Playlist: raps e cia sobre shippes


            Ainda estamos em clima de puro romance por aqui. Com isso, é óbvio que não pode faltar playlist de raps inspirados em casais de animes. Há tantos, um mais lindo que o outro, mas muitos já passaram por aqui. Então, tentei não repetir e não cometer esse erro. Espero que vocês curtam cada canção. Tem umas que tocam no fundo da alma, e, se vocês conhecerem o casal, aí vocês acabam com o coração mais agitado ainda. Então, vamos lá.


            O primeiro rap é do Ban para Elaine (clique aqui), do anime “Nanatsu no taizai” (clique aqui), cantado pelo T.C. Punters. Já fiz uma playlist de raps do anime (clique aqui), nela, tem dois raps inspirados nesse casal apaixonante. Esse, como todos os outros deles, me deixa muito emocionada. É simplesmente lindo como é expressado todo o sentimento do Ban em relação à sua amada. Tivemos tantos momentos para nos orgulhar, suprir a solidão. Por que teve que acabar? Você deu um sentido. Foi algo de verdade. Eu teria desistido se não te amasse.”.

clique na imagem para ver o vídeo

            O segundo rap é sobre a Hinata, do anime “Naruto Shippuden”, cantado pelo Tauz. Provavelmente, esse já passou por aqui, no entanto, quero pôr aqui, novamente. Apesar do título não ser Hinata e Naruto, o que deveria ser, o rap fala muito da personagem, sobre os sentimentos dela em relação ao Naruto e sobre como o Naruto a vê, agora. Fiquei muito emocionada quando esse rap foi lançado. Chorei muito, porque era muito esperado por nós, fãs. “Sempre amei você, mesmo de longe, sem te ter. Você me deu força para viver, e ser o que eu queria ser.”.

Clique na imagem

            O terceiro rap é Gohan e Videl, do anime “Dragon Ball” (clique aqui), cantado pelo T.C. Punters.  Nunca achei que encontraria um rap sobre personagens tão antigos, mas achei tão lindo, que cheguei a me emocionar. Eu, que era criança quando os conheci, shippei muito os dois. Foi pura felicidade quando as coisas realmente pareciam estar dando certo entre eles. Você... mudou o meu futuro! Me deu um novo rumo, alguém para amar. E eu juro...te amarei mais que tudo! Você é a pessoa que para sempre eu quero cuidar.”.


            O quarto rap é sobre a animação “Kimi no na wa” (clique aqui), com o título “Tão perto e tão longe”. Já tinha escutado alguns outros muito lindos, mas esse é tão gostoso de ouvir e muito lindo e profundo. “Viajar para longe, conhecer novas coisas, sem importar o porquê ou onde vou estar. Como encontrarei? É tudo tão incerto, por onde começarei? E pode estar tão longe. Pode me levar sem importar o porquê ou onde vai mudar. Eu te encontrei. Você é a pessoa por quem eu me apaixonei!”.


            O quinto rap é de “Toradora”, com o título “Não pedi para gostar de você”, cantado pelo T.C. Punters. Esse ficou tão lindo, que fiquei muito emocionada e me deu uma vontade louca de ver o anime para ontem. Eu não pedi para gostar tanto de você, mas o que sinto, eu tenho que confessar: me deu coragem pra poder dizer que, com você, eu enfim aprendi o que é amar!”.


            O sexto é o rap de “Koe no Katachi” (clique aqui), com o título “Perdão”. Esse anime é maravilhoso e esse rap me emocionou muito. “Tudo que eu fiz não se pode apagar. Um fardo que pra sempre vou ter que carregar. Mas você me ensinou que todos podem mudar. Por isso, estou aqui para meus erros consertar. Me perdoou e por mim quis se apaixonar. Por isso digo que pra sempre vou te amar!”.


            O sétimo rap é sobre Meliodas e Elizabeth, do anime “Nanatsu no taizai” (clique aqui), com o título “Memórias”, cantado pelo VMZ, versão acústica. É um dos mais novos. Até agora, não tinha gostado de nenhum rap desse dois. Esse foi o mais lindo e triste. Virou favorito, mas é muito triste. Se eu pudesse prever, eu te daria um abraço um pouco mais apertado, também. Pela última vez. Eu não estava preparado pro que estava destinado, talvez. Oh, meu Deus, por que que tem que ser assim? Traz ela aqui pra mim, eu não estava pronto pro fim.”.

Clique na imagem

            O oitavo rap é sobre Vegeta e Bulma, do anime “Dragon Ball” (clique aqui), cantado pelo Blacksagaro. Fiquei muito feliz quando achei. Eu amo esse casal, desde quando eu nem tinha tamanho de gente ainda. Gostei mais da parte do Vegeta, pois, da Bulma, achei a voz muito infantil, então não passou a emoção necessária. “Sim, eu já fui egoísta, o príncipe Vegeta. Confesso que eu tenho a mulher mais linda da minha vida.”.
            Esses são os escolhido, dessa vez. Espero que possa dar uma força para cada um rapper, para os incentivar a continuar fazendo esse tipo de música. Principalmente o T.C. Punters, que é quem mais faz esse tipo. Então, é isso. Espero que tenham curtido. Até a próxima.



0 comentário

Meus shippes perfeitos de doramas


        


        O dia dos namorados já passou, mas o mês ainda não acabou. Então, ainda estamos em fase de completo amor aqui, no Watashi no sekai. Por isso, ainda da tempo de falar de três casais de doramas maravilhosos, que são perfeitos. Tivemos uma postagem como essa em 2016 (clique aqui). Não deixe de ver, porque são casais que amo muito. Dessa vez, fiquei pensando quais seriam os escolhidos. Nesses últimos tempos, conheci vários casais muito lindos, mas sempre tem aquele que fica marcado em meu coração. Então, sem mais delongas, vamos lá.


            O primeiro casal é Yoo Si Jin e Kang Mo Yeon, do dorama “Descendants of the sun” (clique aqui). Esses dois causaram uma revolução incrível em meu coração. Para mim, tem sido o casal mais inesquecível dos últimos tempos. Apesar de todas dificuldades que eles tiveram que enfrentar até tomarem totalmente o coração um do outro, eles construíram tudo com os pés firmes no chão, de forma muito madura, o que me cativou ainda mais. Yoo Si Jin é capitão do exército, também conhecido como Big Boss entre seus subordinados. Enquanto Kang Mo Yeon é uma médica. Eles acabaram se conhecendo no hospital e desenvolvido uma atração instantânea, no entanto, acabou não dando certo, já que Mo Yeon entendia as dificuldades de amar um homem envolvido com o exército. Assim, eles seguiram suas vidas, mas o destino não queria que isso acabasse assim e ela o reencontrou mais uma vez, quando foi fazer trabalho humanitário onde ele estava instalado. Isso lhes deu mais uma oportunidade de fazer o amor acontecer.  Passaram muitas dificuldades, porque Mo Yeon, mesmo conhecendo seus sentimentos, não queria se segurar em um amor doloroso. Além passarem por muitos perigos juntos, situações de risco. Foi assim que ambos não puderam mais fugir do que sentiam um pelo outro. Por mais doloroso e difícil que fosse, amar e não poder viver isso era muito mais.


            O segundo casal são os perfeitos Bei Wei Wei e Xiao Nai, do dorama “Love 020” (clique aqui). Recentemente, os conheci e fiquei apaixonada. Em todo o tempo que assisto dorama, nunca vi casal mais compacto que esse. O perfeito poderia ser entediante, mas acabei achando lindo e confortável. Em meio há muitas situações que poderiam levar esse casal a se separar e se desentender, eles acabaram me surpreendendo com a confiança inabalável, tanto no relacionamento quanto neles mesmos. Gostei da forma que ambos apoiavam um ao outro e se amavam intensamente e puramente ao mesmo tempo. Gostei do fato de que, mesmo em meio à tempestade, eles eram capazes de entender a dor um do outro, sem dizer nenhuma palavra. Peguei-me várias vezes encantada com ambos, pensando o quão incrível é ter um relacionamento como esse.


            O terceiro casal é Lee Young Joon e Kim Mi So, do dorama “What's Wrong with Secretary Kim?” (clique aqui). Eles apareceram recentemente aqui. Sinceramente, não esperava, mas, para mim, eles são mais que perfeitos. Acho incrível como eles eram perfeitos um para outro, antes mesmo de desenvolverem sentimentos mútuos. Demorou para que o perfeito Young Joo conseguisse conquistar o coração de sua secretaria Kim. Porém, uma vez que isso aconteceu, eles se tornaram tão fofo juntos, que fazia o coração transbordar. O que eu mais gosto deles é como ambos entendiam um ao outro e nunca forçavam a barra para saber das coisas, antes que os próprios resolvessem falar sobre o assunto. Além de como ambos estavam dispostos a ceder suas vontades pelo bem um do outro, inclusive o próprio Young Joo, que sempre foi egoísta e pensava somente em si. Ele passou a fazer tantas coisas fofas para sua amada, se tornando cada dia um casal mais que adorável. Realmente, fiquei encantada com eles.
            Esses foram os três escolhidos desse ano. No ano que vem, teremos mais três.  Como pode ver, muitos são de postagens recentes, mas não é por isso que foram escolhidos. Foram escolhidos por realmente eu ter amado-os como casal e achado que têm um relacionamento, de fato, perfeito. Então, é isso.

0 comentário

Splash Splash Love (K-drama)



         Eu sempre amei doramas históricos, e esses que têm viagem no tempo sempre foram os meus favoritos. Por essa razão, fui até doce para assistir a esse dorama, contudo, acabei descobrindo que era um curta-metragem de apenas dois episódios. Mesmo assim, ele supriu minhas expectativas. É raro histórias que se desenvolvem de forma tão rápida serem satisfatórias. Posso dizer sem medo: essa foi muito satisfatória. Esse melodrama foi lançado em 2015. Assisti assim que foi disponibilizado, naquela época, mas só agora revi e a postagem finalmente saiu. A qualidade da produção é maravilhosa, assim como os efeitos especiais. O elenco também é muito bacana. Tem uns rostinhos novos e outros não tão novos, mas é a primeira vez que os vejo protagonizando.


