Meu Romance Angelical – Jogo GENIUS


            Ultimamente, tenho falado muito por aqui sobre esses games otomes de aplicativo. Já venho falando, desde o ano passado, do “Is it love?”. Conheçam lendo a postagem (clique aqui).  Esse ano, resolvi falar de cada jogo da empresa GENIUS, antes que eu não possa mais jogá-los, por não estarem mais disponíveis para app story. Então, tenho medo de que, conforme as atualizações no celular, um dia, ele não rode mais, por isso decidi que todo mês irei falar de um. Em abril, falei sobre o “Meu príncipe Elemental” (clique aqui), que foi o meu primeiro. Aconselho a ler essa postagem, porque lá explica como funciona o jogo. Em maio, falei sobre o “Alice inverso” (clique aqui), gostei muito desse. O jogo da vez é um romance angelical. Como irá se desenvolver um romance entre humana e anjo? Estão curiosos? Eu estou!!!
            A história começa com Haruna (MD), que está tendo o mesmo sonho, que tinha desde criança, mais um vez. Desse sonho, tudo que ela consegue lembrar é de uma doce voz que acalma seu coração e de um rosário que continha uma pedra vermelha. Talvez por sempre ter esse sonho, ela virou colecionadora de pedras. Embora ela já tenha reunido todos os tons que tem achado de pedras vermelhas, a cor da pedra do seu sonho é o único que não tem encontrado. Um dia, quando caminhava na rua, alguém esbarrou na garota ao ponto dela cair ao chão. Quando a pessoa que esbarrou se desculpa, a voz parece tão nostálgica, que a garota olha imediatamente para ver quem é, no entanto, assustadoramente, não havia mais ninguém. Atordoada, tentando achar essa pessoa que sumiu feito vento, deixando apenas uma pena branca para trás, a garota acha uma loja de especiarias muito diferente, que chama-lhe a atenção por causa da pedra que parecia exatamente com a dos seus sonhos.


            Quando entra na loja, pede para ver a pedra. Ao tocar, ela escuta um barulho e, quando da por si, está caída em um jardim repleto de flores. Então, acaba sendo atacada por um homem de capuz preto. Temendo pela sua vida, sem força qualquer para se defender, achando que ali seria seu fim, sem ao menos entender o porquê, a garota é salva por um rapaz de corpo forte que, por mais insano que pareça, tem lindas asas. Depois que tudo se acalma, o rapaz explica que a garota está no céu, onde os anjos de Deus habitam. Após conhecer quatro anjos, eles explicam que ela foi escolhida para participar de uma cerimônia que ajudará a derrotar, de uma vez por todas, Lúcifer, que quer destruir a terra dos humanos e o mundo celeste. Enquanto eles preparam tudo para que isso aconteça, pedem para que ela permaneça no mundo celeste, no entanto, por estar sendo caçada pelos seguidores de Lúcifer, que já tem uma ideia de seus planos, a garota tem que escolher um dos anjos que será o principal para protegê-la de perto o tempo todo, até o fim de sua estadia. E agora? Ela aceitará sua missão de salvar o seu mundo e o mundo celeste?


            Minael é um anjo celestial que tem 25 anos. Ele é calmo, inteligente e tem habilidades incombatíveis. Apesar de ter uma aparência doce e meiga, ele pode muito bem ser grosseiro com quem ele não gosta, mas tem um bom coração e, por isso, é sempre muito atencioso, no fim das contas. Ele tem um irmão mais velho, que ele respeita, admira e faria qualquer coisa por ele. O seu passado é um tanto misterioso, mesmo assim, ele faz parte dos arcanjos mais fortes, que lutam pela vontade de Deus. Entre os outros integrantes, ele não se da muito bem com Ray, por isso estão sempre implicando um com o outro. Porém, ainda assim, eles reconhecem a força um do outro.  Eu gostei muito da aparência de Minael. Ele é meu estilo. Sinceramente, fiquei apaixonada. Só achei que as ações dele poderiam ter causado mais impacto.


