Kimi saem o ai kusari



       Costumo gostar muito dos trabalhos da mangaka Mayu Shinjou. Principalmente “Ai Ore!!” (clique aqui), que é a minha obra favorita. Então, por essa razão, eu tinha certeza que esse seria mais um trabalho que me conquistaria. No entanto, infelizmente, não foi um dos seus melhores trabalhos. Não é ruim. O teor é ótimo. O que faltou mesmo foi trabalhar mais profundamente. Então, fiquei meio decepcionada com aquilo que poderia ser uma obra muito boa. Pode ser que seja um dos seus primeiros trabalhos, porque da para notar que existe uma diferença entre as obras que conheço e essa, desde o desenvolvimento da ilustração à forma que foi trabalhada a história. Por isso, acredito que era só falta de experiência mesmo.
            O enredo envolve dois adolescentes que são bons amigos de infância. Apesar de terem crescido juntos, desde pequenos, o garoto desenvolveu sentimentos muito maiores do que amizade em relação à sua amiga. Contudo, quando ele se torna ciente desses sentimentos, sua amiga parece estar apaixonada pelo professor de ciências, o que o deixa inquieto e inseguro, sem saber como tê-la somente para si. Então, um dia, ele acaba os pegando muito íntimos um com o outro. Sem pensar duas vezes, a pega violentamente pelos braços e a leva para longe daquele professor irresponsável. Sem conseguir conter os seus sentimentos, ele está prestes a revelá-los, ao abraçá-la. Contudo, vê um ser que nunca havia visto, provavelmente um demônio, que devorava um humano. Essa criatura percebe que foi vista e entra no corpo do garoto. E agora? O que poderia ser? Que tipo de coisas o destino preparou para essas duas vidas?


            Shouta Koishiwa é um garoto popular, bonito, bom nos esportes e amigável. Desde quando se entende por gente, ele mora ao lado de sua amiga, Miono. Juntos, Shouta sempre a protegeu. Quando seus verdadeiros sentimentos ficaram claros, ele ficou pensando de que forma poderia expressá-los, sem arruinar o que eles tinham. No entanto, sua amiga começou a mostrar interesse em seu professor e isso o deixava ansioso, o que era difícil de controlar. Se fosse para perdê-la assim, preferiria tentar ao máximo, contando sobre seus sentimentos. Porém, o que ele não esperava era que o destino havia armado algo inacreditável. Ao ser possuído por um demônio, que estava tentando tomar posse de todo o seu corpo, fez coisas que atrapalharam ainda mais sua relação com sua amada. Ao questionar os motivos desse demônio apossar o seu corpo, ele disse que, como Shouta amava a mulher que ele amara por toda uma eternidade, era capaz de tomá-lo. Agora, ele não sabe o que fazer para se livrar disso, além de estar sofrendo pelo fato de Miono estar cada vez mais distante.


            Miono Hasuoka é uma garota meiga, alegre e amigável. Sempre dependeu de seu melhor amigo para tudo, então, nunca imaginou a vida sem ele. Todavia, isso não impede que a garota busque o seu amor verdadeiro. Por essa razão, ela está sempre atrás de seu professor. Não pelo que todo mundo tem pensando, mas porque ela descobriu o seu segredo: ele tinha o dom de prever algumas coisas do futuro. Ela queria mais que tudo descobrir quem era a sua alma gêmea. Contudo, foi pega pelo seu querido amigo em uma situação que, claramente, poderia causar mal-entendidos. Acabou vendo um lado que não conhecia de Shouta, o que a assustou, além de deixá-la brava, por ter roubado seu primeiro beijo. Não sendo mais capaz de reconhecer seu amigo pelas mudanças de personalidade, sua mente está totalmente bagunçada. Miono quer confiar nessa pessoa que esteve toda a vida ao seu lado, no entanto, está difícil entender o que está acontecendo. Uma vez que ele começou a se afastar, o seu coração começou a se despedaçar e o seu ser foi tomado por uma solidão sem fim. Que sentimentos poderiam ser esses?


            Professor Kaorumaru é um belo homem, inteligente e atencioso. Ele vem de uma família de sacerdotes, mas não se apega apenas aos dons espirituais e usa a ciência para se proteger. Quando sua aluna, Miono, descobre seus dons, parece ter um interesse muito grande nisso. Ao prever seu futuro, ele diz que ela encontrará o seu amor, mas que algo irá tomá-lo e, assim, algo despertará dentro dela. Com essas frases confusas, a garota apenas fica a pensar o que poderia ser. Ela não se contenta e quer muito saber quem é a sua alma gêmea. Então, o coloca na parede. Assim, o professor revela ser aquele que é a sua metade. Poderia realmente ser o amado que ela sempre esperou?