            A história gira em torno de uma estudante do ensino médio que está para se formar e tem que passar para outro nível de sua vida. No entanto, tudo isso tem lhe trazido muito estresse, pois ela não tem confiança para passar no vestibular, já que realmente não se dá bem com matemática. Ela se encontra pressionada por todos os lados, como se sua vida dependesse de passar ou não. Não suportando mais, no dia do vestibular, sem coragem de entrar para fazer a prova, ela desejou que pudesse desaparecer. Se apenas pular nessa poça de água a levasse para outro lugar, quão bom isso poderia ser? Então, ela começou a escutar um barulho vindo dessa poça e, corajosamente, pulou nela. Assim, foi parar no período Joseon, em que o rei e seus súditos estavam fazendo uma invocação da chuva.  Ao chegar ali, passou por uma série de situações. Primeiro, acreditar na situação que se encontrava, depois de ser perseguida. Até que o Rei mesmo foi encontrá-la, pedindo para que o ajudasse a trazer a chuva. Se surgiu no meio desse ritual, deve ser porque é capaz de trazê-la. Depois de muita pressão, ela resolve aceitar a proposta. Apesar de ser confundida com um garoto, ela começa a trabalhar como um oráculo. O seu pouco conhecimento daquela época era muito. Então, pela primeira vez, se sentiu útil. Assim, achou que seria interessante viver ali, sem a pressão da sua era atual. E agora, ela conseguirá fazer chover? O que acontecerá, se descobrirem o seu verdadeiro gênero? 


            Jang Dan Bi é uma garota comum, sociável e esperta. No entanto, não é muito boa nos estudos, o que pode ser complicado, já que está para terminar a escola e, se não passar na faculdade, pode ter que viver de forma miserável, com um salário baixo. Isso se não acabar virando uma trabalhadora de meio período pelo resto da vida. Com sua mãe a pressionando diariamente, ela tem ficado cada dia mais sufocada e se sentindo cada vez mais inútil. Ter a oportunidade de sumir, mesmo que seja para uma era da qual ela não gostava, ainda era bom, porque assim ela poderia viver outra vida. Além de que, o seu conhecimento, mesmo que pouco, era muito mais do que todas aquelas pessoas estudiosas da era Joseon tinham. Isso lhe fez se sentir muito prestativa e necessária. Então, para que voltar para um lugar em que a sua existência era tão inútil? Vivendo ali, ela até se tornou uma amiga muito próxima do Rei, que confiava muito em seus conhecimentos. Porém, essa aproximação acabou virando amor. Contudo, ela era obviamente vista como homem. Além do mais, era o Rei. Qual a possibilidade de poder entrar no coração dele?


            Lee Do é o jovem Rei, muito bonito, esperto e arrogante. Por ser novo, ainda existem muitas coisas para se estudar e adquirir conhecimento. Ele já é casado com uma jovem que lhe foi arranjada, mas, aparentemente, eles nunca estiveram juntos como homem e mulher. O rei nem parece estar interessado, já que tem a evitado sempre que vem o visitar, mesmo que ela pareça interessada em ir além, na relação. Quando conheceu Jang Dan Bi, confundiu com um homem, por ela dizer que era um estudioso. Na sua época, somente homens são autorizados a ter conhecimento. Depois de ameaçá-la, eventualmente, acabou a tendo em sua equipe de estudiosos. Através dessa pessoa, aprenderam muitas coisas novas. Assim, Dan Bi se tornou seu professor particular e, eventualmente, se tornaram bons amigos, ao ponto de deixar todos com uma pulga atrás da orelha, de tão íntimos que estavam, inclusive a rainha. Mesmo a vendo como homem, ele passou a se sentir estranho em relação a ela. O que poderia ser isso?


            Esses sentimentos, que cresciam conforme conviviam, tornavam cada momento importante. Era difícil, para ambos, lidar com esses sentimentos. Principalmente para o Rei, que acreditava que Dan Bi era um homem. Assim como qualquer outro, passou a se afastar e a tratá-la com indiferença. Eles nem imaginavam que muitas coisas terríveis e marcantes estariam para acontecer na vida de ambos. Mesmo que os sentimentos de Dan Bi fossem correspondidos, o que adiantaria, se ela estava pronta para ir embora a qualquer momento, quando chovesse? Ambos sabiam que esse era o futuro. Estavam sofrendo de sua própria maneira. E agora, como esse amor se desenvolverá?
            É tão curto que, em um piscar de olhos, você termina. Então, sabe quando está querendo ver um dorama, mas não pode ser muito longo? Esse é o ideal, para você. Além de ser muito divertido e fofo. Indico!!!


