Eternal Love (C-Drama)



Já havia algum tempo que eu tinha colocado esse dorama em minha lista da Netflix. Contudo, por ser longo demais, não tive coragem para assistir. Porém, como acabei me apaixonando por esse estilo de dorama chinês, não resisti e devorei 58 episódios em uma semana. “Eternal love” foi lançado em 2017. A produção é boa, mas os efeitos são bem ruins. No entanto, você nem presta atenção nisso, porque a história é muito boa, intensa e profunda. Onde se tem o nome “amor eterno”, você já pode esperar muito sofrimento. De fato, foi difícil. Chorei horrores e sofri muito, mas valeu muito a pena. É uma história maravilhosa. Eu amo o casal principal e o secundário, pois são apaixonantes. O que mais amo ainda é a personagem principal, uma mulher de garra, decidida e pé no chão. Não posso deixar de vibrar de admiração por ela.
A história envolve uma jovem raposa branca de nove caudas que, por alguns motivos, foi obrigada a se disfarçar de homem e a se tornar discípula do deus da guerra. Após 20 mil anos, acontece uma avassaladora guerra e os imortais pagaram um alto preço para selar o Lorde Fantasma, que assolava a paz naquele momento. O deus da guerra usou todo o seu poder e alma para selá-lo, com a promessa de um dia voltar. Passados 70 mil anos, essa discípula, que era a única que tinha conhecimento sobre o selo estar enfraquecendo, se preparou para reforçá-lo. Contudo, quando o dia chegou e estava restaurando o selo, o Lorde Fantasma, que já havia recuperado um pouco de seus poderes, sela sua memória, seus poderes e a maldiçoa a viver como mortal e a passar por uma tribulação cruel. Como mortal, ela acolhe um jovem homem ferido. No tempo em que passa cuidando dele, em sua casa solitária, acaba se apaixonando e pedindo para que ele fique com ela. Assim, se casa e vive uma intensa paixão.  
Todavia, um dia ele desaparece em frente aos seus olhos. Sem entender nada, ele simplesmente volta algum tempo mais tarde, sem poder lhe dar qualquer explicação. O seu esposo apenas pede para que ela o espere, porque isso se tornaria frequente. Apesar de estar insegura sobre isso, o fato de estar grávida a consola, não lhe fazendo se sentir sozinha. Um dia, ao pressentir que algo ruim havia acontecido, sai da área protegida de sua casa e é encontrada por um imortal, que a leva para o céu. Ali, ela descobre todas as mentiras e omissões que lhe foram contadas. Seu esposo era um imortal, príncipe herdeiro do céu. A única coisa que a permitiu que continuasse com vida era por carregar o filho do príncipe. Assim, seus dias de pesadelo começam, pois uma deusa inferior, que era apaixonada pelo príncipe, passou a causar todo tipo de mal-entendidos cruéis para os separem. A jovem mortal, achando que fora traída, após dar à luz, tira sua própria vida, colocando um fim na tribulação e voltando a ser imortal, ascendendo como uma deusa. Passados 300 anos, enquanto estava bêbada, avista um belíssimo homem que, por um momento, sentiu vontade de seduzir. Que sentimento é esse? Quem é esse homem?


Bai Qian é a raposa branca de 9 caudas e uma belíssima mulher. Inteligente, habilidosa e esperta. Quando mais nova, costumava causar muitos problemas, por essa razão, foi condenada a sofrer punições. Tentando fazer com que ela fosse menos rebelde e ter mais responsabilidades, acharam que seria uma boa ela estar sob supervisão de uma grande pessoa, o deus da guerra. Porém, com o poder da magia, todos começaram a vê-la como homem, cujo nome era Si Yin. Durante esse tempo, ela criou muito respeito por seus superiores e colegas, e amadureceu um pouco, mas não deixou de causar alguns problemas, às vezes. Durante um desses problemas, ela conheceu o filho do Lorde Fantasma, que rapidamente percebeu que ela era uma moça, embora nada realmente fosse confirmado. Ambos acabaram apaixonados, mas muitas coisas deram errado entre eles, levando-a a ter sua primeira decepção amorosa. Depois da guerra, quando ela perdeu seu mestre, ficou muito arrasada. Então, fugiu com seu corpo para preservá-lo, ansiado por sua volta. Todos acreditavam que o sentimento dela era amor. Poderia ser isso mesmo? Passados muitos e muitos séculos, ela se tornou em uma mulher madura, forte e sábia. Ainda fazia o que lhe dava na telha, mas tinha mais responsabilidade, já que era rainha da sua tribo. Ela era como uma lenda. Eles nunca a viam, ou ao menos achavam que não tinham visto-a ainda. Noiva de um príncipe do céu, um acordo político, ela nunca fez questão de vê-lo. Acabou que uma de suas servas a traiu e roubou o seu noivo. Ela não ligou muito, só ficou com o orgulho ferido, por causa dos rumores ruins que andavam por aí.

