Dia 1ª de abril, dia da mentira – Personagens mentirosos


Todo mundo sabe que dia primeiro de abril é dia  da mentira. Foi pensado nesse dia que me veio em mente: por que não falar  daqueles personagens mentirosos que mais me marcaram nesse mundo dos animes? Não foi muito fácil juntar  uma quantia x de personagens, pois o único que veio em minha cabeça assim que escutei a palavra “ mentiroso” foi, sem dúvida, Usopp. Aí, depois de forçar muito a memória, acabei lembrando de alguns outros personagens. Tenho certeza que têm muitos outros, mas não consigo lembrar.
         

   O primeiro que irei falar também foi o primeiro mentiroso de anime que conheci quando era muito pequena: Mr. Satan, do anime Dragon Ball Z. Não é segredo que eu sou louca por DBZ, já falei disso (link aqui).  Esse senhor conquistou o mundo através de uma grande mentira, se tornando o “ salvador do mundo”. Com isso, ele virou um dos homens mais poderosos, admirados e temidos do mundo.  Na verdade, para um homem comum, ele era realmente forte, mas quando o lance era  enfrentar algo fora do comum, ele não tinha nenhuma chance. Mesmo ele não fazendo nada na primeira vez, levou o crédito total, crescendo nas costas dos outros. 

            Embora ele vivesse uma vida toda de mentiras por um longo tempo, mais tarde, quando surgiu um grande inimigo novamente, acabou por não ser, assim, uma tão grande mentira que ele salvou a Terra. Eu daria um creditozinho para ele  na saga Majin Buu, em que ele virou amigo querido do vilão (mesmo que sendo falsidade no começo). Assim, conseguiu  enrolá-lo por um tempo. Mais tarde também, em um momento crítico, ele foi de grande ajuda: como ele era admirado e respeitado pelo mundo todo ( por causa de sua mentira), ele pediu para todo o povo do mundo ajudar o Goku a fazer uma genki dama. Bom, no final, mais uma vez, saiu ele como o grande salvador do mundo.


            O segundo personagem é Usopp, do anime One Piece. Se pararmos para pensar, suas características faciais fazem bastante referência ao Pinóquio. Esse é um dos personagens mais mentirosos que já conheci. Cada vez que ele abre a boca, uma mentirinha sai de seus lábios, ou seja: para contar um fato, uma aventura que nunca aconteceu ou para aumentar um fato, o que acaba por ser uma das suas maiores habilidades.  Desde pequeno, ele sempre viveu dessa forma, e por causa das suas inúmeras mentiras, em sua cidade, um dia, quando algo ruim de fato estava acontecendo, ninguém acreditou nele. Embora ele seja de fato um mentiroso, ele é um cara bom e um tanto medroso,  mas é um sonhador também. Seu maior sonho é ser um grande guerreiro do mar, por isso entrou para tripulação do Luffy.

             Apesar de ser muito medroso e muitas vezes quisesse mais é fugir de certas situações do que encara-las, ele nunca abandonou suas responsabilidades e com ajuda de alguma mentirinha ele encarava a batalha, suas mentiras são tão convincentes que ate seus próprios colegas já foram enganados . Usopp  era um dos tripulantes mas fracos além de mentir não tinha nada que ele era tão bom assim,  mas com muito treinamento e vontade de melhorar virou um dos melhores atiradores do bando do chapéu de palha. Eu acho que ele usa mentiras muitas vezes para  se auto dar coragem,  quantas vezes ele já encarou coisas que ele estava com muito medo, mas depois de inventar uma mentira  ele conseguia enfrentar a situação, não esquecendo de dizer o quão inteligente ele é, afinal para ser um bom mentiroso de fato  ser inteligente e um ponto chave na situação.

            O terceiro mentiroso é um dos meus vilões favoritos: Aizen, do anime Bleach, já falei desse anime aqui também (clique aqui). Esse não é um mentiroso como os demais, eu costumo dizer que é um dos mais perigosos, é daqueles que realmente fazem um grande estrago na vida das pessoas envolvidas, principalmente emocionalmente. Aizen era capitão do quinto esquadrão dos Shinigames, sua característica  era intelectual, tinha um olhar sereno, um homem gentil e humilde, essa era imagem que ele passava. Por isso, todos confiavam nele de olhos fechados, eu mesma fui enganada de forma bem dolorosa, porque antes de gostar dele como vilão, eu gostava de quem ele acostumava ser.


            O que ninguém fazia ideia, era que isso era apenas uma farsa da parte dele. Era a forma com que ele manipulava as pessoas ao seu redor enquanto cometia muitos crimes por baixos dos panos. Tudo que ele queria era poder.  De baixo daquela mascara, havia um homem totalmente oposto do qual nós conhecemos (devo confessar ele ficou muito sexy). Todas as suas mentiras, dolorosamente, foram  sendo descobertas. Assim como eu, acho que muitos ficaram desapontados. O que posso dizer é que esse tipo de mentira é uma das piores. Aprendi muito vendo esse personagem, ele disse uma coisa que realmente ficou gravada em meu coração e uso essa frase para sempre me manter alerta: “Qualquer traição que você pode ver é trivial, o que é verdadeiramente assustador e muito mais letal é a traição que você não pode ver”.
            Eu queria falar de mais alguns, como Light Yagame (Kira), do anime Death Note. Todos que conhecem esse anime sabem o quanto ele mentiu para encobrir seus crimes, na cara dura. E também o fofo Takashi Yamazaki, do anime Cardcaptor Sakura: ele costuma contar historinhas  cheias de mentiras. Mas bem, vou entrar em detalhes não, pois não quero esse texto muito grande. É isso aí, o que eu acho que observando esses personagens: aprendemos com eles, não to dizendo em aprender a mentir, mas reconhecer um mentiroso, saber como lidar com um mentiroso, ou até mesmo como lidar em uma situação como a do personagem Aizan, uma verdadeira pessoa falsa que nos faz confiar e gostar dele através de suas mentiras. Uma coisa que aprendi no longo da vida e até mesmo assistindo, é que uma pequena mentira que você conta pode virar um hábito. Então não pense que “ ah, é só uma mentirinha leve.” Pode ser de fato uma coisa boba, se isso virar um hábito, pode se tornar perigoso. Então, vamos ter cuidado, e tentar viver ao máximo em sinceridade.