Gênero:   Romance, Fantasia
Dorama:   2 episódios 
0 comentário

Boarding House of Hunks




          Por longos anos, eu tenho acompanhado esse manhwa (mangá coreano). Finalmente, ele chegou ao fim, pois estava muito ansiosa para saber como iria se desenvolver. Pela primeira vez, sinto que uma mangaka perdeu a oportunidade de finalizar uma história antes de cagar nela. Eu gosto de ver o desenvolvimento mais distante da vida dos personagens, mas, se for para o autor estragar, é melhor terminar tudo no primeiro arco.  Se ela tivesse feito isso, eu não estaria me sentindo tão furiosa, como me senti quando o terminei. Sabe aquela sensação de perda de tempo? Foi o que senti ao terminá-lo. Já vi finais ruins, mas esse foi simplesmente ofensivo para os fãs que o acompanhavam tão sagradamente. Não sei a data em que foi lançado, porque não achei, mas foi concluído com 17 volumes. Tem uma ilustração legal e você percebe, facilmente, que não é o estilo dos japoneses. Manhwa se lê da esquerda para a direita, o que pode ser bem confuso quando nos acostumamos a ler mangás japoneses da direta para a esquerda. O enredo é muito interessante. Como sempre, essa autora adora fazer personagens violentos.
            A história gira em torno de uma estudante do ensino médio encrenqueira que, após ter seu coração quebrado por ser rejeitada pelo seu melhor amigo, decide tomar qualquer medida para morar em uma pensão onde só garotos gostosos moram e, quem sabe, fisgar o coração de um deles. Mesmo que isso signifique ir a um encontro às cegas com o garoto mais idiota da escola. Ao conseguir atingir o seu objetivo e ir morar na pensão, fica encantada com os primeiros moradores que conhece, que são muito bonitos e simpáticos. No entanto, logo de cara, encontra o encrenqueiro, muito lindo, por sinal, filho do senhorio, que a repudia por ela ter usado seu amigo só para conseguir morar ali. Pior: por alguma razão, ele sabe do momento mais embaraçoso de sua vida, que foi quando ela foi rejeitada e, por estar bêbada demais, acaba desmaiando, depois de bater com a cabeça em um poste. Não há qualquer chance de trégua para eles. Enquanto eles passavam seu tempo se hostilizando, um dos garotos mais fofos da pensão acaba interessado nela, mas ela não faz ideia do que fazer. Mesmo não querendo, sua cabeça acabava cheia daquele garoto irritante e encrenqueiro, que fazia questão de infernizar sua vida todos os dias. No entanto, um dia, ele a protege de um gangster, e essa foi a primeira vez que ele foi gentil e a tratou como uma garota. Esse ato foi o suficiente para começar a vê-lo com outros olhos. E agora? Para que direção toda essa bagunça em sua cabeça e coração irá? Poderia ser que, atrás disso tudo, ele seja um garoto muito legal? Por que ele continua tomando sua mente, quando tem um garoto tão legal e bonito na rede?


            Shin Jae Yoo é uma garota de aparência comum, encrenqueira, amigável e barulhenta. Mesmo não sendo superforte, ela não é o tipo de garota que leva desaforo para casa. Dificilmente, foge de uma briga, mesmo que esteja tremendo de medo. Isso porque é muito orgulhosa para retroceder e deixar os outros verem seu lado frágil. Após levar um fora do seu melhor amigo, ela sofreu um pouco para se recuperar, mas depois voltaram a ser amigos normalmente. Vira e mexe, ela joga isso na cara dele, mesmo não sentindo nada pelo rapaz. Morar numa pensão cheia de garotos bonitos era a oportunidade que ela queria para arrumar um bom namorado, já que o padrão dela era alto. Contudo, não esperava que a regra lá dentro fosse rígida, ao ponto de proibir que eles tivessem um relacionamento entre si, o que fez as coisas ficarem um tanto complexas. Além de que, morar com eles traria dor de cabeça na escola, já que eles eram tão populares, e tinha muitas fãs. Como estavam praticamente sempre juntos, ela acabava sendo alvo dessas garotas, que não gostavam nem um pouco disso. Ter um garoto lindo e gentil gostando dela deveria ser algo muito bom, mas por que a mente dela ficava cheia daquele garoto que, apesar de ser bonito, era um grosseiro?


            Min Ji Hoo é um garoto muito lindo, inteligente, forte e orgulhoso. Apesar de sua popularidade, não confia muito em mulher, por ter sido enganado pela garota que amava. Por essa razão, nunca mais voltou a abrir o seu coração. Ji Hoo é um delinquente, líder da gangue adolescente da sua área. Está sempre em uma intriga com o líder de outra gangue, quem roubou sua namorada. Antes de conhecer de fato Shin Jae Yoo, ele havia presenciado-a em um momento vergonhoso, após ter sido rejeitada. Foi ele que a levou para o hospital. No entanto, após vê-la novamente, demorou um pouquinho para se recordar. Ele realmente não gostava dela, uma garota que usou seu amigo para estar ali, entre garotos bonitos, não pode ter um caráter que preste. Contudo, quanto mais implicavam um com outro, mais próximos se tornavam. Algo estranho aconteceu: ele se sentia muito irritado quando a via com o outro morador, que era o seu melhor amigo, Min Soo Bi. O rapaz não entendia o que era ou apenas não admitia o fato de que os seus sentimentos em relação a essa garota estranha tinham mudado.         


            Os sentimentos não são algo que possam ser controlados. Uma vez que se desenvolvem, não adianta lutar contra, pois eles vão, com certeza, transbordar a qualquer hora. Jae Yoo nunca imaginou que cairia de amor por alguém como Ji Hoo, no entanto, ela passou a vê-lo de outra forma, conforme ele fazia pequenos gestos de gentileza. Mais e mais, ela queria saber sobre ele e como poderia fazê-lo abrir seu coração para ela. Porém, uma vez que soube sobre o seu passado, sabia que não seria fácil. Obviamente, ela não era como a sua ex. Já Ji Hoo, continuou negando por um tempo o que sentia, até seu amigo perceber e o colocar na parede, dizendo que faria de tudo para conquistá-la e, se ele não conseguisse se acertar, era melhor sair de campo. Contudo, nem ele foi capaz de controlar o que sentia. Ele gostava dela, mas não era capaz de confiar. Jae Yoo, querendo evitar confrontos, às vezes não comentava sobre certos acontecimentos, o que poderia gerar um grande mal-entendido, caso alguém visse. Como era de se esperar, para eles ficarem juntos não foi algo fácil, pois ele não conseguia esquecer o fato de já ter sido traído. Jae Yoo acabava sendo ingênua e aberta demais. Para mim, os dois são irritantes: Ji Hoo por ser um ciumento sem salvação e a Jae Yoo por não medir as situações. Ambos são orgulhosos e ciumentos, mas Jae Yoo só é capaz de enxergar aquilo que está pertando  o pé dela. Diferentemente de Ji Hoo, que nunca faria algo que não gostaria que fizessem com ele. Ambos são uma grande dor de cabeça, desde que começaram um relacionamento. Não me faltou vontade de dar na cara deles, mas mais na dela.


