Shingeki no Kyojin (J-live-action)


            Se eu fosse resumir em uma palavra esse live-action, seria “porcaria”. Eu já assisti muitos ruins, mas esse ganha prêmio. Eles mudaram muitas coisas e obviamente excluíram personagens ou fizeram fusão de vários em um só. É claro que isso não é o motivo dele ser ruim, mas não curti como correu a história e não gostei da produção. Foi o filme mais difícil de assistir da minha vida. Sabe aquele que você não vê a hora de acabar logo? Não peço para que façam live-action idêntico ao anime, mas pelo menos nos surpreenda com uma qualidade que não nos dê uma baita decepção. "Shingeki no Kyojin" tem um enredo maravilhoso que deve ser explorado do modo mais perfeito possível.
            A muralha parecia bem feita, os titãs quase convenceram (quase) que eram de fato reais, só que a formação dos personagens estava uma lástima. Só teve uma que me fez ver realmente a personagem nela, que foi a que fez a Hanji. Embora ela fosse mais atrapalhada do que o normal da Hanji, interpretou muito bem e me fez realmente ver  que a personagem estava lá mesmo. Agora, os outros, prefiro nem falar, pois me senti decepcionada, do fundo do meu coração, de como esse live fez uma história tão boa parecer tão ruim.
créditos na foto
            A história corre de forma bem diferente, embora o teor seja o mesmo. Quem quiser saber mais, leia a postagem da obra original clicado aqui. Os personagens principais não são crianças quando a muralha é destruída depois de 100 anos, acredito que sejam jovens entre 18 e 20 anos. Durante o ataque dos titãs, Eren corre junto de Mikasa para algum lugar seguro e Armin vai ver se sua família está bem. Em pleno ataque dos seres mais fortes, que levaram quase a extinção do planeta, eles tentam se esconder dentro de uma igreja (sim, eu disse dentro de uma igreja. Será que alguém pode imaginar minha cara de tacho diante disso???), onde, na entrada, Mikasa acaba sendo separada de Eren enquanto protegia um bebê que foi largado no chão.


            Então, enquanto ele tentava convencer de abrirem a porta novamente, ele avista um titã que se aproxima dela. Assustado, não consegue olhar o que aconteceu. Ao sair e ver que não tem nem rastro dela, ele jura matar todos os titãs. Devo dizer que o Eren 2D do anime é mais convincente do que esse Eren 3D.  Alguns anos se passam, ele e Armin estão no exército, ingressam na Divisão de Reconhecimento e saem para sua primeira expedição. Acabam encontrando Mikasa com vida, junto de um capitão muito famoso na Divisão. As perguntas a serem feitas sobre isso são: como Mikasa sobreviveu? Eren conseguirá mesmo matar todos os titãs ou é apenas conversa furada de um moleque que não tem forças nem para proteger a garota que gosta?


            Eren é o mesmo sonhador, vive sendo demitido de seus empregos, é órfão e, até onde entendi, vive sozinho. A personalidade é a mesma da obra original ou pelo menos o que eles querem que entendamos. Só que eu acho esse Eren muito chato, não sei por quê ele me irrita. Acho que talvez seja a forma do ator interpretá-lo que não tenha me agradado. Faltou eu conseguir sentir nele aquela determinação maravilhosa que ele mostra no anime. A única coisa boa nele é que ele parece ter sentimentos por Mikasa. Para mim, que shippo muito, gostei pelo menos disso.


            Mikasa é uma garota comum. Meu Senhor, como assim a mulher mais forte da humanidade passou a ser uma garota comum? Ela trabalha em um lugar, até onde eu entendi, que tinge tecido. Ela parece ser bem frágil, agora que precisa ser protegida. Depois de ter sido devorada por um titã, ela foi salva por um homem. Sim, ela foi devorada. O titã mordeu um pedaço da costela dela. Como ela sobreviveu a isso em tempos como aquele, poderia dizer que foi um milagre de Deus, mas nem sei se eles acreditam em Deus. Certo, falando sério: depois disso, passou um tempo com esse homem com o qual ela tem uma relação e ficou muito habilidosa. Ela parece estar ressentida com Eren, por não ter salvado-a, ou seja, ela o culpa. Diferentemente da Mikasa que está disposta a qualquer coisa para proteger e ficar do lado de Eren, essa Mikasa  não se sente assim.


            Armin não mudou muito. Continua sendo inteligente, o que mudou foi que ele era o único que tinha uma família, sendo que na obra original ele só tem seu avô. Ele trabalha no negócio de seus pais, mas seu sonho é trabalhar com suas próprias invenções. Uma coisa bem legal que acontece nessa história é que Armin e Sasha mostram ter um lance entre os dois. Parece que ambos se gostam e estão sempre bem juntos. Sasha não mudou nada também, a não ser pelo fato de gostar do Armin, o que foi bem interessante. Nunca passou em minha mente ver esse dois juntos.


            Hanji é a doida de pedra de sempre. Foi a melhor de todas. Ela era a única que me fazia me empolgar. A única coisa que posso dizer que é diferente é que ela excede um pouco o quanto é atrapalhada. Olha, a atriz que a fez precisa de um prêmio, porque é a única que fez uma atuação tão bem feita.


            Jean também estava lá, com a mesma personalidade. Só que, a forma que imagino Jean é muito diferente do ator que o interpretou, então foi como “quem é você?” Ele continua implicando com o Eren, até mesmo brigaram feio algumas vezes.


            Capitão Shikishima é para, praticamente, representar o Capitão Levi, mas por quê não mantiveram o nome? Acredito que é por causa da fusão que eles fizeram,  porque além dele ser inspirado no homem mais forte da humanidade, fizeram fusão dele com mais dois personagens: um que vocês conhecem muito bem, Reiner, e outro que só quem está avançado no mangá conhece. Ele diz ser irmão de Eren, conta que a culpa  disso tudo é do pai deles que, com seus experimentos, criaram esses terríveis monstros. Shikishima não é uma pessoa confiável.

            Existem mais alguns personagens que estão sim na história original, mas são personagens terciários. O que me deixou entediada, e foi quando eu percebi que furada era esse filme, foi quando eles saíram para expedição na primeira vez e não chegaram a fazer nada e já foram mortos. Como assim vocês não servem nem para serem mortos com honra??? Sério, só me irritei assistindo esse negócio. Eu não indico, nunca indicarei e estou desapontada ao máximo. Eu sempre digo para você assistir e tirar suas próprias conclusões, mas sério, não perca tempo vendo isso não. Não sei como saiu o segundo filme, sendo que o primeiro foi tão ruim. Já bastava. 


Gênero:   Ação, Horror,  Fantasia Sombria, Tragedia

Autor: Hajime Isayama

Mangá:   23 Volumes ( em andamento)

Anime:   2 Temporadas , 37 episódios

Live-action:  2  filmes

1 comentários:

  1. Eu vi esse live action e foi TERRÍVEL DD;
    Estou ansiosamente esperando o do FMA e espero que não façam algo assim
    O que eu achei pior desse live action foi que a Mikasa estava muito chata e eu não suportei aquela menina que ficava querendo dar para o Eren, sem querer ofender, mas era uma p&*& ╭(๑¯д¯๑)╮
    AMEI a sua opinião sincera e bem direta hahaha eu falo o mesmo "não percam
    seu tempo com isso"
    Samurai X dá uma LIÇÃO sobre livre action para esses animes todos xDD

    Bjinho (●˘͈ ᵕ˘͈(˘͈ᵕ ˘͈⑅)
    https://shyandbrave.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir