Code: Breaker



            Comecei a assistir esse anime na semana passada. Eu não tinha intenção alguma de assisti-lo tão rápido, entretanto, o anime era tão intrigante, que acabei devorando em dois dias. Como não me contive, fui logo ler o mangá, que tinha exatamente 158 capítulos traduzidos em português. No total, são 230 capítulos, o que me levou a procurar em outro idioma só para terminá-lo logo, pois não aguentava de tanta curiosidade de como iria terminar.  E isso não foi por causa da ação e dos perigos que a Terra estava correndo, mas sim o romance que eu tanto estava esperando acontecer. Eu precisava saber como os sentimentos deles iam se desenvolver. A qualidade do anime não é tão boa, acho que poderia ter sido melhor. Eles também não seguiram à risca o mangá, pegaram a história em si e fizeram alguns encaixes para fazer uma história curta, mas completa. Não foi ruim, mas... para entender melhor sobre a história, conhecer melhor os personagens, você terá que ler o mangá, sem dúvida.


            A história gira em torno de uma estudante comum que, um dia, enquanto estava olhado pela janela do ônibus, vê várias pessoas se queimando e no meio disso um rapaz. Desesperada por saber o que aconteceu, ela vai conferir o que houve junto da polícia, mas os chegar lá, não tem cadáver e apenas a marca de incêndio no chão. No outro dia, na escola, um novo aluno é apresentado na sala. A jovem fica surpresa quando nota que ele é semelhante a pessoa que viu queimando pessoas no parque na noite anterior. A moça começa a analisá-lo e como não consegue mais se segurar, o chama para conversar e o põe na parede, o acusado do que aconteceu. Entretanto, não existem provas ou qualquer rastro, a não ser a sua desconfiança. Embora o que ele dissesse fosse convincente, ela não estava tão convencida, a não ser que o que ela viu fosse ilusão.



            Naquele mesmo dia, ela voltou ao local do crime convencida que o verdadeiro assassino poderia voltar, então encontrou uma gangue maltratando um mendigo, o qual ela tenta ajudar e acaba se envolvendo em uma perigosa situação. E aí, um cara misterioso aparece nas sombras e começa a queimar os homens com a mesma chama azul que ela viu na noite anterior e era exatamente seu colega de sala. Em choque por ver pessoas sendo queimadas na sua frente, ele finalmente chega até ela e diz que irá queimá-la. Quando acorda, no outro dia, está em sua cama. Embora tudo o que aconteceu parecesse um pesadelo, ela tinha certeza que havia acontecido. Então, mesmo assustada, ela resolve descobrir quem ele é e porquê mata as pessoas. Foi assim que a moça ficou sabendo da existência dos code: breakers, um tipo especial de assassinos que que possuem poderes distintos, que se chama inou, que trabalham para uma organização secreta chamada Éden, que serve ao governo. E agora, já que ela não pode recorrer a ninguém ,ela está decidida a impedi-lo de matar pessoas.



            Sakurakouji Sakura  é uma colegial muito vivaz, bonita e, embora seja vista como meiga pelo os garotos que acreditam que ela é uma daquelas garotas que se quer proteger, a verdade é que Sakura é especialista em artes marciais, uma verdadeira amante de combate. Seus pais têm uma organização que antigamente era yakuza, entretanto, por causa de alguns acontecimentos de antes deles a adotarem, seu pai jurou nunca mais fazer mal a uma pessoa e agora usa sua organização para proteger. Embora Sakura seja alguém tensa, brilhante e tem um apego enorme pela vida, essa moça tem um passado muito terrível, o qual ela não consegue se lembrar. Quando ela passa a conhecer o Ogami, o garoto assassino, no começo ela fica amedrontada, pois ele começa a ameaça-la. O fato dele não ter apagado-a por ter sido testemunha de seu crime, que ele julga como justiça, é porque embora ela ainda não saiba, a jovem é um tipo raro de pessoa que não é afetada por nenhum  inou.