4 comentários

Hanazakari no Kimitachi e ( J-Drama)


           Eu já assisti ao dorama e li o mangá  tantas vezes, que perdi a conta.  A produção desse dorama, infelizmente, é péssima. Eles não seguiram com fidelidade o mangá, o que foi lamentável, no meu ponto de vista. Mesmo assim, eu assisti várias vezes. Por que? Porque eu gosto muito dessa história. Fora essa versão original japonesa, existe mais duas versões que eu assisti: a coreana e a de Taiwan, que falarei quando chegar a vez deles. Bem que os japoneses podiam fazer um remake dessa história, seria muito bom, já que eles têm melhorado um pouco suas produções.
            O mangá, como eu já disse, li muitas vezes e com certeza lerei mais vezes durante essa minha vida. Eu gosto muito mais dos mangás, pois sempre passam muito melhor os sentimentos dos personagem. E esse é magnífico, acredito que todos que curtem esse gênero vão amar. O gênero dessa história é um dos meus favoritos: gender-bender (já falei disso, clique aqui). Eu queria muito mais detalhes dos acontecimentos após o final. Acho que foi por isso que eles fizeram uma outra série depois do termino desse mangá, chamada “Hanazakari no kimitachi – After school”, que estou acompanhando o lançamento e amando.


            A história gira em torno de uma estudante que mora no EUA e decide ir morar no Japão para, enfim, poder conhecer seu amado, um atleta de salto em altura que ela passou a admirar depois de ter visto sua performance algumas vezes.  Contudo, ele parou de saltar após ter tido uma lesão. Preocupada com o seu sumiço e com um desejo imenso de poder conhecê-lo pessoalmente, ela resolve se infiltrar na mesma escola que o ex-atleta estuda. No entanto, a escola é masculina, e claro os dormitórios da escola também, mas ela não vê problema algum, apenas se disfarça de garoto, muda seu jeito de falar e lá vai ela começar sua vida como garoto para poder realizar um grande desejo.
            A sorte parecia estar totalmente ao lado dela, afinal, ela caiu na mesma sala que ele, o que parecia mais um sonho. Ela também acabou por ser a colega de quarto dele. O seu primeiro contato com seu amado não foi um dos melhores, ele a tratou com indiferença e, por um instante, ela esqueceu que era um garoto e passou  impressão errada, ou seja, o atleta achou que ela era gay. Ela não perdeu tempo, começou a investir  em incentivá-lo a voltar a saltar, o que o deixava irritado. E agora começa a batalha da nossa protagonista como garoto. Será que ela vai, enfim, conseguir fazê-lo voltar a saltar? Será que eles vão se entender? Quanto tempo vão demorar para descobrir sobre seu verdadeiro sexo?

            Ashiya Mizuki é uma menina muito animada, extrovertida, ela é mestiça, ou seja, sua mãe é japonesa e seu pai americano.  No dorama, fala que o motivo dela ter ido para o Japão é que, além dela admirar o Izumi (atleta), ela se sente culpada por sua lesão. Entretanto, no mangá não é assim que ocorre, ela na verdade gosta muito mesmo dele, e o admirava muito como atleta, por isso resolveu se aproximar e o ajudar. Muitas pessoas podiam pensar que ela não precisava se disfarçar de menino e tentar chegar nele como ela mesma, mas não seria possível, ela seria vista apenas como mais uma garota caída por ele e não era isso que Mizuki queria. Ela queria ser mais, não era só amor que ela buscava nele: ela queria ser amiga dele, alguém que ele pudesse confiar e, quem sabe, depender. Mesmo que ele nunca viesse a gostar dela com amor de um homem para uma mulher, isso já bastava para ela, estar ao lado dele, o apoiando  (pelo menos era o que ela pensava).


            Mizuki acabou ganhando muito mais do que estar perto de quem gostava, ganhou outros amigos. Para ela, não demorou muito para estar vivendo normalmente como um garoto. Entre uma escapadinha ou outra para não ser descoberta pelas demais pessoas, ela se saiu bem, e cada dia mais conseguia se aproximar do seu tão distante colega de quarto. O médico da escola descobriu bem rápido sobre o sexo dela, mas ele resolveu manter segredo, já que ela estava ali para tentar ajudar o Izumi voltar a saltar. Ele resolveu fechar os olhos e fingir ignorância. Não demorou muito para o seu irmão vir atrás dela e descobrir sobre o que ela estava aprontando também,  mas ela conseguiu convencê-lo.