            Ginayasha é um demônio que, no passado, foi exterminado junto de sua amada. No entanto, ele não foi capaz de renascer, apenas seu espírito, que acordou e tem andado por aí atrás de sua amada. Sem muito poder, para encontrar seu corpo, ele encontra alguém compatível, um jovem garoto chamado Shouta, que amava justamente a mulher que era a reencarnação da amada Kouyasha. No começo, ele apronta várias coisas, acabando com a vida de Shouta. No entanto, depois, eles passam a se entender e se acertar, para que tudo fosse resolvido de uma vez.
            Esse mangá é bem complexo. Tem muitas coisas para serem trabalhadas de forma mais detalhada e causar muito mais impacto. Não curti o final, pois achei bem sem graça para o tamanho da situação. Esperava muito mais.


Gênero:      Shoujo, romance, drama, Fantasia, sobrenatural
Autor:   Shinjou Mayu
Mangá:    1 volume
0 comentário

Playlist: Henry


           Há alguns anos, encontrei esse cantor. Eu fiquei fascinada com sua voz e com seu talento. Henry Lau é cantor, compositor, dançarino, rapper e ator. Nasceu em 1989, no Canadá, e é descendente de coreano. Sua língua oficial é o inglês, no entanto, ele fala mais 5 línguas. Henry toca vários instrumentos, contudo, sua habilidade com o violino é de tirar o fôlego de qualquer um. Ele estreou em 2007, no subgrupo do Super Junior, Super Junior - M, e ficou lá por uns três anos. Em 2010, ele entrou em hiato e passou a estudar música. Então, começou a compor músicas e voltou a atuar no Super Junior. Também participou do “Super show”. Visitou outros países, como o Japão, e, a partir daí, ficou mais conhecido. É um compositor maravilhoso e já fez vários OST para doramas. Atuou em alguns doramas, como o que já passou por aqui, “Oh my vênus” (clique aqui).  Hoje, trago as músicas dele que mais amo.
            Nada mais justo do que começar com a música que me levou a conhecê-lo, como “Fantastic”. Essa música é maravilhosa. Gosto do ritmo e gosto dele usando sua habilidade com o violino. 

            Claro que não posso deixar para depois a música “Trap”, em que ele mostra seu talento com o piano. Certeza que esse cara é um prodígio no mundo da música.


            Agora, indo para a música que me fez relembrar quão incrível o Henry é, nesses últimos dias, temos “It’s you”. Essa música foi feita para um dorama. Um dia, enquanto escutava música aleatoriamente, a escutei e foi amor à primeira nota. Inclusive, a usei para um vídeo puro amor que fizemos na família “Kuro & Shiro”.


            Outra música que não consigo parar de ouvir é “I luv U”, uma canção cheia de amor. Eu não gosto muito da letra, porque, na fantasia, prefiro imaginar uma pessoa que ama até a morte a outra, sem ter vontade de se envolver com outro alguém. Porém, sei que na vida real é difícil segurar a solidão sozinho, por mais que amemos alguém. Mesmo assim, é tão linda essa canção, que fico com vontade de ouvir todo o tempo.


            “That One” conheci recentemente. Contudo, me diga: qual a música que esse homem canta que não toma nosso coração?


            “Girlfriends”. Quão doce Henry pode ser cantando músicas dolorosas de amor?


            “Untitled love song”. É cantada como se fosse feita naquele momento, para sua amada. É tão linda, que eu poderia ficar ouvindo por horas.


            “Fall in luv” é outra música feita para dorama. Muito fofa.


            “Monster”, outra música muito gostosa de ouvir.


            “I Would”, quão amorzinho Henry pode ser em suas canções? Essa também é linda, apesar de um pouco triste.


            Essas são as músicas que eu gosto. Para finalizar, vou deixar um cover maravilhoso que ele fez da música da banda Queen, a “Love of my life”. Meu Deus, como essa música ficou maravilhosa na voz dele. Queria muito que a gravasse por inteiro.




0 comentário

Tenshi no koi ( live-action)


  

          Há muito, muito tempo, tenho vontade de assistir a esse live-action, mas nunca dava certo. Finalmente, consegui ver e não me arrependo. É muito bom, de verdade. Essa história era um romance japonês de celular e foi adaptado em live-action em 2009. A produção é, obviamente, antiga, mas a qualidade não é ruim. A história corre de uma forma muito intrigante. Como esperado dos japoneses, eles sempre envolvem tragédia, doenças e prostituição em suas histórias. Então, esperem, com certeza, que vocês acharão tudo isso.


            A história gira em torno de duas vidas distintas que têm o mesmo sobrenome. Uma adolescente, acostumada a ser comum e pura, que, após ser machucada tão profundamente, mudou da água para o vinho. Passou a viver uma vida sem limites e a se prostituir. E um professor de história, apaixonado, que descobriu uma doença grave, que vai diminuir drasticamente sua expectativa de vida. Suas vidas já haviam sido cruzadas há uns três anos, mas ambos estavam muito envolvidos em seus próprios problemas para se notarem. Contudo, um dia, a jovem foi pegar suas fotos reveladas, mas pega-as trocadas. Nelas, havia um homem que, instantaneamente, a atraiu. Ela queria o homem com quem compartilhava o mesmo sobrenome.  Mesmo ele sendo indiferente a ela, aquele pouco contato, que tiveram ao destrocarem as fotos, foi suficiente para ela, pela primeira vez, se apaixonar de verdade por alguém. Agora, ela fará de tudo para o conquistar.


