu shippo os dois. Tenho certeza de que existem sentimentos entre eles, apesar de eles não os colocarem em palavras. Touka tem um irmão mais novo que a deixou, pois não concorda em se relacionar com humanos. Sabemos que não é só por isso que ele resolveu seguir outro caminho.



Yoshimura é um ghoul, gerente da cafeteria. É um senhor muito atencioso, sábio e cheio de segredos. Apesar de nem sempre ter sido assim, o seu novo lema de vida é respeitar a vida humana e viver discretamente entre eles. Parece hipocrisia, né? Como assim respeitar a vida humana quando você come humanos? Eles precisam lutar por suas vidas, não existe outro tipo de alimento que supra a fome deles, então, a ideia é matar apenas se for para comer. Além disso, um ghoul não tem realmente a necessidade de comer todos os dias, quem come demais são os glutões. O gerente tem uma geladeira secreta, cheia de carne, que libera para os ghouls que não consegue caçar. Nossa, ele diz para respeitar os humanos e faz um frigorífico na geladeira dele?! Bem, temos que respeitar o que comemos, né? (Risos) Brincadeira à parte, toda carne armazenada ali é de humanos que se suicidaram. Então, eles mesmos não mataram. Claro que há outros que caçam, mas esses que desejam viver entre humanos em paz, quando sentem necessidade de comer, matam pessoas que não vão fazer falta para a sociedade. Fora isso, a única coisa que eles conseguem tomar, que humanos também tomam, é o café. Para isso existe essa cafeteria, apesar de termos pessoas humanas frequentando-a também. Yoshimura é um ghoul poderoso, e vamos descobrir detalhes, mais tarde, sobre o motivo de ele preferir viver em paz com os humanos.



Rize Kamishiro é uma ghoul bonita e meiga por fora, mas insaciável por dentro. Existem muitos segredos sobre ela que foram citados no mangá, mas nada foi realmente esclarecido. Pergunto-me se será na nova saga. Ela é muito forte, não cria laços e não respeita ninguém. É uma glutona e mata por prazer, não somente para acabar com a fome. Assim, ela mata vários homens que caem na sua rede todos os dias. O nosso Ken Kaneki era um deles, no entanto, naquele dia, alguém havia planejado tirar a sua vida, e foi o que salvou o rapaz. Um dos órgãos de Rize foi para ele, tornando-a parte dele.



Hideyoshi Nagachika é humano, universitário, extrovertido, comunicativo e inteligente. Ele é o melhor amigo de Kaneki Ken. Quando o amigo mudou, ele ficou muito preocupado. A cada dia mais Ken se afastava, e ele só pensava no que poderia fazer para manter o seu amigo seguro e a salvo. Apesar de não ficar claro, no começo, Hide é muito esperto. Descobriu logo sobre o que havia acontecido com o seu amigo. No entanto, permaneceu calado, pois sabia que ele queria guardar isso e que, se soubesse sobre a verdade, isso mudaria para sempre as coisas entre eles. Então, nos bastidores, ele fez tudo o que podia. No mangá, é mais detalhado, mas não mostrou o que aconteceu, no final, com ele.



Koutarou Amon é conhecido como pombo. O que são pombos? São uma organização especial que caça ghouls. Provavelmente terá uma postagem com mais detalhes sobre eles, na outra saga. Fiquem de olho. Amon é um homem dedicado ao que faz, e acho que ele tem algumas dúvidas sobre ghouls, apesar da sua raiva sobre eles. Essa dúvida se tornou maior após conhecer Kaneki, que, em uma luta, o implorou para fugir, pois não queria se tornar um assassino. Koutarou é órfão e passou por situações realmente caóticas, quando a pessoa em quem ele confiava, um padre, era um ghoul. Porém, apesar de o padre comer as crianças órfãs dali, ele foi o único que não foi devorado.

Então, por hoje, é isso. Tem muitos personagens legais sobre os quais eu gostaria de falar, mas é meio difícil, sabe?  São muitos, o meu tempo é curto e o texto ficaria grande demais. Para mim, basta esses aqui. Eu gosto muito desse anime, não é à toa que farei cosplay, apesar de que vai ser versão uma feminina do Kaneki. Então, é isso. Espero que gostem. INDICADÍSSIMO!!

0 comentário

Viewfinder (webtoon)

 


Este manhwa é um yaoi. Então, se não curte, volte amanhã, pois com certeza terá uma postagem legal para você. Quando vi esse nome, achei que fosse um outro mangá que já li há alguns anos. Fiquei surpresa com esse webtoon, pois não tem nem como comparar com o outro, já que este é muito fofo, enquanto o outro é uma coisa bem mais intensa e caliente. Ele é, provavelmente, coreano. Desculpe não dar uma certeza, mas, como já venho dizendo, o li há uns cinco meses e, depois dele, li muitos outros. Então, está tudo um pouco misturado na cabeça, agora. A história é bem legal e a ilustração também é muito boa. Então, vamos lá!

A história gira em torno de um rapaz que ama fotografia e se expressa através dela. Um dia, uma única pessoa chamou a atenção de suas lentes. Quando percebeu, já estava procurando por ele, tirando fotos discretamente. Pelo menos ele acreditava que fosse. Certa vez, ele acaba esquecendo sua câmera na sala de aula, e o seu tão admirado crush mexe na câmera para, supostamente, tentar descobrir de quem era. Então, vê que havia muitas fotos suas. No mesmo momento, o rapaz percebe que está sem sua câmera, volta e flagra a cena, sem saber onde enfiar a sua cabeça. E agora, o que acontecerá?



Haemin é um garoto tímido. Ele sempre se sentiu atraído por coisas bonitas, e a melhor forma de eternizá-las é através a fotografia, na qual encontrou a sua paixão. Agora que está na faculdade, ele achou alguém tão bonito que não conseguiu evitar fotografá-lo. Esse era o seu segredo, o seu tesouro. No entanto, tudo parece ter se perdido quando seu veterano descobre. Achou que aquele fosse o seu fim, mas fica surpreso quando isso lhe dá uma oportunidade maior de se aproximar do seu tão adorável crush. Em meio a provocações, com coração a mil e um sentimento mais profundo se desenvolvendo, ele descobre que o seu amado tem um caso com outro pessoa. E agora, o que ele fará? Como isso se desenvolverá?



Lee Youngwon é um rapaz simpático, bonito e muito popular. Ele preza por sua imagem, porque, na realidade, ele tem alguns comportamentos bem diferentes da pessoa que ele demonstra ser. Inclusive, por ser uma pessoa muito perspicaz, é um tanto calculista. Ele já sabia que Haemin não tirava os olhos dele e que, provavelmente, o fotografava. Ele gostava disso, mas continuou fingindo não saber e não ver, para que tudo continuasse. Quando tudo foi descoberto, começou a provocar o garoto. Até que, um dia, disse que guardaria o segredo, desde que ele fosse o seu modelo oficial. Acredito que ele apenas queria um brinquedinho novo para brincar e tirar um pouco essa solidão que ele sente. Nem imaginou que isso tudo se transformaria em novos sentimentos e em novas mudanças para sua vida.

Os dois personagens são da história principal. No final, você conhecerá dois novos personagens que acabam tomando a cena nos últimos capítulos. Não falarei deles, pois já foi difícil falar dos principais. Como já disse, li muitas histórias de uma vez, e isso faz a minha mente ficar um pouco confusa. No entanto, acredito que vão amar essa história. Então, é isso. Espero que gostem. INDICADO!!


1 comentário