            Min Soo Bi é um garoto lindo, meigo, atencioso e simpático. Ele também é forte, já que faz parte da gangue do amigo. O seu sonho é se tornar um ídolo pop, por isso, até mesmo participou de uma audição, na qual foi selecionado. Ele acaba interessando por Jae Yoo, por ela se fazer de forte e orgulhosa, mas, na verdade, ser uma garota frágil. Por várias vezes estar ao lado dela nesses momentos, acabou desenvolvendo sentimentos muito fortes por ela. Mesmo ele fazendo de tudo para conquistá-la e abrindo seu coração diversas vezes, a garota parecia só ter olhos para o seu amigo, que era 80 % hostil com ela. No começo, não queria desistir. Mesmo sabendo dos sentimentos de ambos, ele sabia que corria o risco de não dar certo, devido ao seu amigo não ter superado os acontecimentos anteriores. No entanto, depois, deu espaço para os dois, porque ambos eram importantes para ele. Se fosse para a felicidade deles, estava disposto a retroceder, por mais doloroso que fosse. Mesmo depois, ele continuou olhando por Jae Yoo, sempre pronto para ajudá-la e apoiá-la. É um cara incrível.
            Esse mangá tem alguns outros personagens. Até poderia falar deles, mas como me irritou, prefiro encerrar por aqui. A história até que é interessante, mas, por ter um final fracassado, eu não indico. Se quiserem ver, fiquem à vontade.


Gênero:      Shoujo, romance, Comedia, vida escolar,
Autor:   Hwang Mi Ri
Mangá:    17 volume

0 comentário

Recorder and Randsell




            Há muito tempo, assisti a esse anime. Por ter um teor diferencial, achei que seria interessante, e foi divertido, engraçado e fofo. O mangá foi lançado em 2007 e até hoje se encontra em andamento. Não sei como é ilustração e nem como corre a história, porque não encontrei para ler. Foi um alívio não achar, pois acho que eu demoraria para conseguir ler. As primeiras adaptações do anime saíram em 2012, com a primeira temporada com o subtítulo “Do” e a segunda temporada “Re”. Tem uma produção bacana. Ele é de curta duração, então, em um piscar de olhos você já terminou de assistir. Em 2017, saiu a terceira temporada, com o subtítulo “Mi”, no entanto, ela foi produzida por outra produtora, o que faz nos ver claramente as diferenças, até na ilustração, que segundo quem fez foi o máximo fiel ao mangá. Não gostei, porque, querendo ou não, sentimos a diferença. Gosto de começar algo e ir até o fim com o mesmo padrão. Dá um choque quando muda, mas não ficou ruim.


            A história gira em torno da vida de dois irmãos peculiares. Um garoto do primário, que tem aparência e tamanho de um adulto, e uma garota do ensino médio, que tem aparência e tamanho de uma criança do primário. Cada um tem que lidar com situações controversas em seu dia a dia, devido à essa situação genética. O pobre coitado menino sempre é confundido e, assim, levado sob custódia pela polícia, que acha que ele é algum maníaco louco que fica assediando as crianças do primário. Na escola, a professora tem tido dificuldade para enxergá-lo como apenas uma de suas crianças. Contudo, ele brinca e vive como uma criança normal, como qualquer outra. Quanto à adolescente, sempre é confundida com aluna do primário. Assim, vira alvo de fofocas pelos corredores da escola, além de ser assediada pelo lolicon constantemente. Desse modo, vocês acompanharão os altos e baixos da vida desses dois irmãos.


            Atsushi Miyagawa, apesar de sua aparência de adulto, muito atraente, por sinal, é uma completa criança por dentro. Infantil como qualquer criança de sua idade. Se torna um pouco cômico por causa de seu físico, mas, ao mesmo tempo, chega a ser bem fofo.  Muitas pessoas se confundem, como mulheres mais velhas, que se atraem por ele, achando que é um adulto. Outras pessoas acham que ele é um maníaco, por andar usando a mochila do primário, ou por vê-lo conversando com uma coleguinha da escola. Com isso, sempre é levado pela polícia, no fim das contas. Essa criança vai crescer traumatizada de tanto ser tratada como bandido. Mesmo assim, ele continua sendo uma criança adorável, simpática, alegre e amável. Tem uma queda pela sua colega de sala, com quem está em um relacionamento. É por causa dela que ele vai preso. Atsushi se dá muito bem com seus colegas e com sua família.


            Atsumi Miyagawa é uma adolescente. Mesmo que seu corpo e altura sejam totalmente de uma criancinha, é uma garota inteligente, séria e madura. Como seus pais estão trabalhando, ela cuida do irmão mais novo e se preocupa muito, porque sabe como o mundo só olha a aparência e esquece de olhar o restante, para tirar conclusões. Ela está constantemente irritada por ter que explicar que não é do primário ou do fundamental. Na escola, ela tem uma amiga, que simplesmente a mima de todas formas possíveis, mesmo ela não gostando de ser tratada como criança. Ela simplesmente desistiu de resistir ao modo dela de ser. Mais tarde, um garoto da escola, que tem mania de lolicon, começa a prossegui-la.