            Rio Ozawa é uma adolescente de 17 anos, muito bonita, esperta e inteligente. Após ser obrigada a abortar, por ter engravidado através de um estupro, ela se sentiu tão mal com tudo que estava vivendo, que decidiu que nunca mais deixaria ninguém machucá-la. Passou a viver como queria, sempre estando acima de todos à sua volta, dominando tudo ao seu arredor. Era uma adolescente que estava envolvida em prostituição e conseguia tudo que queria usando seu belo corpo jovem e hábil. Contudo, tudo muda quando ela conhece o professor Kouki. Sem perceber, ela estava tão apaixonada que não conseguia mais fazer seu trabalho. Ainda que fosse difícil conquistá-lo, ela decidiu largar tudo: suas mordomias, apartamento de luxo e seu trabalho. Todos os dias, ela seguia o professor, empurrando seus sentimentos, que não seriam tão facilmente correspondidos. Mesmo assim, desistir estava longe de ser uma opção.


            Kouki Ozawa é um professor de história, dedicado, apaixonado e indiferente. Quando descobriu sua doença, fez uma cirurgia. Mesmo assim, a expectativa não era lá essas coisas. Poderia tentar mais uma cirurgia, mas corria o risco de não poder andar nunca mais. Ele preferia morrer do que ser um peso para alguém. Com a vida contada, ele tem vivido os últimos anos, sem se envolver com ninguém, apenas dedicando-se ao seu trabalho, o qual ama. Quando a adolescente passou a perseguí-lo por todos os lados, no começo, achou que era só uma fase da garota. Porém, foi conquistado, de certa forma, permitindo-a ficar ao seu lado, ainda que não fosse capaz correspondê-la. Kouki não abriria seu coração a ninguém. Ele não queria morrer, mas não tinha uma opção que lhe desse vontade de tentar. Será que, ao se envolver com Rio, os seus sentimentos mudarão?
            Há algumas outras personagens, como as amigas de Rio, mas revolvi falar apenas desses dois. Muitas coisas interessantes e tristes acontecem nessa história. Espero que vocês assistam. Está disponível para ver pelo próprio Youtube. Indicado!!


Gênero:   Romance, Drama, Tragedia

Live-action :   1
0 comentário

Kakene nashi no LOVE torihiki



            Esse mangá tinha tudo para ser muito bom, mas, para mim, foi arruinado. Ao ler a sua sinopse, você fica muito intrigado e a expectativa vai lá no alto. No entanto, embora a história seja fofinha, aquilo que realmente te chama a atenção, não achei que foi bem trabalhado. Daria para fazer algo muito mais intenso, profundo ou até mesmo impactante.  Infelizmente, a autora não soube fazer isso, mesmo assim, não é ruim. A ilustração segue o padrão shoujo. Além do enredo principal, tem dois oneshots que são muito bons.  Inclusive, o último carrega um assunto bem sério e tem um impacto muito grande.
            A história gira em torno de uma garota que, desde que perdeu seus pais, passou a trabalhar duro para pagar as dívidas deixadas e sobreviver sozinha. O seu trabalho pode não ser o mais convencional, mas ela faz muito bem. Assim, segue sua vida, sendo acompanhante. Tudo estava indo perfeitamente bem, até que um garoto de família rica solicita seus serviços para evitar um casamento arranjado indesejado. Ela rejeitou logo de cara, tanto por achar fácil quanto por achar que ele era só um mimado, que tinha tudo e não dava valor. No entanto, o rapaz não estava disposto a retroceder e ousou desafiá-la, o que a jovem garota não poderia deixar passar. Assim, ela acaba de entrar em um trabalho que iria mudar a sua forma de viver.


            Ami Kirisawa é uma garota bonita, sociável e esperta. Depois do falecimento de seu pai, ela segurou sua própria vida com todas as forças e passou a cuidar de si mesma. O seu trabalho não era um dos mais seguros, mas rendia muito dinheiro, então, nem pensava em mudar. Ela era boa no que fazia. Até agora, ela já havia evitado qualquer problema, porque, obviamente, algumas pessoas confundiam seu trabalho de acompanhante com prostituição. Isso era algo que não fazia, até porque, mostrar seu corpo para um estranho era algo que definitivamente não faria, devido a um segredo que seu corpo guardava.  Quando conheceu Ruka, o garoto rico, ficou desconfortável pelo fato dele ter tudo e parecer não valorizar. No entanto, após várias situações, passaram a se dar bem. Ele virou um cliente frequente, porém, com intenções diferentes. O rapaz realmente estava interessado romanticamente por ela e, se pagando era a única forma de continuar com Ami, ele pagaria, além de evitar que ela saísse com outros por aí.


