Another (live-action)

         

         Esse título já apareceu aqui bem no começo do blog, entretanto, eu apenas fiz um breve comentário sobre ele. Dessa vez, eu vim falar do live-action, mas não posso deixar de falar um pouquinho do anime e do mangá. O anime "Another" é um dos melhores de terror e suspense que já assisti. Realmente me deu aquele medinho e arrepios. Tem uma produção fantástica e personagens muito bonitos. O mangá também é muito bom. Foi lançado aqui no Brasil pela editora JBC e finalizado com 4 volumes. Ele faz parte da minha coleção. A ilustração é maravilhosa e tem apenas alguns detalhes diferentes do anime, mas nada que deixe um ou outro ruim. Existe também a light novel, que o anime, mangá e live-action foram adaptados dele. Foi trazido também pela editora JBC. Eu tenho, mas ainda não tive tempo de ler.


            O live-action me surpreendeu. Confesso que não fui assistir cheia de expectativas, mas a produção estava muito boa. Os atores escolhidos para os personagens principais foram muito bons. Teve algumas diferenças, como não ter todos os personagens relacionados como no anime. Acredito que seguiu mais o mangá, porém também não é um problema. Para quem não assistiu ao anime, pode achar esse live-action impecável, entretanto, as mortes não foram tão assustadoras como no anime. Acho que o que deixou mais macabro o anime foi a forma que as mortes aconteceram. No live-action, para passar uma situação real, eles mudaram um pouco, mas não ficou ruim, só não deu aquele ar tão macabro quanto o anime.
            A história gira em torno de um jovem que, em seu primeiro dia de aula, acaba sendo internado no hospital, perdendo todos os detalhes importantes do começo de aula.  No hospital, ele acaba vendo uma garota muito misteriosa com uma boneca em sua mão. Curioso, entra no elevador com ela e a garota acaba descendo para o subsolo, onde fica o necrotério. Ele avisa que não tem nada naquele andar, entretanto, sem nem uma palavra, a garota entra numa sala. Depois de um tempo, recuperado de seus dias de hospital, ele volta para a escola. É bem recebido por todos e, então, ao olhar pro fundo da sala, nota a mesma garota, sentada. Ao desviar a visão por um instante e olhar de novo, ela não está mais lá. Ao perguntar aos seus colegas sobre a menina que sentava no último assento, eles dizem que não existe ninguém naquela última carteira.


            Ele continua vendo-a pela escola, então questiona seus colegas, que, preocupados dizem: “pare de perguntar sobre alguém que não existe.” Um dia, ao conseguir vê-la de perto, o estudante tenta puxar conversa, então moça diz que era bom ele não falar com ela. Nisso, uma de suas colegas de sala o olha assustada e, ao acusar de algo que ele não entende, ela escorrega e cai em cima do guarda-chuva, que perfura seu pescoço. Naquele momento, ele descobre que sua sala, 3-3, está sobre uma maldição de muitos anos, em que a morte inevitável acontece uma vez que a regra é quebrada. E agora? Que regra é essa? Essa garota está viva ou morta?


            Kouchi Sakakibara é um garoto de saúde frágil. Perdeu sua mãe em seu nascimento e foi viver no interior com seus avós, depois que seu pai foi fazer algumas pesquisas na Índia, a trabalho. Ele parece ser bem sociável. Acredito que ele nem imaginava que iria se meter com uma situação tão sinistra. Depois de ver alguém morrer em sua frente e ficar sabendo da verdade sobre sua sala, ele começou a procurar formas de entender o acontecimento. Por ele ter quebrado a regra de se comunicar com uma pessoa que não existe, seus colegas passaram a evitá-lo e ignorar a existência dele. 


            Mei Misaki é a moça misteriosa, que não sabemos se está morta ou viva. Está  sempre perambulando pela escola e desaparecendo do nada. Existe muita coisa sobre ela que gostaria de dizer, entretanto, quebraria muitas coisas que seria bom vocês descobrirem quando forem assistindo. Eu gosto muito dessa personagem, mesmo que talvez ela seja apenas um fantasma. Achei muito boa a atriz que a interpretou.

            Muitas coisas acontecem, muitas mortes agonizantes, mas nem se compara com as mortes sinistras do anime, como eu já disse. Então, pode ter um pequeno desapontamento nesse ponto. Entretanto, eu gostei. Achei muito bem feito e nós, que acompanhamos live-actions, sabemos que isso é raro. Então, superindicado. Se quiserem conhecer outros personagens, os que aparecem no anime, clique aqui para ver a postagem que saiu aqui no blog.

Gênero:   Terror, Suspense, Sobrenatural
Autor: Yukito Ayatsuji
Ilustrador: Hiro  Kiyohara

Mangá:   4 Volumes 

Anime:   12 episódios

Live-action:  1  filmes


Onde Assistir Liveaction:  

0 comentário

Postar um comentário