            Sayo Takahashi é uma estudante do ensino médio muito bonita. É a melhor amiga de Atsumi. É uma garota energética e divertida. Adora sua amiga como se fosse sua irmãzinha, que sempre desejou ter, então, adora ficar grudada nela e mimá-la. Um dia, ela conhece Atsushi, por acaso, e acaba se apaixonando por ele. Acontecem diversos mal-entendidos, em que ela acreditava que o rapaz era vizinho da sua amiga. Assim, ela vai se apaixonando, no entanto, seu mundo cai, quando ela descobre que ele é só uma criança do primário. Mesmo tentando se livrar de seus sentimentos, não consegue. Então, se sente culpada por gostar de alguém tão novo.


            Futami Moriyama é a professora do primário, que dá aula para Atsushi. Uma mulher que ama o que faz e foi dar aula para primário para não ter que lidar com homens. Contudo, ela teve a infelicidade de ter um aluno na condição de Atsushi, o que tem sido difícil para ela, por realmente não saber como lidar com homens. Além disso, ela tem ido todas as vezes à delegacia para livrá-lo de ser preso, levando todas as coisas que provam que ele é apenas uma criança. É o aluno que lhe causa mais dificuldades. Já pensou em desistir várias vezes, mas, aos poucos, tem se acostumado.


            Hina Soejima é do primário. Estuda na mesma classe que Atsushi, com quem tem um relacionamento. É uma garota fofa, animada e atenciosa. Mesmo ele tendo uma aparência madura, não se importa. Na verdade, ele é muito popular entre as garotas do primário. Hina está aborrecida e preocupada com as coisas que vem acontecendo. Eles não podem passar um momento juntos que sempre levam Atsushi para a loja dela. A pobre garota não entende o porquê disso acontecer.
            Esse anime é bem engraçado, mas também é bem interessante. Vocês conseguem assistí-lo muito rápido, pois é um curta-metragem. Então, quando tiverem um tempo, se joguem, porque darão muitas risadas.



Gênero:   Comedia , slice of life 
Autor: Meme Higashiya
Mangá:  12 Volume 
Anime:  3 temporadas = 38 episódios 
0 comentário

Photoshoot: Qiu Tong E Sun Jing – Tamen de Gushi




     Nesse mês, tivemos muito photoshoots que foram puro amor aqui no blog. Essa maratona ainda não acabou. Dessa vez, quero compartilhar o ensaio do meu primeiro projeto de cosplay de mangá, que também é o meu primeiro parzinho yuri (clique aqui). O mangá “Tamen de Gushi” é um dos meus yuris favoritos. Já falei um pouquinho desse mangá nas indicações (clique aqui). Desde que vi o cosplay de “Tamen de Gushi”, fiquei muito encantada e nasceu uma vontade louca de fazer. No entanto, não tinha nenhuma amiga que parecia se interessar. Foi aí que conheci a Tab, que havia dito que era um de seus projetos. Fiquei animada, mas, obviamente, não tinha muita intimidade para me entrosar. Então, só disse que já tinha pensando em fazer. Um dia, ela me convidou oficialmente para ser a Qiu Tong dela. É claro que nem hesitei e que fiquei muito feliz.
            Eu amo muito a Qiu Tong, pois ela é um amorzinho. Acho que nossa aparência se encaixa perfeitamente e seu jeito fofo de ser também tem muito de mim, por isso, foi muito fácil interpretá-la. A Tab faz a Sun Jing. Eu sei o quanto ela ama essa personagem, por isso se dedica ao máximo para encarná-la em nível máximo. A minha Sun Jing é maravilhosa. Esse é o nosso primeiro projeto juntas e está sendo muito divertido trabalhar nele. Em breve, não seremos só uma dupla, mas um grupo. Então, aguarde que logo o terceiro integrante chegará.
            A fotógrafa foi, mais uma vez, a Kohana, que sempre tira fotos maravilhosas. Assim como nós, ela também estava ansiosa para esse photoshoot, por isso nos ajudou muito.  O local foi mais uma vez a UFMT, que, como sempre, acaba sendo o melhor local, afinal, lá dentro há um mundo bem extenso. Então, vamos às fotografias.

















            Espero que vocês tenham curtido. Foi muito divertido fazer esse cosplay. Eu realmente amo tudo na Qiu Tong e amei essa nova experiência. Aguardem que essas duas não acabam por aqui. Ainda tem mais, em um futuro bem próximo. Principalmente as tirinhas. Agradeço muito à Tab, por me convidar a entrar nesse projeto muito amorzinho. Também à Kohana, por se dispor a ajudar-nos com as fotos. E a todos vocês, leitores. Espero vocês aqui, na próxima.

1 comentário

The Girl Who sees smells (K-drama)




         Lembro, como se fosse hoje, quando fui assistir a esse dorama, porque o ator que gosto ressurgiu das cinzas, depois de tempos sem fazer qualquer dorama. Acreditava seriamente que era um dorama de comédia, mas acabou me surpreendendo muito.  Mesmo parecendo inofensivo, ele contém ação, mistério, suspense e assassinatos. O que é mais louco ainda é que eu nem imaginava, no começo, quem era de fato o serial killer. Adoraria falar sobre isso em detalhes, mas acabaria com a graça. Então, assistam e me falem depois. Ele foi lançado em 2015. Tem uma ótima produção e um elenco muito bacana. Ele nos faz pensar muito sobre alguém que parece ser bom é, de fato, uma boa pessoa. Mantenha seus olhos abertos e seus ouvidos atentos.