            Ruka Hakamori é um herdeiro que estuda em escola de elite, bonito, arrogante e compreensivo. Após sua família decidir um encontro de casamento político, ele resolve arrumar alguém que sirva como namorada falsa, para acabar de uma vez com isso, afinal, era novo demais para tal coisa e gostaria de se casar com alguém que ele próprio escolhesse. Assim, ficou sabendo da reputação de Ami. No começo, ele achou que o trabalho dela estava aberto a qualquer coisa, desde que pagasse. Então, obviamente, achava que ela também se prostituía. Por isso, a tratava de uma forma hostil e rude. Após ser totalmente grosseiro, descobre que ela não era esse tipo de pessoa. Era para ser apenas um trabalho dela, mas Ruka acabou se apaixonado pela garota forte e ousada à sua frente. No entanto, revelar seus sentimentos não era suficiente para mudar o coração de Ami. Então, pela primeira vez, se sentiu grato por pertencer à uma família rica, pois, assim, teria dinheiro para comprar o tempo dela e passar o máximo de tempo com ela.


            O primeiro oneshot conta a história de Kiyuu, uma garota ingênua que sonha em se apaixonar e, assim, dar o seu próprio chocolate de Valentine’s day. Esse dia estava chegando e, mais uma vez, ela não tem namorado para dar o seu amor. Enquanto ficava namorando as coisas para o preparo, é abordada por um colega de classe, que pergunta se ela dará chocolate a alguém, esse ano. Ela revela não ter ninguém especial. Então, ele diz que aceitará chocolates dela. Naquele momento, ela ficou muito feliz, mas ao se lembrar o quanto aquele garoto era popular, começou a ficar em dúvida se estava realmente falando sério. Por que aceitaria um chocolate de Valetine’s day dela, se tinham tantas pessoas que, com certeza, o dariam?


            “Todos seus dias alegres, até hoje, tornaram-se uma mentira... Porque agora não há garantias de que você não se tornará uma vítima...”
            O segundo oneshot conta a história de Wakana, uma garota meiga e ingênua que, um dia, aceita encontrar o seu interesse amoroso, o qual conheceu por um chat. Porém, por se sentir insegura, por não conhecê-lo, marca um encontro em dupla, junto de um casal de amigos. Ficou fascinada quando conheceu o rapaz, que era muito lindo e atraente. Porém, quem poderia imaginar o que estava para vir daquele encontro? Mesmo que tenha passado pelo pior pesadelo que uma garota possa passar em sua vida, o que se tornou mais difícil de se viver foi como as pessoas que deveriam protegê-la trataram a situação, como se ela fosse a única culpada.
            Esse último oneshot carrega um assunto muito sério. Enquanto eu lia e via o quão real era tudo aquilo, me senti muito perdida. Obviamente, todos nós estamos sujeitos a sofrer por causa da maldade humana, mas tudo se torna mais ainda infernal quando a lei não faz nada para que pelo menos uma parte de nós se sinta protegida.
            Esse mangá é curto. Tem várias histórias interessantes, embora algumas não foram trabalhadas tão bem como as outras. Contudo, eu indico, principalmente por causa desse último oneshot.


Gênero:      Shoujo, romance
Autor:   Minami Kanan
Mangá:    1 volume
0 comentário

Rozen Maiden



            Encontrei esse anime há alguns anos e fiquei encantada. Apesar de não haver romance ou nada do que geralmente me envolve em uma história, me cativou muito. O mangá foi lançado em 2002 e, assim que concluído, lançaram uma nova saga, em 2008. Dei uma lida em ambas. A ilustração é muito boa. A primeira temporada do anime foi lançado em 2004 e a segunda em 2005, com o subtítulo “Traumend”. A qualidade não é muito boa, porque é realmente antigo. A história, apesar de ter o mesmo contexto, não segue igualmente a original, do mangá. Em 2013, saiu a suposta terceira temporada, que abordava a história da outra saga. A qualidade é maravilhosa. Ficamos muito confusos, no começo, mas logo entendemos os acontecimentos. Não teve uma conclusão. Mesmo assim, foi muito interessante.
            A história envolve um garoto que não tem frequentado a escola. Até mesmo sair de casa é difícil, tudo por causa de um trauma que sofreu. Então, seu passatempo é fazer compras online de todo o tipo de coisa estranha possível. Um dia, chega uma carta dizendo que ele ganhou um prêmio e perguntava se ele aceitaria ou não. Por mera curiosidade de saber qual era o prêmio, ele marca o sim. No outro dia, chega uma caixa e dentro havia uma maleta bem rústica. Ao abrí-la, se depara com uma boneca tão bem-feita, que suas feições pareciam reais. Curioso, analisa por todos lugares e da corda. Então, a boneca desperta e se apresenta, dizendo que era a quinta boneca da coleção Rozen Maiden. Ele, a partir de agora, seria seu servo. Era só fechar contrato com ela, assim, ela poderia protegê-lo, enquanto ele a servia. O garoto, a princípio, achou que era uma brincadeira de mau gosto. Mal ele sabia da importância dessa boneca. Não a levando a sério, é atacado por um outro boneco. Em meio ao desespero, ele fecha o contrato e é salvo pela educada boneca. Agora, que tipo de emoção a vida desse garoto terá?