Forma Humana

Depois de ser amaldiçoada e passar por uma grande provação, conheceu um homem que lhe deu o nome de Susu, já que ela não lembrava de nada, nem mesmo do seu próprio nome. Como apenas uma humana, ela se apaixonou, se casou, engravidou e tinha tudo para ser uma comunhão feliz. Contudo, obviamente, sua vida na Terra era uma provação. Não tinha como tudo correr bem. Ela passou por muitos momentos difíceis e, por si mesma, resolveu tirar sua própria vida. Quando voltou à imortalidade, ela lembrava de tudo que passou, porém, decidiu esquecer, porque tudo era insuportável demais para continuar lembrando. Ascendeu como deusa e se tornou ainda mais respeitável, pois ainda continuava sendo uma lenda. Todavia, quando sua pessoa física foi revelada, muitas pessoas ficaram de boca aberta, principalmente aqueles que conseguiram perceber a semelhança dela com a mortal Susu. O destino ainda não tinha botado um fim na história de amor dela, pois estava levando-a rumo ao seu filho e ex-marido. O que acontecerá?


Ye Hua é o príncipe herdeiro dos nove céus. Um homem sério, íntegro, perspicaz, frio e indiferente. Desde pequeno, foi criado rigidamente, separado de sua mãe. Porém, seu desejo sempre foi poder vê-la. Para isso, teve que dar muito duro, conquistando uma posição de honra ainda muito novo. Desde pequeno, usava apenas cores bem escuras, decisão que tomou depois de deixar sua mãe triste por aparecer todo machucado e ensanguentado. Ele se tornou o herdeiro do céu em potencial. É obediente e parece não ter qualquer interesse por mulheres, relacionamentos e amor. Quando seu tio foi sentenciado a perder seu título, por causa de uma mulher de baixo nível que amava, ele não foi capaz de entender de jeito algum. Contudo, quem diria que, ao descer ao reino dos mortais, ele iria encontrar o amor? Enquanto lutava em sua forma de dragão, foi machucado, se reduzindo à forma de serpente para pode se recuperar. Assim, foi encontrado por uma humana, que cuidou dele com muito carinho. Ele se encantou pela moça, ainda que não entendesse bem que sentimento era esse. Depois de entender seus sentimentos, voltou à Terra para passar um tempo com sua amada. Foi a primeira vez que ele fez algo totalmente proibido.


Na verdade, foi a primeira vez que se apaixonou e sentiu como se quisesse dar sua vida por alguém. Queria que tudo isso fosse eterno, enquanto fosse possível esconder.   Contudo, em meio à uma guerra, sua amada foi encontrada pelos membros do céu. Para protegê-la, ele teve que demonstrar não ter qualquer sentimento em relação a ela, tratando-a com frieza na frente dos outros. Ele não esperava que essa atitude a tornaria cada vez mais insegura, mas acreditava profundamente que tudo que estava fazendo era pelo bem dela, mesmo sendo muitas vezes cruel. Perdê-la foi o fim para ele. Se possível, gostaria de nunca mais poder acordar. A única coisa que o fez querer sobreviver foi o seu filho, a quem se dedicou muito como pai e cuidava como se fosse seu tesouro. Um dia, quando fora a um evento, seu filho encontrou uma mulher que lembrava muito sua mãe.  Quando Ye Hua a viu, ficou chocado com a semelhança e, enquanto a observava de longe, percebia pequenos gestos que sua amada fazia. Quem é essa mulher?