            A história envolve duas vidas distintas que tiveram suas vidas traçadas através de uma terrível fatalidade. Uma delas é uma mulher que, quando estava no ensino médio, acabou surpreendendo o assassino que havia acabado de matar seus pais em sua casa. Ao fugir, acaba atropelada por um carro. Depois de ficar em coma por um longo tempo, acorda sem lembrar de nada. No entanto, houve uma mudança estranha em seu corpo: seu olho esquerdo mudou de cor e ela passou a ver coisas estranhas. Mais tarde, passou a entender que conseguia ver o cheiro e seus formatos. Sem saber de nada do seu passado, agora, ela vive uma vida modesta e sonha em ser uma comediante famosa. Ela tem lutado para alcançar esse sonho, porém, ela precisa de um parceiro para passar em alguns testes.
            A outra pessoa é um homem que, na mesma época, sofreu a perda de sua irmãzinha mais nova, que foi assassinada dentro de um hospital. Assim, ele perdeu seu chão e o sentido para viver. Esse trauma foi tão grande, que o fez perder alguns de seus sentidos do corpo. Agora, apenas sobrevive. Ele está decidido a encontrar o assassino de sua irmã e, para isso, se tornou um policial. Desde então, tem trabalhado dia após dia para o encontrar, mas até agora não existe nada concreto. Num dia como qualquer outro, enquanto perseguia um ladrão, é atingido por um carro que estava dando ré. A mulher que estava no carro era nada menos do que a que via cheiros. Ao tentar ajudá-lo e ver se não havia se machucado, acaba sendo envolvida na perseguição, quando ele pega o seu carro para ir atrás do bandido. Se sentido culpada por ter o atrapalhado, o ajuda a encontrar, seguindo o cheiro do homem. Após concluírem o caso, o homem fica curioso para entender como ela o encontrou. Depois de algumas pressões e uma ideia em mente, a moça resolve lhe contar a verdade sobre o seu dom. Diz que o ajudará em qualquer caso que precise, desde que ele se torne seu parceiro comediante. E agora? Ele aceitará a proposta dessa pessoa que mal conhece? Ela conseguirá alcançar o seu sonho? Como esse encontro mudará a vida deles?


            Choi Um Gak é um homem inteligente e esperto. Desde que perdeu sua irmã mais nova, Choi Eun Seol, tudo perdeu sentido. Depois de quase morrer em seu trabalho, ele acaba perdendo alguns sentidos do seu corpo, não sendo capaz de sentir dor, sabor ou se saciar. Por essa razão, se transformou em um glutão. Antes, trabalhava em um aquário, que era a sua paixão, mas, devido a não conseguir aceitar, esquecer ou sequer entender o que aconteceu com sua irmã, ele decidiu virar policial. Porém havia muitas coisas a serem feitas para conseguir alcançar o departamento de investigação. Assim, ele fazia a investigação por conta própria.  Quando conheceu Oh Cho Rim e sua habilidade especial, viu a chance de alcançar, pelo menos, a posição de investigador. Se ele conseguisse realizar alguns casos à parte, poderia ser reconhecido e subido de posição. Então, não via problemas em servir como comediante. Apesar de não sentir prazer na vida, não era problema algum, para ele, interpretar alguém engraçado. Então, ele acabou se envolvendo profundamente com essa garota, que surgiu do nada, mas poderia mudar a sua vida.


            Oh Cho Rim é uma garota esforçada, determinada e energética. Não sei de onde seu sonho de ser comediante surgiu, mas é bem óbvio o quanto ela ama isso, afinal, atura todos os tipos de humilhação no lugar onde tem tentado uma chance para alcançar seu objetivo. Quando acordou do coma, há alguns anos, não lembrava de nada. Tudo foi assustador: um pai de quem ela não se lembrava e uma habilidade confusa. Ainda era vista como monstro, pelos outros, pelo simples fato de ter um olho de outra cor. Foi difícil. Cho Rim teve que começar do zero, mas, com seu jeito espontâneo e esforçado, não foi tão difícil. Mal ela sabia como havia passado por puro terror e que seu nome era Choi Eun Seol. Mais que isso, era uma testemunha de muita importância de um serial killer. Não sabendo nada, ela vive tranquilamente, olhando sempre para frente. Quando conheceu o policial Choi Um Gak, não fazia ideia de que esse encontro iria levá-la a se envolver com tudo aquilo que havia esquecido. Ingenuamente, passou a ajudá-lo, vendo todos os tipos terríveis de situações. Algo nisso a incomodava, apesar de não entender o que ou por quê. Mesmo depois do oficial decidir afastá-la dessas investigações, por ver que era perigoso demais, a garota ficava incomoda, por não poder ajudá-lo, principalmente depois de ouvir a história do passado turbulento dele.