            Jun Sakurada é estudante do fundamental. Tornou-se um NETT, após sofrer um trauma na escola, isso, passa ficar claro, no decorrer do anime. Ele é muito inteligente, habilidoso e pode ser muito rude e frio. Contudo, quando se importa com alguém, pode demonstrar ser muito atencioso e gentil. Ele passa todo o seu tempo fazendo compras estranhas pela internet e as devolve, antes do prazo de devolução acabar. Seus pais são muito ausentes, então, está ao cuidado da sua irmã, que é uma colegial. Apesar dela se preocupar muito com ele, o rapaz não está disposto a escutá-la. Quando Jun recebe uma boneca da Rozen Maiden, sua vida é virada de cabeça para baixo, sendo obrigado a, muitas vezes, sair da sua zona de conforto. No começo, era um incômodo, mas, com o tempo, ele acabou se apegado a ela e às demais que começaram a aparecer em sua casa. Com isso, muitas coisas mudaram em sua vida.


            Suigintou é a primeira boneca Rozen Maiden. Ela é referida como a boneca incompleta, o que pode, talvez, ter interferido na sua personalidade arrogante e rancorosa. Ela também é um tanto sádica. Adora ver o circo pegando fogo e tem uma clara intriga com Shinku, boneca de Jun. Ela não fazia questão de ter um medium (o humano com quem faz contrato para se tornar mais forte. É como se ele fosse seu alimento espiritual), porém, um dia, encontrou uma garota doente que a cativou, pois ela sentia que eram iguais. Foi a primeira vez que Suigintou se sentiu apegada a um humano, além de seu próprio criador. Suigintou quer muito vencer o Alice Gamer, para provar a todos e ao seu criador que é uma boneca perfeita. Então, não se importa em destruir suas outras irmãs para conseguir atingir seu objetivo. Por isso, está sempre perseguindo as demais bonecas.


            Kanaria é a segunda boneca de Rozen Maiden. Ela tem uma personalidade muito fofa, embora possa ser um pouco arrogante, e diz ser a mais corajosa de todas. No começo, ela quer roubar as rosas místicas de suas irmãs, mas acaba ficando amiga delas e desiste. Ela tem uma medium, que é uma mulher madura que ama bonecas. Elas se dão muito bem, inclusive, mais tarde, apresenta sua mestre para Jun e as demais bonecas. Kanaria, a princípio, parecer ser só uma bobinha, mas pude ver o quão poderosa ela pode ser. Ela toca violino. Além de ser uma amiga incomparável. Gosto muito dela.


            Suiseiseki é a terceira boneca Rozen Maiden. Ela tem uma irmã gêmea. Ela e a sua irmã são conhecidas como jardineiras, por terem o dom de falar com plantas e tratá-las.   Suiseseki é uma travessa. Ela é tímida, pode ser esquentada e abusada. Não confia em humanos, por isso destrata Jun, a princípio. Jura que nunca fará contrato com um humano.  No decorrer, ela passa a viver na casa de Jun e se apega a ele, mesmo que não tenha coragem de admitir abertamente. Essa fofinha está constantemente preocupada com sua irmã, que acabou nas garras de um mestre tirano. Tenta libertá-la dele, mas não é o que sua irmã deseja.


            Souseiseki é a quarta boneca Rozen Maiden, irmã gêmea de Suizeiseki. Elas são mais fortes quando estão juntas, no entanto, como elas discordam sobre fazer contrato ou não, acabam se separando. Ela é gentil, educada e leal. No começo, achava que era um garoto, já que ela fala como se fosse e se veste de forma mais masculina, mas descobri que é uma garota também. Há muitas coisas diferentes sobre ela, do mangá em relação ao anime. Souseiseki tem muito respeito por seu mestre e, não importa o que ele deseje, ela está disposta a fazer.


            Shinku é a quinta boneca Rozen Maiden. Ela é a mestre de Jun, que se tornou seu medium. Ela não aceita ser tratada como serva, é muito orgulhosa e se comporta como uma perfeita dama, o que mostra um lado arrogante. Seu passatempo é tomar chá e ler. No começo, Jun e ela viviam feito cão e gato, mas criaram respeito mútuo. Agora, Jun faz tudo que ela deseja e viraram bons parceiros. No começo, Shinku era agressiva com todas as suas irmãs, mas dava para ver que havia gentileza por trás de tudo e que, no fundo, não era o que ela queria fazer. Com o passar do tempo, ela se tornou cada vez mais gentil, acolhendo as suas irmãs, com exceção da primeira, que parecia impossível se relacionar. Shinku chegou ao ponto de não desejar jogar mais Alice Gamer, um jogo que o criador inventou para que pudesse encontrar a boneca mais perfeita. Todavia, jogar significava tirar a vida das demais bonecas. Shinku e Jun se tornaram muito próximos e mudaram muito, por cousa da convivência um com o outro.