“Ele... tem aquela expressão insuportavelmente triste no rosto. É por isso que não posso simplesmente deixa-lo ir... Quero  entender ele!!”

            Só que as coisas misteriosas sobre essa moça do tipo raro não acabam por aí. Existem muito mais coisas sobre ela, o que atraía a atenção do Éden e coloca o Ogami e muitos outros code: breakers para protegê-la e vigia-la. Sakura mostra abominar a morte, o que torna as coisas difíceis, já que ela resolveu grudar em Ogami para o impedir de matar, o que quase nunca da certo. Entretanto, ela acabou se aproximando e vendo que no fundo ele não é uma pessoa tão má e que embora ele sorrisse quando matava pessoas, nos seus olhos existia uma tristeza sem fim.  Ela está disposta a ensinar o valor da vida, mesmo diante de pessoas terríveis.



“Eu sou mal... Não, sou completamente mal. Eu Queimarei todas as coisas más antes de ir par ao inferno... cada uma delas.”

            Ogami Rei é um anti-herói, bonito, orgulhoso, frio e misterioso. Embora ele se intitule de uma pessoa má e seja exatamente como ele age diante das pessoas, existe alguém muito terno dentro dele, o qual ele insiste em trancar dentro de si. No anime, não dá para saber nada sobre seu passado e o motivo dele ser assim, entretanto, no mangá, conta sua história aos poucos, uma triste história sobre ele já te morrido uma vez e até que, quando ainda criança, conheceu a Sakura. Ele possui um poder da chamas de santa, usa um anel limitador do seu poder e  uma luva em sua mão. Ele é o sexto code: breaker, a categoria mais baixa o que quer dizer que é o mais fraco de seus companheiros, embora, na verdade, uma vez que tira o limitador, ele pode ficar até mesmo mais forte que o code: 1.


            Ele tem uma rivalidade muito grande com o code: 4, entretanto, na verdade, atrás de todo esse lance, existe uma amizade a qual eles não admitem. Ogami usa uma máscara de rosto gentil para preservar seu disfarce de pessoa comum. A Sakura é a única que sabe que é só fachada, embora não seja completamente engano, na verdade, existe uma gentileza que o rapaz usa da forma dele. Ele sempre viveu solitário, pois para Ogami, apenas queimar o mal era o objetivo de sua vida. O rapaz dizia que queimava o mal, pois ele era o mal em pessoa. Entretanto, assim como ele mudou a vida de Sakura, essa jovem também mudou a sua vida. No anime não mostra muito, mas no mangá Ogami muda muito. Claro que ele não deixa seu lado mal sumir, mas ele começou a aceitar a gentileza e punir o mal de forma mais justa, claro que não como Sakura queria, mas como ele achava certo. E sim, ele acabou criando sentimentos por ela, aceitou que tinha amigos e fez mais amigos, tudo por causa da insistência de uma garota chiclete que não o quis soltar mais.




“ Você tem medo de ter relações com as pessoas e criar  algo precioso para você!!! Covarde!!”

            Fujiwara Toki é o code: 4, tem olhos heterocromáticos, estudante, é bonito, inteligente e pervertido. Seu poder é manipular o magnetismo. No anime, não conta detalhes de sua vida, mas ele tem uma irmã que não lembra dele e tudo que o jovem faz é para protegê-la. É um garoto que tem uma história triste, tem o seu pai como ídolo, mas o odeia ao mesmo tempo. Ele tem uma rivalidade com Ogami, só que, por causa da Sakura, eles acabam se aproximando e, mesmo sem querer, acabaram admitindo que eram amigos, embora fossem rivais eternos. Não existe um shippe para ele, eu acho que Toki tem um complexo com a irmã. Ele da em cima de tudo quanto é mulher, e se aproveita da sua forma lost (quando eles usam muito poder) de criança para se aproximar das mulheres. E, de fato, fica tão fofo.


