It started with a kiss (Tw-Drama)



 Eu sou fã de carteirinha de "Itazura na Kiss" (clique aqui), por essa razão, assisti todas as versões possíveis. Já perdi as contas das vezes assisti a versão taiwanesa, que é uma das minhas favoritas. Ela foi lançada em 2005, com o nome "It started with a kiss". Por ser muito antiga, a qualidade da produção não é lá das melhores, no entanto, a adaptação da história foi simplesmente perfeita em cada detalhe, tirando apenas aquilo que interfere nas mudanças culturais. A segunda temporada foi lançada em 2006, com o nome "The kiss again", tanto a primeira quanto a segunda têm 20 episódios. A primeira foi tranquila, mas a segunda foi um tanto cansativa, pois teve muita enrolação desnecessária.
Assim como a história original, essa segue o mesmo rumo, então, para conhecer melhor, indico ler a primeira postagem (clique aqui). Lá, poderão conhecer a história e cada detalhe relacionado a ela. Aqui, apenas falarei das diferenças dessa versão em relação à história original, para não ficar repetitivo, afinal, ambas falam da mesma coisa.


A personagem principal, na versão original, chama-se Kotoko Aihara. Já na taiwanesa, Yuan Xiang Qin. Nós sabemos bem que essa heroína é uma garota cuja beleza está mais relacionada ao seu coração do que fisicamente, e que ela é atrapalhada e não é boa nos estudos. Nada disso muda. No fim das contas, ela continua a mesma, apesar de achar que Xiang Qin é mais atrapalhada do que todas as outras versões. A atriz que a interpretou fez isso tão bem, que conseguia perfeitamente ver a Kotoko nela.  Durante o desenvolvimento, ela passa por todas as situações que já vimos antes, mas a interpretação da um toque diferente. Além disso, gosto como ela expressa muito mais seus sentimentos, como inquietude, tristeza e raiva, embora saibamos que ela tem um coração de açúcar e que é raro vê-la com raiva.


 O personagem principal, na versão original, chama-se Naoki Irie. Na taiwanesa, Jiang Zhi Shu. Como sabemos, ele tem um QI de 200, é muito bonito e indiferente.  Existe algo diferente que eu achei bem notável nesse e nos demais que o interpretaram: achei que, nos momentos em que ele era gentil, esse soube demonstrar melhor um lado doce. Na verdade, não acho que ele é tão ruim quanto os demais, que parecem realmente um cubo de gelo. Gosto como o ator que o interpreta se expressa. Ele demonstra mais, em sua feição, o que sente. Talvez isso não seja o correto para o personagem, já que o certo é ser totalmente frio e inexpressivo, mas eu tenho que dizer: amo essa atuação. As ações são todas as mesmas, não mudam em relação ao original.


Teve algumas coisas que mudaram de ordem no desenvolvimento, mas não faltou nada, no final das contas. Uma das coisas que mais amei e que foi bem diferente foi o casamento no final da primeira temporada, que foi bem dinâmico e engraçado, o que é esperado quando se trata da nossa querida Xiang Qin. A segunda temporada teve, também, suas diferenças, mas eu pude sentir muito mais detalhes sobre a relação deles, os quais não vemos nos demais. Consegui sentir a evolução do relacionamento e, o mais interessante, como eles se tocam mais e se beijam intensamente. Quem vê dorama sabe muito bem que é coisa raríssima. Dá para contar nos dedos esse tipo de interação íntima entre os personagens. Entre esse dois, verão muitos beijos de verdade e momentos íntimos, o que torna mais real a relação deles, para mim. Acho que é inegável que o tão frio Zhi Shu inala o amor que sente por ela, por mais que ele tente demonstrar indiferença.  Eu já tinha dito que o final de cada versão é diferente, porque a autora não terminou a história, por ter falecido. A história toda foi boa, mas o final desse, apesar de intenso, que é o Zhi Shu ter deixado claro o quanto ama Xiang Qin, não me satisfez.


O personagem que na original chama-se Kinnosuke Ikezawa, na taiwanesa se chama Jin Yuan Feng. Já sabemos que ele é louco pela Xiang Qin e é um ótimo cozinheiro. Claro que ele é um perseguidor nato, como no original. Não existem muitas coisas diferentes, eu apenas o acho um pouco mais bobo que na original, para ser sincera. É de todos o mais bonito, afinal, é o ator Jiro Wang, o meu favorito! Ele é lindo e maravilhoso. Como não amá-lo? Prefiro que ele faça personagens sérios aos engraçados. Ele passou por aqui no dorama "Fabulous boy" (clique aqui), foi nesse que ele foi o personagem principal. Eu gostei muito da interpretação dele, pois fez muito bem o personagem. Criei muito carinho por ele através dessa atuação.

Faltou o Paio Yuan Cai na foto.

Vamos às famílias Irie e Aihara. A sogrona dos sonhos, que na original chama-se Machiko Irie, continua sendo maravilhosa e só muda o nome para Jiang Zhao Zi.  O sogro, que na original chama-se Shingeki Irie, continua um gordinho simpático, mudando apenas o nome para Jiang Wan Li. E o irmãozinho mais novo, que na original chama-se Yuuki Irie, continua com as mesmas atitudes como irmão, no entanto, seu nome muda para Jiang Yu Shu. Nesse dorama, gostei muito como ele demonstra ser mais atencioso com sua cunhada. Achei muito fofo! O pai da protagonista, que na original chama-se Shigeo Aihara, continua sendo um bom pai, mas muda seu nome para Yuan Cai. Uma coisa diferente sobre ele é que existe um momento em que o Zhi Shu começa a exagerar em tratar mal da filha dele, mas ele não aguenta e da uns tapas em Zhi Shu, para virar homem. Fiquei de boca aberta.


A personagem que na original se chama Yuko Matsumoto, na taiwanesa chama-se Pei Zi Yu. Acho a atriz que a fez muito mais bonita. Se não a conhece, ela é inteligente e era apaixonada por Zhi Shu. Porém, achei-a menos agressiva que as demais, para ser sincera. Seguiu em frente mais rápido também. Fora isso, achei que todos os seus atos são bem parecidos com a original, e, no fim, vira apenas uma boa amiga.


A estrangeira que se apaixona por Jin Yuan Feng, tanto no original quanto na taiwanesa tem o mesmo nome, Christine. Gostei muito da atriz que a fez. É muito bonita, espontânea e tem um sotaque tão fofo, sem falar do seu comportamento meigo e apaixonado. A diferença entre as versões é que ela tem um noivo que parece muito com o Zhi Shu, o que, talvez, pode se referir à história original, em que a Christine foi a noiva do Naoki Irie em um casamento político. Ela é da Inglaterra e vem de uma família rica, isso sabemos, mas aqui eles tratam como se a família dela fosse de duques e a mansão deles parece um castelo. Acho Christine e Yuan Feng tão fofinhos! É meu casal secundário favorito. Já passou por aqui (clique aqui).


Essa versão só perde para o remake japonês pela qualidade de produção, no entanto, tudo por causa da diferença de idade. Ele é maravilhoso! Se você gosta dessa história, tem que assistir a essa versão. Como já disse, embora a história seja a mesma, a cultura é diferente, o que pode mudar algumas coisas. Então, eu SUPERINDICO!!!!!



Gênero:     Romance, drama, comedia
Autor:   Kaoru Tada
Mangá:   23 volumes
Anime:   25  Episódios

Dorama:  40 Episódios

Onde Assistir:  
Kawaii Drama 1 Temporada
                         2 Temporada

0 comentário

Postar um comentário