            Hina Ichigo é a sexta boneca Rozen Maiden. Ela é fofa, infantil, ingênua e egoísta.  Ela odeia ficar sozinha, por traumas passados. Por essa razão, acabou quase matando sua atual medium, que era colega de sala de Jun. Porém, Shinku, que acabou percebendo isso, lutou com ela no Alice Gamer, salvou a mestra dela e a levou consigo para a casa de Jun.  Hina é uma das bonecas mais adoráveis. Ela conquistou profundamente o coração de todos, inclusive do frio Jun, que sempre a mimava, mesmo se fazendo de indiferente. Ela é um verdadeiro neném, que deveria ser protegida. Ela é mais corajosa do que aparenta. Faria qualquer coisa pelas pessoas que ama.


            Kirakisho é a sétima boneca Rozen Maiden. Ela só aparece, de fato, na segunda saga. Ela não tem corpo físico e foi completamente abandonada por seu criador. É apenas uma existência astral, por assim dizer. Por causa disso, ela está fazendo de tudo para conseguir um corpo e ser aceita. Ela pode ser carinhosa e muito insana. Aprisionou quase todos os mestres de suas irmãs, inclusive Jun, menos a de Kanaria. Além de desejar roubar o corpo de suas irmãs. Ela tem uma aparência muito fofa. Tenho uma Pulip (boneca de coleção) dela. Ela é terrível, mas tenho dó. O criador dela foi muito malvado em não terminá-la e abandonar só o sentimento de sua existência.

            Jun, do mundo que não deu corda, é um universitário que mora sozinho em uma kitnet vazia. Trabalha de meio período em uma livraria e não tem amigos. Vive sem sentido algum, porém, um dia, passou a receber mensagens estranhas do eu dele de outro mundo. No começo, não acreditou, mas chegaram partes de bonecas para ele montar. Isso começou o trazer ânimo à vida, assim, montou Shinku. Todavia, ficou desapontado quando viu que ela dava mais importância ao Jun do outro mundo, se sentindo um lixo novamente, o que o fez dar umas mancadas bem sérias.
            Esse anime é maravilhoso. Não expliquei tudo muito bem, mas ele é fantástico e acho que muitas pessoas deveriam conhecê-lo. Não vejo muitas pessoas falarem sobre ele, mas eu realmente amei. INDICADÍSSIMO!!!


Gênero:   Drama, seinen,comedia, Sobrenatural
Autor:  PEACH-PIT

Mangá:  7 volume,  10 volumes
Anime:  3 Temporadas - 37 episódios 

0 comentário

Photoshoot: Nana e Ren 2



            Em junho, no especial de dia dos namorados, saiu a primeira parte desse ensaio, que pegou fogo. Se vocês ainda não viram, corram lá para ver, porque está maravilhoso (clique aqui). Hoje, trago a segunda parte. Ainda tinha várias fotos que eu queria compartilhar, mas, em uma postagem só, não daria. Então, esse é o momento perfeito para isso. Não sei se vocês reconhecem esses personagens. Eles são os amores da minha vida e fazem parte do anime “NaNa”. Passem na postagem dele, porque é uma das mais especiais desse blog (clique aqui).

            Sempre que olho para essas fotos, fico apaixonada e encantada em como o meu Ren é perfeito. A Viih arrasou nessa produção. O coração chega a ficar agitado, e nem preciso falar da química, né? Ren e Nana estavam ali, e era real mesmo. Foi uma sensação maravilhosa que repetiremos em breve, se tudo der certo. As fotos foram tiradas pela Bella, que arrasou demais nas fotografias. Estou apaixonada. Dessa vez, ela se superou. Deve ser por causa do amor pessoal dela pelo anime. Estamos juntas, amiga. Vamos para as fotos! 



















Deixei essa foto para o final, porque ela é um spoiler muito grande. Acredito que, apenas ao olhá-la, vocês já devem entender a situação. Esse casal me fez sofrer tanto, tanto, que palavras não são suficientes para expressar o quanto eles fazem meu coração em pedaços. Tirar essa foto foi doloroso, mas eu queria muito tirá-la. Dor é o nome dessa fotografia. Muita dor. 


         Espero que tenham gostado de todas as fotos. Desculpe deixar o clima sério assim, no final. Quero agradecer, mais uma vez, à Bella, por ter dado vida através das fotos a esses dois. E à Viih, que realizou o meu sonho de ter um Ren e que ultrapassou as minhas expectativas. Estou tão feliz. Obrigada a vocês, que vieram aqui. Continuem nos acompanhando, porque teremos muito mais. 


0 comentário

Paradise Kiss

      


      Vocês não fazem ideia do quanto eu amo os trabalhos de Ai Yazawa. Como vocês já devem saber, o anime “NaNa” (clique aqui) é um dos mais especiais da minha vida. Contudo, antes dele, eu conheci “Paradise Kiss”. Como sempre, Ai adora fazer um estrago enorme em nossos corações, e com esse não poderia ser diferente, não é mesmo? Eu amo esse anime. Ele tem uma história maravilhosa, personagens apaixonantes e um conteúdo bem maduro. O mangá foi lançado no ano 2000 e tem uma ilustração maravilhosa. Nele, existem detalhes que só verão ali. Há um tempo, um anjo do céu estava vendendo a sua coleção de “Paradise”, e eu não pensei duas vezes para comprá-la. Vocês não têm noção do quanto fiquei realizada. É mais um dos meus tesouros.


            O anime foi lançado em 2005. A sua produção tem um estilo um pouco diferente, o que acredito que fosse a moda da época, mas não sei bem. Porém, ainda assim, é uma ótima produção, mesmo sendo tão antiga. Adoro o estilo dele. A trilha sonora também é maravilhosa. O final não me agradou, mas como esperar algo diferente da Ai, que adora quebrar os corações de seus fãs em mil pedaços? Acho até que é o hobby dela. Achei que o mangá salvaria esse final, mas que nada, só nos revela algumas coisas a mais. Porém, veio um salvador da pátria, o live-action, lançado em 2011, nos dando um final alternativo maravilhoso. Eu assistiria mil vezes, porque a produção é maravilhosa e o final é perfeito.  Os atores escolhidos também são MUITO bons. Caíram bem em cada personagem. Eu não mudaria ninguém.
            A história envolve uma jovem estudante que está tendo dias difíceis, dando duro nos estudos para atingir a expectativa de sua mãe. Porém, é isso mesmo que ela quer para a sua vida? Bem, ela nunca parou para pensar nisso. No momento, está seguindo o fluxo do caminho que lhe foi traçado. Contudo, um dia, enquanto ia para o cursinho, é abordada por um rapaz que, com seu estilo punk, parecia muito suspeito, a convidando para ser modelo. Assustada com tal pessoa, ela foge. Contudo, o rapaz não está disposto a desistir. Ela acaba trombando em alguém e desmaia. Ao acordar, um tempo mais tarde, está em um ateliê, que pertence a um grupo de gente um tanto peculiar. Eles explicam que são estudantes de moda e que havia um projeto importante, do qual ela seria a modelo perfeita para eles. Obviamente, ela não aceitou. Depois de uma breve briga, saiu correndo do local, deixando para trás a sua caderneta de estudante.


            Um dos integrantes desse grupo acha a caderneta e fica interessado, após ver sua foto e ouvir o que seus colegas haviam dito sobre ela. Para ele, desistir estava longe de ser uma opção. Havia algo que o atraía muito nessa jovem. Ele a queria como sua musa, não importasse como. No outro dia, foi abordá-la em sua escola. A garota fica hipnotizada, porque, apesar do seu estilo extravagante, ali estava um homem realmente lindo. Mesmo assim, ela não se deixou levar pelo papo e apenas o seguiu, para buscar o que havia esquecido. Ele estava disposto a lhe mostrar um outro mundo, mesmo que ela fosse teimosa. E agora? Ela aceitará sair da sua tediosa zona de conforto e tentar novas coisas?  Ela tem mesmo potencial para ser uma modelo? Como desenvolverá seu relacionamento com cada integrante desse grupo de estilistas?


            Yukari Hayasaka é uma estudante que está para prestar o vestibular. Desde pequena, sofria muita pressão de sua mãe, na questão dos estudos. Então, sempre deu duro para atingir as expectativas dela. Ela é bonita, mas a sua personalidade chata não a deixa nada atraente. Ainda por cima, é um tanto cínica. De certa forma, é mimada demais para admitir que, quando as coisas estão erradas, não é só culpa do que o envolve, mas também dela, que não tem coragem para tomar decisões, admitir que o fez e, assim, aceitar as consequências. Ou seja, ela tem mania de culpar os outros ou o mundo do fracasso dela. Contudo, no desenvolvimento, vemos o quanto ela é insegura com o futuro e consigo mesma. No fundo, não gosta de nada do que está fazendo.  Ser convidada para ser modelo abriu seus olhos para uma nova perspectiva de vida. Não demorou muito para ela ver que levava jeito para o negócio, que tinha charme e tudo que era necessário para ser uma modelo profissional. Pegou amor pela coisa.  Isso nunca teria acontecido se ela não tivesse conhecido o grupo de estilistas do ateliê “Paradise Kiss”.


            A jovem sempre teve uma admiração por um de seus colegas de sala, mas nunca teve coragem para se aproximar. Ela era apaixonada por ele, mas era muito difícil demonstrar. Contudo, quando conheceu George, seus sentimentos passaram a mudar. Yukari sabia que esse cara excêntrico não era alguém que poderia simplesmente se apaixonar, afinal, era um verdadeiro playboy que, provavelmente, era bissexual. Porém, não conseguia deixar de se envolver. A química que queimava entre eles era cada dia mais difícil de evitar. George poderia não ser um namorado em potencial, contudo, ela aprendeu muito com ele. A sua língua afiada poderia ser cruel, mas não havia nada além da verdade que ela merecia escutar, para que tomasse, de fato, um rumo em sua vida. George foi quem a mostrou quanto charme e capacidade para ser uma modelo ela tinha. Assim, Yukari começou a mudar, parando de culpar os outros, tomando decisões e seguindo rumo ao seu futuro, mesmo que isso significasse ficar longe de George, que já havia entrado no seu coração.