Zhe Yan é uma fênix imortal, um dos primeiros deuses. Muito amigo da família da raposa. Justamente, ele era o deus que começou a vigiar as ações de Bai Qian e a fez se transformar em um homem, tornando-a reconhecida como discípula do deus da guerra.  Apesar de poderoso, ele vive sozinho em um lugar cheio de pessegueiros. Seu hobby é fazer licor. Por isso, Bai Qian, desde nova, não saía de lá, pois era viciada nos licores feitos por ele. Zhe Yan é muito respeitado e cuida muito das raposas, inclusive, dá conselhos. Quando Bai Qian voltou da sua vida mortal, estava sem seus olhos. Ele a fez voltar a enxergar um pouco, embora não tivesse como fazê-la enxergar 100% bem sem ter seus verdadeiros olhos de volta. Também fez um antídoto para ela esquecer tudo o que aconteceu. Apesar de, no começo, não entender o que havia acontecido, no desenvolvimento, ele vai pegando as coisas no ar e percebendo tudo que aconteceu.


Bai Zhen é o príncipe raposa, irmão mais velho de Bai Qian. É um belíssimo jovem, sensato e atencioso. Ele sempre protege e apoia a irmã. Não tem qualquer interesse em ter um relacionamento. O tempo todo, ele está aconselhando a irmã, ajudando nos assuntos que aparecem. Quando não há nada a fazer, gruda no deus Zhe Yan, que é o seu melhor amigo. Eles sempre jogam e bebem licor. Apesar de não ter nada realmente importante sobre ele, gosto muito de Bai Zhen. Uma pena não terem trabalhado nele um pouco mais.

Bai Fengjiu é a princesa raposa vermelha de 9 caudas, querida sobrinha de Bai Qian. Ela é uma belíssima mulher, meiga, imatura e enérgica. Assim como sua tia, no passado, ela costumava fazer algumas travessuras. Quando visitava sua tia em seu aniversário, foi encurralada por uma besta, porém, foi salva por um belíssimo homem, que mexeu com sua estrutura naquele mesmo momento. Sendo salva por ele, se sentiu na obrigação de devolver o favor, pois foi algo que aprendeu com sua tia. Com isso, passou a perseguí-lo com a desculpa de pagar pelo o que ele fez. Porém, realmente é isso mesmo? Foi apenas o senso de dever que a fez querer ficar perto dele? A nossa jovem raposa está para descobrir o quão difícil pode ser amar alguém.


Dong Hua Dijun é o imperador dos cincos maiores reis dos céus. Um belíssimo homem poderoso e indiferente a tudo. É muito respeitado e temido. É muito poderoso, pois está acima de muito deuses e ninguém se atreve a ir contra ele. Apesar de nunca ter se importando com nada e nem ninguém, as coisas mudaram quando conheceu uma jovem raposa que, com a desculpa de retribuir o que fez a ela, não saía de seu pé, não importava o quanto ele a mandasse embora. Por alguma razão, pela primeira vez, ele começou a se sentir diferente quando se tratava dela. Porém, não importava o quanto a protegesse, ele não podia dar a ela o que tanto desejava: seu coração. Mesmo que ela tivesse mexido com uma parte dele, que deveria apenas ficar inerte, ele não podia ceder. Continuava sendo frio com ela, mandando-a embora com toda a sua força.


Porém, ainda que não pudesse, ele ainda queria dar um pouco disso a ela. Então, desceu à Terra dos mortais para pagar uma punição como humano. Na Terra, ele era um imperador que tinha várias esposas, mas ele desejava uma pessoa que pudesse amar intensamente e que pudesse confiar com sua vida, mas não sentia isso em nenhuma.  Sabendo que, agora, ele estava na Terra apenas como mortal, Bai Fengjiu desceu também, mas como imortal, e pegou o lugar de uma de suas esposas, que morreria em um acidente. Assim, ela fez de tudo para chamar a sua atenção e conquistá-lo. Com muito custo, ela finalmente conseguiu e, assim, ela pode viver o amor tão esperado ao lado de seu amado. Contudo, a vida mortal é muito curta. Ela se sentira satisfeita somente com esse momento? Por que, apesar dele se sentir como ela, não podem viver o seu amor na eternidade?