            Sano Izumi pratica salto em  altura desde que se entende por gente  e parou depois de uma lesão que, segundo o mangá, aconteceu após salvar uma amiga de ser atropelada. Diferentemente do dorama, que diz que ele foi atacado por sequestradores ao ajudar uma garota nos EUA. Ele não tem uma relação boa com sua família, melhor dizendo, não se da bem com o seu pai por vários fatores, por isso foi viver em uma escola longe de sua cidade e mora em dormitórios. Sano é fechado, não se relaciona, parece viver sempre mal humorado. Para ser mais direta, ele parece um gato arisco que não permite ninguém se aproximar.
            Quando a Mizuki entrou em sua vida, ele pensou no quanto esse moleque era intrometido e irritante, mas logo, de um dia para o outro, ele começou a mudar suas atitudes em relação a ele. Talvez o esforço daquele menino tão pequeno começou a comovê-lo. Sem mais nem menos, ele resolveu voltar a saltar. No dorama mostra que ele teve muita dificuldade em conseguir saltar. Todo mundo se perguntava porque ele havia voltado ao esporte, mal eles sabiam que era de fato influência do pequeno colega de quarto. Eles passaram a ficar mais próximos.

            Eu gosto muito da história desses dois, aproximação, amizade entre eles. Claramente se podia ver que a preocupação de Sano “pelo” Mizuki era demasiadamente além de amizade, mas se sentimentos tivessem mesmo rolando ali, talvez o Sano gostasse de garotos? Ou talvez só tivéssemos imaginando coisas, eles eram apenas bons amigos. Mas o que quero dizer é  que eu amo esses dois personagens: Mizuki é adorável, e Sano seria o namorado mais amorzinho que já vi.


            Shuichi Nakatsu, esse foi um dos personagens que nos deu mais razão para cair na gargalhada.  Ele virou melhor amigo de Mizuki na escola. É jogador de futebol, animado, extrovertido e superamigável. Quando conheceu a Mizuki, aos poucos ele começou a se sentir estranho sobre esse moleque pequeno e com feições meio femininas. Quando Nakatsu percebeu que seu coração batia de forma errada quando estava próximo a ele, caiu em completo desespero. Ficou naquela contradição, confuso sobre sua sexualidade. Ele até arrumou uma namorada para não seguir o caminho errado, como ele pensava, mas não deu certo, pois ele continuava pensando em “Mizuki”. Coitado! Mal ele sabia que, na verdade, ela era uma garota. Fora essas neuras dele, Nakatsu é um amigo incrível, ajudou muito ela, o Sano, as pessoas ao seu redor. Eu gosto muito desse personagem.

               Essa história é basicamente um harém inverso, afinal, ela está em volta de tanto homens, eu queria falar de mais alguns personagens, mas acredito que esses já são essenciais, já que são os personagens-chave.  Existe uma grande diferença entre o mangá e o dorama. No dorama, os pais da Mizuki são japoneses, assim como o irmão mais velho, diferentemente do mangá, que o pai e o irmão são totalmente americanos. Houve vários cortes também, como nas férias que a Mizuki e o pessoal foram trabalhar em uma pousada e o cara que trabalhava lá, diferentemente de todos, tinha certeza que ela era uma menina, mesmo ela dizendo que não. Então, tentou se aproveitar dela, quase a estuprou, foi salva pelo Sano. Isso não tem no dorama. Outro fato também, foi quando ela viajou para a América no ano novo, quando encontrou o seu amigo de infância. Uma série de bons acontecimentos que foram cortados, infelizmente.

            O que deixou o dorama bem chato, na minha opinião, foram as gracinhas desnecessárias dos  personagens terciários. Desperdiçaram tempo nisso quando deviam ter aprofundado mais na história dos personagens principais. Então, se eu indico o dorama? NÃO!!! A não ser que você goste muito do gênero, que não se importe com  esses detalhes (meu caso),  de boa, assista, mas tenho que dizer: esse dorama é bem ruinzinho. E o mangá??? SUPERINDICO!!!!  Leiam, é sério, é muito bom. Está completinho para ler no site que colocarei abaixo, tenho certeza que vocês vão gostar muito. E aí? Já assistiram? Já leram? Me contem o que acharam. Gostam desse gênero? Tenho muito mais para indicar, só CLICAR AQUI!!

Gênero: Comedia,  Romance, Drama, harem Inverso, gender-bender
Autor:  Higuchi Tachibana
Mangá:  23 volume

Dorama:   12 episódio 

  

Onde assistir


Dopeka ( Online)



Onde ler


Toshi wa Yume ( Online)

0 comentário

Backstage Prince - Kiwametsuke Gakuya ura ouji

           