            George Koizumi é um universitário da faculdade de moda, está para se formar. É um homem lindo, extravagante, um pouco arrogante e de língua afiada. Contudo, na maioria das vezes, é um maravilhoso cavalheiro, carinhoso e gentil. Nunca esteve em um relacionamento sério, pois disse que gostava do amor livre, ou seja, ficar com quem lhe desse na telha, na hora que quisesse. No anime, alguns sugerem que ele era gay. Já no mangá, falaram que ele era bissexual, mas ele nunca afirmou se realmente era. Fica aí a dúvida para o resto da vida. George é um prodígio no mundo da moda. Desde criança, ele já costurava vestidos, mas suas criações fogem da realidade, pois são deslumbrantes demais para usar normalmente. Ele diz que, se não for para construir o que deseja, não faz sentido. Porém, se ele não for capaz de simplificar suas obras, talvez não faça sucesso no mercado da moda. Isso tem sido um problema interno que ele está tendo que lidar.


            Quando conheceu Yukari, tudo que queria era lapidá-la, porque ele via potencial ali, além de se sentir inspirado só por olhá-la. George era um homem muito confuso. Ele parecia cada vez mais envolvido com Yukari, muito sério sobre isso, ao ponto de parecer que realmente a amava. Porém, ambos eram um tanto orgulhosos demais. Esperavam o primeiro passo um do outro e, com isso, não saíam do lugar. Além de que, em certo momento, ele reagiu como se gostasse de uma colega de faculdade, que dizia ser sua rival.  No anime, não mostra muito, mas, no mangá, fiquei com uma pulga atrás da orelha. George parecia realmente amá-la, e isso me deixou confusa e com raiva. Ele tinha um closet cheio de roupas de sua criação, além de alguns trajes que comprou. Ele mostrou para Yukari e disse que poderia usar o que quisesse, mas aqueles eram seus tesouros e mostrava apenas para pessoas especiais. Deixá-la usar tinha muito significado. George, até o fim, me deixou muito confusa sobre seus sentimentos. Que homem complicado! Ainda bem que, no live-action, ele deixou as coisas mais claras.


            Miwako Sakurada é universitária, também estuda moda. No ateliê, ela faz bordados e outras coisas do tipo. É uma garota bonita, fofinha, de aspecto inocente e comportamento infantil. Seu jeito adorável encanta os homens ao redor. Desde sua adolescência, namora Arashi, que é seu amigo de infância. Quando criança, eles eram em três. Os garotos gostavam dela e Miwako dizia gostar dos dois. Quando chegaram na adolescência, Arashi se aproveitou da oportunidade de passar mais tempo com ela para conquistá-la totalmente para ele. Como Arashi tinha muito ciúmes, parou de ver o outro amigo, com muita dor no coração. Desde então, eles estão juntos. Miwako apelidou Yukai de Carolaine, porque, no primeiro dia, a jovem não quis dizer seu nome a eles. A garota se tornou próxima dela e se tornaram boas amigas, que apoiavam uma a outra. Provavelmente, a primeira amiga de verdade de Yukari.


            Arashi Nagase é um punk que cursa moda, na universidade. No ateliê, é quem costura. Além disso, é vocalista de uma banda. Ele pode ser rude e ciumento, mas é muito carinhoso e gentil com as pessoas que gosta. Foi ele quem achou Yukari e foi mal interpretado por ela, visto como perigoso. Arashi, logo de cara, brigou com ela por ofender o trabalho duro deles. Entre todos eles, mesmo que não aparente, é um dos mais sensatos e gosta das coisas feitas de forma correta. Quando Yukari fugiu de casa, ele aconselhou a voltar, enquanto todo mundo a apoiou. Várias vezes, a aconselhou a não se envolver romanticamente com George. Ele é louco por sua namorada, e a forma dele prendê-la não foi uma das mais agradáveis. Isso, você só descobre no mangá. Ele a ama muito mesmo, dá para ver claramente.


            Isabella Yamamoto é uma universitária de moda que é transgênero. No passado, era chamada de Daisuke Yamamoto. Vem de uma família muito rica. Apesar de não ser aceita pela sua família, continua sendo ela mesma, desde criança, quando foi apoiada pelo seu melhor amigo, George. Isabella sempre se sentiu mulher, desde criança, e, um dia, comentou isso com seu amigo. Então, seu primeiro vestido foi feito por ele. Isabella tem um estilo bem elegante e um tanto extravagante. É muito carinhosa, compreensiva e conselheira. No ateliê, além de cuidar de forma maternal de cada um, ela é quem faz os moldes das roupas. Isabella segue George para onde quer que ele vá. Ambos têm muito carinho um pelo outro.
            Eu simplesmente amo esse anime. Ele é perfeito. Acho que essa geração de agora nem faz ideia da existência dele e não tem noção do que está perdendo. Contudo, saibam que um anime maduro requer maturidade para apreciá-lo. Então, 

Gênero:   Drama, Romance, Josie
Autor:  Ai Yazawa

Mangá:  5 volume
Anime:  12 episódios 
Live-action:  1
1 comentário