            Tenpouin Yuuki é o code: 3. É bonito, fofo, inteligente e ama coisas relacionadas a um personagem chamado Nyanmaru. Ele se formou aos 12 anos de idade, é muito rico e um verdadeiro gênio. Embora ele tenha tudo isso, muitas vezes dorme na rua e não tem dinheiro nem para comer por ficar por dias libertando o Nyanmaru das máquinas de jogos. Não obedece o Éden e só faz o que quer e quando quer. O seu poder é o som: ele pode correr na velocidade do som, pode ouvir coisas até mesmo em outro país. Ele tem uma queda por Sakura, por achar uma grande semelhança dela com o personagem que estima e está disposto a protegê-la com sua vida. Eu sou apaixonada por esse personagem. Embora ele pareça ser fofo e gentil, a verdade é que, uma vez que você faz algo que o faz perder a paciência, ele pode ser bem violento e mudar sua personalidade para alguém bem mau, perdendo totalmente o controle.


            No mangá teve uma parte que chorei as pitangueiras, que foi quando descobrimos porquê alguém como ele virou um assassino. Ele também tem um passado muito tenso. Yuuki parecia estimar muito todos os code: breakers e tinha um apego em especial pelo Ogami, mas na verdade, há muito tempo, ele havia se proibido de criar qualquer afeto e fazer qualquer amizade, pois ele viveria apenas para proteger um amigo que ele estima muito, mas que está em coma. Então, ele se virou contra o Ogami e o tentou matar. Isso foi tão triste, porque foi difícil para ele. Dava para ver que foi difícil e doloroso. Ele dizia que gostava dele, mas não eram amigos. Eu sinceramente vi com o coração trincando, porque até mesmo a Sakura ele atacou. Yuuki tinha prometido protegê-la. Foi difícil vê-lo tirando seus companheiros e se machucando daquela forma. Mesmo assim, é meu amorzinho.



            Masaomi Heike é o code: 2. Ele é secretário do conselho estudantil  da escola de Sakura e está sempre tomando chá e lendo livros eróticos em lugares mais impróprio possíveis. Um cara bem estranho que faz muitas coisas suspeitas, não parece ser nem um pouco confiável. Seu poder é a luz e ele é um dos personagens mais misteriosos, não dá para saber o que ele está pensando de fato. Sua história é muito mais extensa do que parece, só o mangá  conta  a história dele.  Ele está sempre avaliando os code: breakers e de olho neles pelas sombras. Vejo que Heike  está por dentro de tudo, tanto sobre a Sakura quanto a história de vida de cada um e os acontecimentos que estão por vir, entretanto, ele não diz nada e apenas espera acontecer. Ele mostrou ser um traíra diversas vezes, só que tudo que fazia, no final, tinha um motivo bom. Se ele é uma pessoa boa ou não, é difícil ter certeza.


            Existe a code: 5. Ela aparece bem pouco no anime, mas no mangá ela é mais participativa. É conhecida como príncipe, é tímida e seu poder é a sombra. No mangá, existem muitos outros personagens, muitos outros aparecem, até mesmo os pais biológicos de Sakura. Há personagens serenos ali no anime que, mais para a frente, vão aparecer como violões, o que irá te deixar chocado. É uma história totalmente de anti-heróis e apenas uma heroína. Eu gostei muito de todos os personagens. Queria que a Sakura tivesse tido mais ação, mas acho que o trabalho dela era realmente cultivar o coração de cada personagem para florecer. E bem, o final não foi o que eu queria, mas já esperava que poderia ser assim.


            Eu gostei muito do anime, gostei muito do mangá, embora ache que teve algumas pontas soltas e eu queria tanto que tivessem trabalhado mais em alguns aspectos. Entretanto, estou satisfeita em alguns pontos e destruída por outro. Eu indico com certeza. Acredito que vão gostar bastante desses anti-heróis maravilhosos, que conquistaram meu coração. Já estou sentindo saudade. E aí? Já assistiram? O que acharam? 

Gênero:   Ação, Sobrenatural, Comedia, Romance,  Shounen 
Autor:  Akimine  kamijyo
Mangá:  26 Volumes

Anime:   13 episódio , 1 ova

0 comentário

Postar um comentário