            Eu leio um mangá romântico e penso no quanto eu amo tudo isso. Sim, eu sou a garota que ama uma boa história de romance, não ligo pro clichê. Na verdade, acho que esses são os melhores, desde que a história corra de forma única. Backstage Prince é um mangá muito cativante. Primeiro que é de uma mangaka que gosto muito, tanto da ilustração dela quanto suas histórias, que sempre giram em torno da tradição japonesa (pelo menos os que li até agora).  Eu me apaixonei por essa história, chorei em algumas partes e achei uma pena não haver detalhes mais profundos, afinal, são somente dois volumes, para a minha tristeza.
            A história gira em torno de uma colegial que um dia acaba acertando com sua bolsa o garoto mais popular da escola, mas ele apenas fez uma cara feia e seguiu adiante. Mais tarde, quando ia se encontrar com seus pais, ela vê um gato preto. Preocupada com que ele estivesse perdido, ela começa a persegui-lo, quando acaba chegando aos fundos do Teatro Kabuki, onde o mesmo garoto que ela acertou com sua bolsa sai pela porta.
            Quando um amigo dele a convida para entrar e agradece por ter achado o gato, ele fica emburrado, de cara feia em um canto, pois não gosta de lidar com pessoas. Ela percebe que ele não está bem e descobre que, quando ela o acertou, o machucou. Se sentido responsável pelo ocorrido, pergunta o que ela poderia fazer. O amigo do rapaz diz a ela para ser a assistente dele enquanto ele se recupera. E agora? Será que esses dois vão se entender?
(Atenção!! Aparte daqui pode ter spoiler.)

            Akari é a nossa heroína dessa história. Ela é uma garota comum que  acredita que todos os garotos bonitos são infiéis. Ao invés de um cara bonitão que pode ser infiel, ela prefere um garoto comum que a ame profundamente.  Quando ela acabou se envolvendo com o garoto mais popular da sua escola, além de famoso ator de kabuki, jamais imaginou que acabaria se apaixonando por ele. Até porque ele era um cara muito rude, carrasco, que só sabia gritar, mas logo ela percebeu que, na verdade, esse era só o jeito dele manter as pessoas longe dele, que no fundo ele era manhoso, doce. Foi aí que ela se viu totalmente apaixonada por aquele homem, que não era nem um pouco comum, mas só na frente dela ele mostrava seu lado que todos desconheciam. Como não apaixonar por um homem desses? Sem falar que ele é lindo demais!

            Ryusei Horuichi, filho de uma família tradicional japonesa, ator de kabuki (uma forma de teatro tradicional japonês), primeiro na sucessão. Ele tem aquela famosa e amada personalidade que faz as meninas ficarem mais encantadas: tsundere, por fora é rude, malvado, mas na verdade é um doce de pessoa por dentro. Ele não gosta de lidar com pessoas, acredite, Horuichi-sama, eu entendo completamente seus sentimentos. Ele nunca havia se apegado bem a ninguém, o seu primeiro amigo foi seu gato, era o único que ele gostava. Depois disso, apareceu essa garota que fez como seu gato e agiu diferente das outras pessoas. Não importava o quanto ele era malvado com ela, Akari continuava sorrido para ele e o tratado bem, e mesmo quando Ryusei a mandava embora, ela continuava ali.

            A relação do dois aconteceu de forma natural. Nem um nem outro forçou seus sentimentos, apenas aconteceu de ambos acabarem se amando. Só que Akari não percebeu que ele não era um homem comum, era herdeiro de uma família tradicional, e por isso não bastava só eles se amarem para ficarem juntos. Foi aí, na verdade, que o sofrimento começou. Para mim, eles são um amorzinho juntos, sério mesmo. Amaria ver um anime com esses dois, uma pena que nunca sai esse tipo de anime (T.T).

            Eu amei demais essa história. Já li duas vezes e lerei mais outras, com certeza. Superindicado, leitura rapidíssima. Então, espero que vocês leiam, e quem já leu, quero saber: o que acharam sobre esse mangá mais amorzinho do mundo? 

Gênero:  Romance, Shoujo

Autor: Kanoko SakuraKoji
Mangá: 2 Volumes 

Onde ler: 
2 comentários

High School of the dead


Eu gosto muito de zumbis. Desde que começou a "era dos zumbis”, eu tenho acompanhando todos os filmes, séries e até animes. Já fui tão vidrada em zumbis, que já sonhei muitas vezes que estava no meio dessa bagunça, claro que sempre me dava mal (risos). Por eu curtir tanto isso, achei que eu gostaria muito desse anime, entretanto, acabei não apreciando. Antes que as pessoas que gostam percam a cabeça, vou logo dizendo que não gostei por ser um anime ruim, de modo algum, ele é muito bom. Entretanto, eu sou o ser humano mais implicante da face da terra, impliquei com o personagem principal e já era, acabou o anime pra mim.
Ele é harém, o que sempre me tira do sério. Odeio ver como o cara reage às investidas das demais garotas, mesmo já gostando de uma em especial. Também é um anime que não da para assistir com demais pessoas, na minha humilde opinião. Eu ia me sentir totalmente envergonhada de vê-lo com outra pessoa, porque ele é ecchi (obseno), o que acho desnecessário e que também me fez gostar menos ainda do anime. Eu terminei de assistir porque, mesmo não gostando desse detalhe, já disse que não é um anime ruim, ao contrario: na verdade ele é bom, só não é o tipo que me agrada.

