Psycho-pass

         

           Esse anime de suspense e crime é realmente muito bom e complexo. Eu fiquei um pouco confusa enquanto assistia, porque abrange uma visão de mundo totalmente nova e os personagens também me deixavam confusa, então, até agora, não tenho certeza se entendi a personalidade de alguns. Entretanto, gostei muito e queria muito mais. A qualidade desses anime é maravilhosa. Achei uma pena que o personagem, que tenho certeza que a maioria que assiste esse anime se apaixona, só participa mesmo da primeira temporada, mas ainda bem. Mesmo que não seja como esperávamos, ao menos conseguimos vê-lo no filme, então, não se desesperem. Esse anime tem mangás, são 6 volumes. Diferentemente dos animes que a gente vê, que são baseados no mangá, esse é diferente: o mangá que é baseado no anime. Não li, pois não achei muitos capítulos disponíveis, por isso não faço ideia se é bom. Tem também a light novel.


            A história envolve um mundo futuro em que a sociedade japonesa é basicamente controlada por uma alta tecnologia, chamada Sibyl System. Pela cidade, existem sensores públicos que são onipresentes e analisam o tempo todo o estado mental dos cidadãos. Esses dados coletados servem para analisar a personalidade e a mentalidade do indivíduo e verificar se existe uma probabilidade dele cometer algum crime, essa qualificação é referida como Psycho-pass.  Uma vez que uma classificação é excessiva, as autoridades são alertadas e os oficiais da segurança pública vão atrás do alvo, usando armas chamadas de dominadores. Trata-se de uma pistola de energia que é capaz de julgar o indivíduo de acordo com a resposta do Psycho-pass do alvo.  
            Uma jovem está começando o seu primeiro dia de trabalho como inspetora da primeira divisão de investigação criminal da secretaria de segurança púbica. Está prestes a conhecer um mundo bem diferente da paz que ela acreditava viver como cidadã, uma vez que está em uma área em que tem que combater o crime que é encoberto para os cidadãos comuns. Junto de  seu veterano inspetor e de alguns executores, ela começa a sua jornada de caçar esses criminosos, cada vez mais perto de entender que, apesar desse sistema ter seus lados bons, ainda pode ser falho algumas vezes.


            Akane Tsunemori  é uma jovem inspetora da polícia. Muito ingênua, ela chegou a ser o que é hoje por causa de suas altas notas, por esse motivo, ela está confiante de que está pronta para o trabalho, isso na teoria. Entretanto, quando começou a trabalhar, na realidade, ela se viu em dificuldades por vários motivos. No começo, ela me irritava, pois para uma pessoa como ela entrar em departamento como esse, estava esperando que ela fosse "pulso firme". Entretanto, embora ela parecesse fraca no começo, ela passou a amadurecer e entender mais o seu trabalho, o que a transformou em uma garota incrível. O que tem de mais incrível nessa personagem é que ela tem um Psycho-pass quase que inabalável. Enquanto ela viu seus companheiros inspetores se transformarem em criminosos latentes, ela foi a única que, não importando o que passasse, permaneceu firme em controlar e manter seu Psycho-pass limpo.


            Shinya Kogami  é um executor, ou seja, um criminoso latente que foi convocado por causa de suas habilidades para ajudar os inspetores em troca de algumas regalias. Kogami já tinha sido inspetor no passado e virou um criminoso após experiências "difíceis de superar".  Eu sou bem suspeita para falar, mas o acho maravilhoso e lindo de morrer.  Acredito que o Kogami foi o cara que fez a Akane superar muitas coisas e ela ser resistente hoje é um tanto por causa do apoio e incentivo dele. Na verdade, ela passou  a ter admiração e respeito por ele, então, por isso, Akane é alguém aberta, hoje, para entender e até mesmo às vezes confiar em seus executores. Claro que nunca baixando a guarda, afinal, são criminosos e  nunca se sabe. E sim, foi ele que ensinou isso a ela também. Kogami tem um objetivo, que é ir atrás do homem que matou um amigo e é o que o fez está onde está hoje. Será que preciso dizer que shippo ele com a Akane??? Quase morri quando eles se encontraram no filme em outro país, uma pena não ter nada de romance nesse anime.


            Nobuchika Ginoza é um inspetor bem rigoroso, principalmente com os  executores. Vive repreendendo Akane por causa da forma ingênua dela lidar com os executores e da por ela idealiza seu trabalho de sua própria forma. Entretanto, mas para a frente, a forma dela trabalhar começou  a ser gotinhas de esperança para ele de que as coisas poderiam ser melhor a partir do ponto de vista dela. Só que, infelizmente, muitas coisas aconteceram e ele não conseguiu conservar seu Psycho-pass limpo. Virou um criminoso latente no final da primeira temporada. E, para não parar seu trabalho, resolveu virar um executor.