             Quando ele foi escolhido pela Haruna, pareceu bem satisfeito. Foi muito atencioso e cauteloso. A jovem garota, desde que ouviu a voz dele, questionou se não era ele que ela sempre via em seus sonhos, desde criança, mas ele negou muitas vezes. A Haruna tinha certeza e não entendia por que ele negava tão fervorosamente. Minael escolheu a Haruna para essa missão, mas ele confirma que foi o único contato que teve com ela. No desenvolvimento, temendo pela vida dela, ele pergunta se não quer que a leve de volta para o mundo humano, o que mostra que ele havia se apegado a ela fortemente. Claro que a garota nega, afinal, outra pessoa teria que ser escolhida e, se ela fosse, como saberia se voltaria a vê-lo? Infelizmente, achei o romance bem fraquinho entre os dois, mas achei a atitude final dele admirável.

            Ray é um anjo celestial de 22 anos. Ele é egocêntrico, otimista e despreocupado. Ele e órfão, seus pais morreram em uma guerra celeste. Por muitas razões, ele é um tanto infeliz com seu sangue, ou seja, não gosta de ser um anjo. Ele diz que anjos são arrogantes por causa de seus poderes, mas, sem eles, não são capazes de fazer nada. Há muito tempo, ele decidiu que apenas combateria o inimigo com seu poder físico e não usaria seus poderes mágicos. Então, assim, ele fica mais próximo de se sentir humano, a raça que ele tanto ama e admira. Ray ama tanto os humanos, que está sempre pesquisando tudo a respeito e estava muito ansioso com a chegada de um humano no mundo celestial. Com seus companheiros, muitas vezes ele era brigão e implicante, em particular com Minael.


            Quando  Haruna chega, ele é o primeiro a dar boas vindas e salvá-la de ser atacada. Ele ficou muito empolgado quando ela o escolheu. Tudo nela o fascinava, então ele queria tocá-la, o que fazia a garota vê-lo como um verdadeiro pervertido. A Haruna não podia baixar a guarda, que ele acabava abraçando-a, querendo roubar um beijo. A menina acabou achando que ele era só um playboy, já que todos faziam entender que seus atos não eram só por ser ela, mas que poderia ser qualquer humano, que ele reagiria do mesmo jeito. Acredito que, ao menos um pouco, ela ficou desapontada. Ray levou Haruna a muitos lugares e perguntou muitas coisas sobre o mundo que ele desconhece. Eu gostei bastante da interação deles, mas achei que a declaração dele foi muito xoxa, esperava mais.


            Garyl é um anjo celestial de 32 anos, um verdadeiro líder que esquematiza estratégias e organiza tudo para que ele e os demais colegas possam ajudar a Deus. Um verdadeiro adorador de Deus. Ele é maduro, bondoso e gentil. Sabe muito bem como tratar uma mulher, nos fazendo entender que tem muita experiência. Será que ele é um playboy, no fim das contas? Ele é encantador, não é de se admirar se houver um monte de anjos do sexo feminino caindo aos seus pés. Como líder, ele trata a todos com muito respeito e carinho, feito um irmão mais velho. Em particular, cuida muito bem de seu discípulo, Jena. Ele vem de uma família distinta, que tem servido a Deus na linha de frente há séculos, por isso seguiu o mesmo caminho, sem pensar muito no que realmente queria fazer. Às vezes, se pega pesando nisso e fica meio para baixo, pensando que talvez não estivesse fazendo esse trabalho do fundo do coração, apesar de amar tanto a Deus.