Num dia comum como qualquer um outro em uma escola, um aluno que está no telhado da escola observando a vida passar nota um movimento estranho nos portões, onde um professor está tentando por para fora um homem estranho. Entretanto, esse homem morde o professor, e quando o mesmo grita, os outros professores vão socorrê-lo. Nisso, começa um evento  estranho em que o mesmo professor de antes também passa a morder os demais professores enquanto outros tentam fugir. Embora ele não entendesse o que estava acontecendo, ele entendeu que era perigoso e automaticamente correu para sua sala para avisar a sua amiga e o namorado dela, que é seu melhor amigo, para fugirem da situação.
            Quando corriam para uma área supostamente mais segura, seu amigo foi mordido, mas ele continuaram tentando fugir e chegaram ao terraço.  Percebem que algo não estava bem não só no seu colégio, mas pela cidade toda: telefones não estavam funcionando, tudo estava um caos. Nesse meio tempo, seu amigo que havia sido mordido se transformou ao ponto de atacar sua própria namorada. Quando o rapaz vê que o amigo não é mais ele mesmo, ele se vê obrigado a matá-lo. Agora são somente os dois passando por uma série de eventos, tentando fugir da escola dominada por zumbis. É aí que eles encontram mais algumas pessoas e tentam sobreviver a esse caos.
(Atenção!! Pode conter spoiler.)

            Komuro Takashi é o aluno que estava no telhado da escola. É um cara bem esperto, assim eu vejo. Ele claramente gosta da sua amiga que é namorada do seu melhor amigo. Agora, depois que ele morre, não demora muito para ele mostrar para ela o quanto gostava dela, o que serviu bem para ele a proteger das coisas que aconteceram nesse caos. Como se ele fosse o último homem da Terra, as outras garotas estavam sempre dando descaradamente em cima dele, o que eu acho mó irritante, ainda mais em um ecchi onde safadeza é o que não falta.

            Miyamoto Rei é a namorada do Igou Hisashi. Ela ficou muito mal com a perda dele, pois mostrava gostar muito do seu namorado. Não sei se foi toda aquela loucura que fez ela esquecer tão rápido o seu luto, porque não demorou muito para ela aceitar os sentimentos do seu amigo (irritante). Certo que ver um cara te protegendo com sua vida é comovente , mas quando uma pessoa que você supostamente ama morre, você não vai abrir seu coração tão rápido assim.

            A personagem que eu mais gostei foi a  Busujima Saeko. Ela é durona, sabe lutar muito bem e maneja uma espada. Eu tenho uma quedona por personagens femininas que usam espada, acho lindo, um dia quero saber usar também. Ela nutre sentimentos pelo Takashi, acho que os dois juntos seria legal, mas sei lá, espero que ela arrume um cara legal se ela sobreviver a isso.

            Takagi Sayad é uma das personagens mais irritantes. Ela se acha, com razão, é claro, muito inteligente. Filha de um político importante, ou seja, muito rica, mas é uma garota bem esperta, sobreviveu a tudo isso usando sua sabedoria para encarar todo esse caos. Outra idiota que gosta do Takashi desde sua infância.

            Hirano Kouta. Pelo menos tinha que ter mais um garoto nessa parada, né? Ele é muito inteligente, gordinho e louco por armas. Melhor atirador do grupo e tem conhecimento muito bom sobre todos os tipos de armas.
         Esse são os personagens que têm mais ação nesse anime. Também tem a enfermeira Marikawa Shizuka, ela é uma mulher que tem ações inocentes, embora um corpo bem obsceno, se é que posso dizer assim. No decorrer da história, vão aparecendo outros personagens. Aqui, no Brasil, foi lançando o mangá dele, todo colorido, não li e provavelmente nunca lerei.

            Como já disse, é um ótimo anime para quem gosta do gênero. Não é porque não gostei que algo é ruim, só não agradou meu gosto, e isso é tudo. Quero saber de vocês? já assistiram? Gostaram?  Se não, têm interesse?
2 comentários

Atores Favoritos Coreanos

     
        Ano passado, falei sobre meu atores japoneses favoritos. Pensei: por que não falar dos meus queridinhos coreanos, né? Existe muitos outros que gosto bastante, mas esses são os que eu mais amo, e estou sempre procurando ver todos os doramas em que eles estão.  Não sou daquelas pessoas que, quando admiram, fuxicam a vida do ator desesperadamente. Sinceramente, sou muito preguiçosa para fazer esse tipo de coisa, o máximo que sei geralmente é idade e olhe lá. Contudo, como vou falar deles aqui, por que não usar esse tempo agora mesmo, até  para mim mesma conhecer melhor esses meninos que gosto tanto?!

            O primeiro é Lee Min- Ho,  tem 29 anos, ator, cantor e modelo.  É um dos atores mais queridos aqui no Brasil  e provavelmente na Coreia também, o que não tem como ser diferente, afinal, é um homem extremamente lindo. Não faço ideia do seu status de relacionamento no momento, mas algum tempo atrás saiu um comentário dele estar namorado a cantora e atriz  Suzy, o que eu superaprovo, afinal, ô mulher linda! Par perfeito!  Min-ho já fez muitos doramas, eu não assisti todos ainda (creio eu), mas aos poucos acredito que conseguirei acompanha-lo assim como eu desejo. Embora eu não conheça quem ele realmente é, de fato, o que quero que saibam é que eu gosto dele como ator,  já como pessoa eu não faço ideia exatamente de que tipo de pessoa ele é.

            O primeiro dorama que eu o conheci foi Boys Over Flowers ( versão Coreana de Hana yori Dango) em que ele atuou como personagem principal chamado Gu Jun pyo, um dos meus doramas favoritos,  e foi quando me apaixonei pela sua atuação. Foi a partir desse dorama também que ele passou a fazer sucesso. Antes de Boys Over Flowers, ele já havia participado de 7 doramas,  a maioria escolar, até dei uma olhadinha nos nomes, mas não assisti a nenhum desses antigos. Então depois assisti Personal Taste, que ele atuou como Jeon Jun-ho. Pensa um personagem mais fofo adorável do mundo?! Acho que foi o personagem mais meigo que ele fez até agora, namorado dos sonhos.