            Tomomi Masaoka  é um executor, mas nem sempre foi assim. No passado, ele era um detetive. Ele é o mais velho de todos e, no primeiro dia de trabalho de Akane, ele, junto de Kogami, fizeram parte da equipe dela. Senhor Tomomi ajudou muito também no crescimento de Akane e estava sempre pronto para protegê-la e tentando evitar que ela exceda os limites, pondo sua própria vida em risco. Quase no fim da primeira temporada, descobrimos que ele é pai do inspetor Nobuchika Ginoza.


            Shuusei Kagari  é um dos mais jovens executores. Ele se tornou criminoso latente ainda em sua infância. É um jovem bem alegre, que deu uma lição de moral na Akane quando ela disse que havia virado inspetora por virar. Ele ficou um pouco irritado com ela, mas as suas palavras ajudaram para formar uma nova inspetora confiante, que gostava do que fazia. Eu gostava bastante dele, pois em meio a várias pessoas sérias, ele estava sempre sorrindo, mas acho que ele era um pouco medroso às vezes.


            Yayoi Kunizuka é uma executora. Uma ex-musicista que acabou se relacionando com uma vocalista e, por causa dela, acabou virando uma criminosa latente. Ela está sempre quieta e na dela, não é uma pessoa que sorrir muito, só que, mais para a frente, vemos que ela  pode ser bem gentil e calorosa. Também tem um caso com uma das analistas de sistema que ajuda nas investigações.



“Todo mundo está sozinho. Todo mundo está vazio. As pessoas não precisam mais de outras pessoas. Você sempre pode encontrar um substituto para qualquer talento. Qualquer relacionamento pode ser substituído. Esse é o mundo do qual eu fiquei cansado ... E ainda assim, por algum motivo ... Eu nem consigo imaginar alguém além de você para me matar ... Diga, o que você acha, Kogami? Depois de tudo isso, você poderá encontrar um substituto para mim?”
            Shogo Makishima é o suposto vilão que a Sibyl não é capaz de julgar, pois mesmo ele sendo um homem que comete crimes hediondos, seu Psycho-pass permanece limpo. O seu objetivo é libertar a sociedade japonesa da Sibyl System, pois ele acredita que os cidadãos estão virando pessoas incapazes de pensar por si mesmos por causa dessa tecnologia que controla tudo. Olhando por esse ponto, você pode até pensar que ele é um cara bom e que ele tem razão. Talvez isso te deixe um pouco confuso sobre ele, eu ainda estou. Entretanto, Shogo é um homem completamente apaixonado por crueldade, atraído pelos piores espectros da natureza humana. Não se incomoda em testemunhar ou causar sofrimento a qualquer ser vivente, na verdade, ele sente prazer diante de tudo isso. Por isso, ele está sempre atraindo o pior das pessoas, trabalhando na mente e no coração delas e induzindo-as a não ter medo de por para fora. Ele trabalha para destruir o sistema, para ver o circo pegando o fogo, é isso que penso faz horas. Ia esquecendo de dizer, mas ele é muito lindo e tem uma aparência tão calma, que nem parece ser esse tipo de pessoa, o que torna tudo mais assustador.


            Kirito Kamui é o suposto vilão da segunda temporada que a Sibyl não é capaz de detecta-lo. É quase como se ele fosse invisível. O motivo disso irão saber quando assistirem, entretanto, o fato dele ser um fantasma na sociedade o incomoda muito. Ele é uma pessoa estudiosa, que acabou aprendo muitas coisas, e tem um apego em fazer as pessoas que têm o  Psycho-pass preto serem limpas, o que não significa que mudou  o fato delas serem, de fato, criminosas. Então, ele age como completo pastor, pregando por aí seu ideal sobre limpar o Psycho-pass alheio, tendo muitos seguidores que continuam praticando crimes, mas não são detectados por ter seus Psycho-pass limpos. Na minha visão, ele faz isso para chamar a atenção da Sibyl. Acho que ele tem a aparência tão calma, no final, é só um pobre coitado que queria ser reconhecido. Isso é o que penso, mas sei lá.

            Esse anime é bem extenso. Ainda me pego pensando se irei realmente conseguir compreender os personagens. Tiveram outros personagens novos na segunda temporada, mas por esses serem os que mais marcaram, resolvi falar deles.  Eu amei o filme, então assistam. Eu superindico esse anime. Quem gosta desse tipo, vai amar com certeza. Infelizmente, não tem romance, nem um pequena pitada. Só o meu desejo mesmo de juntar duas pessoas que fica.  E aí? Já assistiram? O que acharam?


Gênero:   Suspense, Cyberounk, Sci-fi, Distopia
Roterista: Gen Urobuchi

Mangá:   6 Volumes

Anime:   2 Temporadas , 43 episódios

Filme:  1 
Light novel:  2 volumes

0 comentário

Postar um comentário