            Uma vez que ele é o envolvido em trazer Haruna para esse mundo, está sempre se culpando por envolver um humano tão frágil em uma guerra da qual eles é que tinham que protegê-los.  Ao ser escolhido pela menina, ele ficou muito feliz por poder protegê-la de tão perto. Antes de sua chegada, ele estudou muito sobre os humanos, para fazê-la se sentir o mais confortável possível no mundo celestial. Porém, algumas coisas ele entendeu errado, como mimá-la de forma tão íntima, que só pode acontecer mesmo entre casais. O que mais amei em Garyl é o quanto ele é gentil e cavaleiro, como ele não se mede para dizer o que pensa ou sente. Teve muitos momentos funnies logo no começo, nos fazendo shippar totalmente esses dois. Várias vezes ele disse que, se algo desse errado e ela não pudesse voltar, queria que ela permanecesse ao lado dele. Ele estava sempre dizendo palavras doces, que eram de encher o coração. Nossa, me apaixonei. Ele é muito amorzinho. O final foi incrível, diferentemente dos dois primeiros.


            Nao é um anjo celestial de 20 anos. Ele é um comandante muito habilidoso e confiável. Apesar de ser muito jovem, é visto como herói, por ter levado à vitória várias batalhas. Ele é arrogante, tem um temperamento quente-frio e perspicaz. Por conviver entre homens, ele pode ser bem grosseiro diante das mulheres, por não medir sua sinceridade, sendo um tanto inconveniente. Apesar de parecer que ele não calcula muito bem as coisas antes de agir, a verdade é que ele não arrisca sem ter certeza do que irá ganhar. Nao é muito confiante em suas habilidades. Está sempre tomando a frente quando o assunto é batalha e seus soldados realmente confiam, em sua liderança, de olhos fechados. O jovem anjo se da bem com todos e se preocupa muito com cada um, tanto que, em uma batalha em que muitos estavam morrendo, ele demonstrou realmente estar sofrendo por não poder fazer nada, ao ponto de chorar, mostrando seu lado fofo.


            Quando foi escolhido pela Haruna, foi bem grosseiro. Após carregá-la, falou que ela era muito pesada. Vocês sabem bem que isso é um taboo, né? Dizer que uma garota está pesada é um verdadeiro insulto. A garota ficou bem brava com tamanha grosseria, mas não parou por aí, pois várias vezes ele disse coisas ofensivas. Dava para notar que, realmente, ele não sabia tratar uma mulher. Ele não fazia por mal. Apesar da pobre Haruna estar irritada com essas atitudes, o jovem mostrou outro lado por trás de tanta arrogância. A garota passou a notar que, apesar dele ser assim, não era um homem mau. Como soldado e homem, ele estava dando duro para protegê-la de todo perigo. Quando eles saíram para ir até Éden, sabendo que, à frente, entrariam em batalha, para animar seus homens, ele até apelidou Haruna de deusa da vitória e disse que, com ela, eles com certeza venceriam.


            Além desses personagens maravilhosos, aparecem outros, mas os que têm forma são apenas mais dois, um dos arcanjos e o vilão: Jena é o mais novo da equipe. Ele é muito poderoso, mas ainda está em treinamento. Admira muito Garyl, a quem tem como mestre. Ele é quem sempre faz as comidas para Haruna. Às vezes, ele pode ser um pouco grosseiro, mas deve ser por causa da idade; Lúcifer odeia os humanos e está despontado com Deus, por ele dar tanta importância para seres tão medíocres, que só fazem coisas erradas, não respeitam a Deus e, ainda assim, são sempre perdoados. Ele não aceita, por isso resolveu entrar em uma guerra para destruir os humanos. 
            Gostei bastante desse jogo, porque eles falam de forma tão linda sobre o amor de Deus, que às vezes me deixava de boca aberta. Achei muito linda a história. Eles também enfatizaram que Deus queria muito perdoar Lúcifer, mas, infelizmente, com essas atitudes impensáveis, ele teria que agir de acordo com a punição, afinal, um pai tem que corrigir seus filhos se estiverem agindo mal. A rota que mais gostei, em questão de romance, é a com Garyl. Ele foi muito fofo gentil, cavaleiro e tivemos mais tempos românticos. Então é isso. Espero que gostem.

0 comentário

Postar um comentário