            Depois, com uma vida sofrida, cheio de vinganças “City Hunter”.  Nesse drama ele atuou como  Lee Yoon-sung, a atuação dele foi maravilhosa, embora esse dorama não entre para minha lista de melhores.  Depois, ele simplesmente me acertou com sua espada (era para ser flecha, mas tá valendo)  foi o principal em Faith, atuando como Choi Young em um dorama de época. Ele estava tão fabuloso  que não consigo esquecer a sensação de vê-lo com aqueles trajes, lutando com uma espada, tão lindo. O último dorama que assisti com ele foi The Heirs, atuando como Kim Tan. Esse dorama foi magnífico. Realmente, até hoje, a trilha sonora de quando ele via a menina que gostava fica tocando em minha mente.  Ano passado, saiu mais um dorama, mas ainda não pude assistir, chamado “The legendo f the blue sea”. Dizem que ele está superdiferente nesse drama, estou querendo muito ver, mas ainda tenho uma lista a seguir. A maioria dos doramas que ele participou, eu já falei deles aqui, então vocês poderão  clicar no nomes para ver do que se trata cada dorama. O que posso dizer? Se prepare para sofrer com ele, pois se existe algo que ele sabe passar bem é um sofrimento profundo. “Oh homem que sabe passar sofrimento com tanto êxito!”



            O segundo é o maravilhoso, que nos faz perder o fôlego, Lee Jong- Suk, ele tem 27 anos (mas vai fazer 28 esse ano), modelo e ator. Pensa em um homem lindo e sexy? Pensou? É ele mil vez mais! Lembro que quando o conheci, ele era bem novinho e ainda atuou como gay em Secret Garden, achei ele lindo, mas ficou só por isso mesmo.  Eu não faço ideia se ele está num relacionamento. Na verdade, se existe algo difícil de saber, é se um ator coreano está em qualquer relacionamento de fato, até porque as fãs coreanas são assustadoras.  Eu persegui como pude desde que me apaixonei tanto pela sua atuação quanto por toda essa beleza. Um dia, vi alguém comentando que ele era tão perfeito que parecia um robô, entretanto, devo discordar: se ele fosse de fato um robô, não expressaria tão bem seus sentimentos como ator. E olha que conheço uns atores aí que são de fatos perfeitos, mas quanto vão atuar, parecem mesmo um robô sem capacidade de expressar os sentimentos do personagem, o que não acho ser o caso dele.

            Eu o conheci de fato foi no Dorama “I hear your Voice”,  em ele me conquistou  atuando como  Park Soo-ha, uma atuação extremamente apaixonante, um dos meus doramas favoritos. Quando vi que ele ia atuar em DoctorStranger, fiquei totalmente animada, infelizmente, não gostei muito, porque a atriz que fez par com ele eu não gosto nenhum pouco dela.  Voltando com tudo, atuando com uma das minhas atrizes favoritas, ele foi o principal no “Pinocchio”, em que ele deu um beijo digno de prêmio. Depois, ele participou de mais alguns doramas que, infelizmente, ainda não pude assistir, mas o que eu mais to querendo ver é W. Esse ano mesmo já tem alguns doramas em que ele está participando, espero vê-los em breve.

            O terceiro é esse  ator que tenho muito carinho: Lee Seung-gi, tem 30 anos, mas tem jeitinho de ser bem mais novo, ator e cantor.  Poucas pessoas  aqui gostam desse ator, mas eu só posso dizer que eu sou encantada por ele.  Seung-Gi não é lindo de morrer, mas é tão meigo que não consigo não gostar dele.  É o seu sorriso? Gente, que sorriso mais amorzinho! E suas covinhas??! Ai, coisa mais fofa do mundo! Não sei seu status de relacionamento também, não ouvi nenhum rumor sobre ele, infelizmente. Eu não sei exatamente o que me atrai nele, mas existe algo muito diferente em Seung-Gi que o diferencia dos demais atores. E tem uma voz linda!
credito no gif

            Eu o conheci no dorama Gu Family Book  meu dorama favorito atuando como Choi Kang-chi. A sua atuação foi tão magnifica, que não consegui não me apaixonar por ele como ator,  existe algo realmente diferente em seus personagens.  Com isso, fui procurar como louca outros em que eu poderia vê-lo, então achei  “My Girlfriend is a nime tailed fox”, atuando como o idiota do Cha Dae-woong. Ele foi bem babaca nesse dorama, mas mesmo assim não deixei de gostar. Então, enfim,  encontrei The King 2 hearts, atuando como  Lee Jae-ha.  Pense em uma atuação maravilhosa? Pensa em um dorama formidável?  Virou mais um dos meus doramas favoritos.  Depois disso, não o vi em nenhum dorama novo até agora. Espero que lance algum logo. Já falei sobre o Gu Family Book aqui. Vou dizer: não tem como não se apaixonar por esse dorama, e muito menos não se encantar por ele.

            Esses são meus queridos e amados atores. Eu pensei em falar de mais dois que são meus superfavoritos também, entretanto, ia ficar muito carregando, quem sabe em uma segunda parte. Quero deixar aqui embaixo uma lindas música cantada por Lee Seung-gi . Espero que gostem, e me digam quais são os de vocês!

6 comentários

Hotel King ( k-Drama)


        Quando comecei a assistir a esse dorama, confesso que pensei na possibilidade de desistir antes de começar por causa do grande número de episódios,  mas não havia nada melhor para assistir, então eu resolvei me arriscar.  Eu acabei ficando tão vidrada nesse dorama que eu não conseguia parar. Assisti a 32 capítulos em uma semana (se não foi menos). A qualidade dele é muito boa, embora praticamente tudo ocorra dentro de um hotel de elite. Para quem assistiu Goblin e gostou do Ceifador, aqui está um dorama no qual ele é o principal da trama.  Vou logo dizendo que esse dorama me fez sofrer muito, parece que o sofrimento deles nunca ia ter fim. Em meio a vingança, traição, assassinato, mentiras, inveja, entre muito caos, o amor entre duas pessoas que não deviam ficar juntos nasceu.
            O enredo envolve um homem que, quando criança, cresceu abandonado nas ruas do Estados Unidos, sendo obrigado a pedir esmola na rua  para uma gangue em que  o líder os punia quando não conseguia nada. Um dia, após ver um dos seus parceiros ser espancado até a morte, ele reage e acaba matando o líder. Entretanto, um homem misterioso o resgatou, contou a ele a história da sua vida e quem era culpado dele viver assim, contou que ele era filho de um homem rico e disse que ajudaria se vingar, usando o seu crime para convencer a deixar tudo para trás .  Então, alguns anos passaram, durante isso, ele se especializou e se tornou um grande hoteleiro, conseguindo até mesmo virar gerente geral do hotel que era do homem a qual desejava se vigar .


            Entretanto, quando ele jogou na cara do homem que era filho dele, ele o negou e disse que não era. No mesmo dia, o homem caiu da janela do seu escritório, o que foi visto como suicídio. Enquanto isso, na América, a herdeira - supostamente a única filha do falecido dono do hotel - está sendo perseguida para não conseguir chegar à Coreia, mas com muito custo, ela consegue chegar lá. Agora ela nem imagina no campo minado em que ela esta prestes a pisar, mas ela chega no hotel de nariz empinado, dando uma de arrogante quando, na verdade, ela tem medo de ficar sozinha e desconfia que a morte de seu pai não foi suicídio. Enquanto ela luta para manter o hotel que era o sonho de seu pai, ela tem que lidar com muitos obstáculos, inclusive com se deparar com o gerente geral, o qual ela não sabe se pode confiar.

            Cha Jae-Wan é um homem muito respeitado onde trabalha, desenvolve um ótimo trabalho  e ama muito tudo que faz. Um homem sério, que quem olha talvez nem imagina a obscuridade de seu coração sofrido. Depois que saiu das ruas da América a passou a ser “cuidado” por  Lee Joong-Goo , o qual também abusava psicologicamente dele e usava muitas vezes a violência para puni-lo quando ele não estava sendo o melhor. Tudo que ele queria era se vingar daquele homem que o deixou jogado às traças em um outro país,  mas no final, ele não conseguiu nem ser reconhecido pelo seu suposto pai.

            Quando ele conheceu a Ah Mo-Ne, sua suposta irmã , tudo que Jae-wan sentiu era antipatia,  tudo que queria era ela longe dali, pois ele queria conquistar o que era para ser dele. Contudo, ele acabou se cativando com aquela menina  que mostrava ser inconveniente e arrogante, mas na verdade era indefesa. No começo, ele só queria que ela saísse dali, pois a luta que estava para acontecer para posse daquele hotel seria muito perigosa para ela, mas ela não ia. Em meio a protegê-la pela sombras, ela acabou se apegando a ele, e pior: ele se sentia estranho a respeito dela.

            Ah Mo-Ne, no começo, parece ser bem arrogante, mas na verdade é uma moça carinhosa, sorridente e decidida. Ela, no começo, não mostra ter a mínima maturidade para liderar um hotel.  Ela já sabia que havia entrado em um ninho de cobras, afinal, seu pai antes de morrer a avisou para não confiar em ninguém, embora ela quisesse encarar isso, a verdade é que não ter em quem confiar estava se tornado difícil para ela.  Mesmo sendo avisada, ela acabou botando sua confiança em uma  mulher misteriosa dentro do hotel, que sempre dizia a ela: não confia em mim também. 


            E no final, após ser protegida tantas vezes pelo gerente geral, acabou querendo confiar nele, e acabou se apaixonando, também, pelas pequenas coisas que ela notou nele, que geralmente não estavam expostas.  Entretanto, ele continuava empurrando-a para longe, o que ela não entendia, pois tudo que ele fazia, a fazia entender que os sentimentos deles não eram diferente. Mas entre mil e uma reviravoltas,  ela o odiava, o amava de novo e logo em seguida o odiava mais uma vez.  Sinceramente, eu acho que foi isso que me deixou atraída: o fato de eles serem supostamente irmãos e serem apaixonados um pelo outro me deixou curiosa sobre o que aconteceria dali para frente.