Su Jin é uma deusa menor. Quando criança, perdeu seus pais na grande guerra contra o Lorde Fantasma, e o Rei do céu fez um de seus filhos, que ainda não tinha filhos, adotá-la. Depois de um tempo, a sua mãe adotiva engravidou e deu à luz a Ye Hua, o príncipe herdeiro. Ela ficou encantada por ele desde bebê, criando uma tamanha obsessão no decorrer do tempo. Apesar de, mesmo criança, ele nunca tenha dado qualquer moral a ela, a jovem sempre o perseguiu e estava de coração tranquilo, já que ele não parecia ter interesse algum por mulheres. Até que anunciaram que ele ficaria noivo da Rainha Bai Qian, mas como ir contra a uma mulher tão poderosa?  Ela maquinou a melhor forma de chegar a uma posição que em pudesse ficar mais perto do príncipe. O que ela não imaginava era que, nesse meio tempo, ele desceria à Terra e se apaixonaria por uma simples humana. Su Jin se fez de boazinha para enganar Susu e fez todo tipo de mal-entendido cruel, até mesmo roubou seus olhos, ao perder os seus próprios enquanto fingia que a pobre tentava matá-la. Contudo, a vida é algo engraçado. Um dia, ela pagará por tudo isso ou permanecerá intocável, como acha que é?


Mo Yuan é o invencível deus da guerra. Um homem sábio, maduro, respeitável e admirado por todos. Ele acabou perdendo sua alma quando foi selar o Lorde Fantasma, porém, jurou aos seus discípulos que voltaria. Ele, quando ainda estava vivo, tinha muito apreço por seus discípulos, e tinha uma atenção ainda maior por Si Yin, pois ele conseguia enxergar através da magia que disfarçava-a de homem. Quando a punição dela foi finalmente decidida, ele tomou todos os raios que foram direcionados a ela. Com isso, Si Yin admirou-o ainda mais e tinha um débito incalculável com ele. Muitos acreditavam que ela era apaixonada por ele, contudo, tudo me diz que talvez o próprio deus da guerra tinha sentimentos que iam além de mestre e discípula. Apesar de ter prometido voltar, ele voltará mesmo?


Li Jing é o segundo príncipe fantasma. Um rapaz bonito, rebelde, mulherengo, imaturo e inseguro. Quando Si Yin foi preso por seu pai, ele, por acidente, o encontrou quando tentava fugir. Logo sentiu que não era um homem, mas uma mulher. Alguma coisa sobre ele o encantou ao primeiro contato. Não conseguindo tirá-lo da sua cabeça, acabou ajudando-o a fugir um tempo mais tarde, mas foi punido por seu pai, o que o levou a fugir, indo em busca de sua amada. Apesar de que, no começo, Si Yin não estivesse correspondendo seus sentimentos, não demorou muito para ela se apaixonar. Ele foi seu primeiro amor, porém, era um amor perigoso, entre alguém do reino fantasma e alguém do mundo celestial. Li Jing não tinha confiança e tinha muito ciúmes da admiração e lealdade de Si Yin ao deus Mo Yuan. Assim, ele se deixou ser envenenado pela prima de Si Yin, que acabou ambiciosamente se interessando por ele. Si Yin teve seu coração quebrado em pedaços. O que Li Jing sentia não era nada, para ele cair por outra mulher, no fim das contas?
Esse dorama é simplesmente maravilhoso. Eu amei demais e acho que todos deveriam assistir, aproveitando a disponibilidade tanto na Netflix quanto na Viki. Estou realmente amando esse tipo de dorama. Esse, com certeza, é um dos que mais gosto, no momento. Vocês não têm ideia do quanto vão se apaixonar pela Bai Fengjiu, a raposa mais fofinha, que dá vontade de pôr no potinho e proteger a vida toda. Ela, com o imperador Dong Hua, é só lágrimas e sofrimento. Porém, se somar, é sofrimento o dorama inteiro, mas compensa muito. INDICADÍSSIMO!!!


Gênero:   Romance, Drama,  Fantasia

Dorama:    58 episódios 

0 comentário

Postar um comentário