(Atenção: spoiler!!!)
            Era uma dupla um tanto cômica, uma comediante e um policial. Por incrível que pareça, realmente estava dando muito certo, essa aliança. Ela estava para alcançar seu sonho, enquanto ele havia conseguido entrar exatamente na equipe de investigação que desejara por um longo tempo. Em meio a esse envolvimento, em que também aconteceram mal-entendidos, sem perceber, ambos haviam desenvolvido sentimentos um pelo outro. Contudo, a tempestade estava para vir de forma muito mais feroz e dolorosa na vida dos dois, que nem imaginavam que as suas vidas estavam conectadas com o terror daquele dia. Esse encontro, muito provavelmente, não era por acaso. Então, Um Gak foi o primeiro descobrir a verdade sobre aquele dia em que sua irmã foi morta, por ter o nome da testemunha, que no caso era Oh Cho Rim.  Foi difícil, no começo, mas ele logo colocou seus sentimentos no lugar e decidiu proteger essa pessoa, que amava tanto. No entanto, mais tarde, quando Cho Rim acaba descobrindo a verdade, não consegue lidar com isso. Por saber que alguém morreu em seu lugar e, mais que isso, era a irmãzinha amada da pessoa que agora era sua pessoa mais importante, não conseguia se perdoar, afinal, acreditava que, se continuasse ao lado dele, Um Gak nunca conseguiria esquecer do que aconteceu e só traria infelicidade para ele. Assim, a relação deles fica abalada.


            Kwon Jae Hee é um homem bonito, metrossexual, inteligente, perfeccionista e simpático. É um chefe de cozinha famoso, que tem um restaurante. Sua namorada, que era uma modelo, havia sido sequestrada, provavelmente, pelo serial killer do código de barras. Foi por causa disso que, de alguma forma, ele conheceu o Oficial Choi Um Gak e, mais tarde, a Oh Cho Rim, com quem se deu muito bem, até chegou a contratá-la para trabalhar de meio período em seu restaurante. Mais tarde, sua namorada apareceu morta, o que revelou que, realmente, ela teria sido levada pelo serial killer do código de barras.           Jae Hee parecia muito abalado. De alguma forma, ele passou a ter uma certa confiança na Cho Rim, revelando que tinha uma doença chamada “Prosopagnosia” (cegueira para feições), que o torna incapaz de reconhecer as pessoas pela feição. Por isso, muitas vezes, ele acaba ignorando as pessoas, até reconhecê-las pela voz, caso estiver acostumado. Então, pede para ela ajudar, quando alguém chegar próximo. No decorrer da história, algumas suspeitas sobre ele são levantadas, no entanto, não havia nada para que pudesse abrir uma investigação mais profunda. Ele realmente intrigava o oficial Choe e a Tenente Yeom Mi.


            Tenente Yeom Mi é a líder da investigação do serial killer do código de barras, uma mulher muito linda, madura, perspicaz e séria. O seu pai investigava esse caso e morreu tentando desvendá-lo. Desde então, ela se apegou a ideia de solucionar isso de uma vez por todas. Ela recrutou o oficial Choi, uma vez que notou que era competente e tinha interesse profundo em capturar o culpado tanto quanto ela. Quando ela viu Cho Rim pela primeira vez, sentiu como já tivesse visto antes, até olhou a foto da adolescente Choi Eun Seol, que havia sido declarada morta, mas que era a única testemunha daquele incidente de muito anos atrás. Um tempo mais tarde, ao fazer retrato falado de uma mulher que a Cho Rim havia sonhado, descobriu que, de fato, ela era a testemunha, a única que viu o rosto do serial killer. No entanto, ela não lembra de nada, então, não havia utilidade para o caso. Assim, decidiu afastar ambos do caso o máximo possível. Yeom Mi desconfia muito do chefe de cozinha, Kwon Jae Hee, cuja personalidade se encaixa em alguns aspectos no perfil que traçaram do serial killer. No entanto, é apenas instinto, não há nada que pudesse realmente iniciar uma investigação sobre ele. Contudo, existe alguém ainda mais suspeito, o doutor Chun Baek Gyeong.


            Chun Baek Gyeong é um médico que trabalha em uma clínica, no prédio do restaurante de Kwon Jae Hee. É um homem bonito, expressivo e atento. Quando viu Oh Cho Rim, sentiu como se já tivesse a conhecido antes, mas, só depois de tratá-la de uma torção no braço, realmente descobriu quem ela era atrás do raio X. Então, a partir dalí, passou a observá-la, segui-la e ficar muito nervoso na presença dela, que se tornava mais frequente conforme ela também ficava mais próxima do seu amigo, Jae Hee. Baek Gyeong é uma pessoa aparentemente normal, mas tem seu emocional instável. É muito próximo a Jae Hee, sempre o ajudando ou fazendo refeições juntos. Parece muito que ambos sabem tudo um do outro. A pergunta que não quer calar é: por que ele fica tão nervoso quando se trata de Cho Rim? O que ele sabe sobre ela? De que forma estão envolvidos? Por que a polícia está de olho em suas ações?
            Esse dorama é cheio de quebra-cabeças, mas nada fica oculto por muito tempo.  Aquilo que parece ser, às vezes, não é. E, às vezes, aquilo que parece não ser, é. Porém, a verdade é que vocês vão ter muitos ataques cardíacos. Vão querer devorar, para saber onde isso tudo vai dar. Esse é o tipo de dorama que é bom assistir uma vez, porque, uma vez que você já sabe de tudo, não há tanta graça, por não ter o mesmo impacto de antes. Assistam, é muito bom. Vão acontecer coisas que vão lhes deixar de boca aberta. INDICO!!!!



Gênero:   Romance, comedia, suspense, fantasia
Dorama:   16 episódios 
0 comentário