            Agora, eu não posso deixar de dizer sobre quem deixou esses campos minados: os vilões. Eram tantos vilões que vou te falar: impossível não terminar em tragédia. Lee Joong-Goo, pensa em uma homenzinho desprezível e odioso!  Quando eu via o jeito que ele se comportava com sua família  e como ele era quando não estava com eles, aquilo me desceu quadrado. Com a família, ele era um homem doce, horando e carinhoso,  mas, na verdade, ele é um verdadeiro lixo humano, ambicioso, que quer tudo para si.  Por muitos anos ele planejou tirar tudo de seu amigo. Escravizou psicologicamente o Cha Jae-Wan, que mesmo quando ele fazia tantas coisas más, tentou matar inúmeras vezes a Ah Mo-Ne e Jae-wan o odiasse com todo o coração, no final, não conseguia deixa-lo de lado.  Esse foi o homem que infernizou a vida de todos ao redor, foi uma das maiores razões de todos sofrimento que tivemos que suportar.  Embora ele não fosse o único vilão, alguém que menos esperamos é tão  vilã quanto ele, embora suas razões são bem mais certas que a dele. Não tem como ignorar o quanto esse outro vilão também foi difícil.
            Sinceramente, tudo que estava esperando nessa história sofrida que parece que ninguém nunca vai chegar a ser feliz. Sabe aquela variedade de sentimentos? Ódio, desespero, tristeza angústia e ansiedade? Aquela esperança que finalmente essas crianças vão encontrar o caminho da felicidade?  Tirando o mistério sobre a morte do dono do hotel, que no decorrer da trama descobrimos que não foi suicídio, e como desvendar o mistério de quem foi que o matou realmente, sendo que havia mais pessoas querendo ele morto do que vivo.

            Eu indico esse dorama com certeza! Confesso que muitos episódios podem ser cansativos, mas a história  com todo o mistério e  gana de ver como os personagens vão se acertar, nos faz manter antenados até o fim. E aí? Já assistiram? O que acharam?

Gênero:   Romance, Melodrama, Vingança
Dorama:  32 episódios 


Onde assistir


Viki ( Online )
0 comentário

Aqua Blue cinema

        

             Já fazia um tempo que não fala de nenhum mangá Yuri. Achei há pouco tempo esse mangá, que tem uma historinha bem fofinha. São poucos desse gênero que realmente são bons, e esse posso dizer que é, sem dúvidas, bom sim!! Ele contém apenas um volume e a história  desenrola de forma bem clara, sem deixar pontas soltas, sem nos deixar com aquela sensação de mal acabado. 
            A história envolve uma atriz que não é muito famosa, mas que está começando a ser conhecida. Ela está tentado superar o seu coração partido e esquecer sua ex- namorada. Após um dia de gravação em uma cidade no litoral  do Japão, ela sobe umas pedras na beira do mar e fica olhando para o horizonte. De repente, uma menina a abraça por traz e a pede que, por favor, ela não se suicide. Depois de uma breve discussão na beirada, ela escorrega e cai no mar. Tentando se secar, a menina pede desculpa pelo mal entendido e a convida para ir se trocar em sua casa.

        Mais tarde, ela da conta que perdeu sua corrente. Depois de muito procurar e não encontrar nada, a menina que estava junto dela resolve pular no mar e ver se encontrava na encosta, mas infelizmente não encontrou.  A garota falou que se responsabilizaria. Comovida com essa pequena menina, mesmo que no final essa corrente não tivesse nenhum valor sentimental, resolveu mentir sobre o valor da corrente e obrigou-a a trabalhar para ela como assistente. E agora? Será que essa pessoa a ajudará a esquecer  a sua ex e curar seu coração partido?
( Atenção!! Aparte daqui contem spoiler.)

            Misaki Yui tem um grande brilho, é  madura, tem personalidade tsudere, é  muito atraente e gosta de garotas. Namorava inicialmente com sua melhor amiga da escola, entretanto, essa menina terminou com ela dizendo que gostava de outra pessoa. Quando conheceu a Tae em circunstancia tão cômica, ela acabou por ser cativada por aquela menina que se esforçava mesmo por alguém que nem conhece. Acabou se apaixonando por ela, e fez o que pode para tê-la perto, até mesmo mentir que algo tão barato custava muito caro.

            Tae é uma menina que não aparenta ter a idade que tem, mas é muito esforçada, estudiosa e não tem muito senso de moda, melhor dizendo, é um tanto pacata e pura. Ela se esforçou  todos os dias para agradar e dar boas experiências a Yui. No final, como ainda faltava muito para pagar o que devia, partiu para Tokyo e começou a viver junto dela. Sem ter o mínimo de noção de suas preferências, acabou se apegando muito e a cada dia a admirava mais, mal ela imaginava que Yui a tinha ali como muito mais que uma assistente ou amiga.
            Achei tão fofinho como o desenvolvimento da relação delas  correu.  Tae só descobriu sobre sexualidade de Yui quando a ex-namorada apareceu tentando voltar com ela. Yui ficou desesperada, com medo que a Tae a rejeitasse por ser lésbica, entretanto, ela foi totalmente compreensiva, embora não fizesse ideia dos sentimentos dela por ela.  Eu achei tão bonitinho. Para mim, amor é amor, não importa gênero.

            Então, para quem gosta desse tipo de gênero, fique à vontade. É uma história bem meiguinha e rapidinha para vocês. E aí? Já leram? Gostam de Yuri? Eu leio às vezes. Sou de fases, estou aberta para ler qualquer história, desde que seja romance doce e profundo.  

Gênero:  Romance, Shoujo-ai, Slice of Life

Autor: Otsu Hiyori
Mangá: 1 Volumes 

Onde ler: 
2 comentários