Kakuriyo no yadomeshi



Quando encontrei esse anime, fiquei com muita vontade de assistir logo. Minhas expectativas eram altas, afinal, tinha tudo para ser um romance entre seres sobrenaturais e humanos. Contudo, preciso dizer, logo de cara, que minha decepção foi muito grande. Não por ser ruim, mas por não ter sequer se aproximado das minhas expectativas. Quando comecei a assistir, fiquei pensando como um anime com personagens tão incríveis não fez sucesso, pois não ouvi ninguém falando sobre ele. A verdade é que, apesar de ter personagens cativantes e uma história interessante, faltou um temperinho para transformá-lo em algo extremamente saboroso. Isso inclui romance, é claro. Iria dar um toque muito mais suave a apaixonante à história, afinal, quando a sinopse menciona que a personagem ficará noiva, automaticamente esperamos um pouco mais de drama romântico. É tudo que não teve. Foi uma verdadeira decepção para mim, que esperava tanto por isso. Quando terminou, fiquei horas parada, olhando para a tela, porque não queria me conformar com aquele final sem uma conclusão esperada. Estou muito decepcionada.
            Esse anime é baseado em uma novel, que foi lançada em 2015 e está com 9 volumes, ainda em lançamento. Não encontrei, mas gostaria de ter achado, porque estou sofrendo com esse final sem conclusão. Em 2016, foi lançado o mangá, que está ainda em lançamento. Tentei encontrar para ler, mas, infelizmente, não consegui. O anime foi lançado em 2018, acho maravilhosa a sua produção. Os personagens são lindíssimos, cada um com sua história muito interessante. Para mim, tinha tudo para esse anime dar certo e conquistar o coração de todos, contudo, seja lá quem foi que fez essa história, não foi capaz de usar suas ideias para fisgar nossos corações. Se não fosse por seus personagens tão amáveis, eu descartaria por completo esse anime. A sorte é que, ao menos pelos personagens, eu estou apaixonada. Se possível, gostaria que, se houvesse uma próxima temporada, eles fizessem um envolvimento mais intenso e profundo entre os personagens, para salvar a história, que tem tudo para dar certo.


            A história envolve uma jovem universitária que tem o dom de ver Ayakashi, algo que herdou de seu avô, que recentemente havia falecido. Ele a ensinou que a melhor forma de lidar com esses seres é os alimentando, evitando que eles comam seres humanos. Um dia, quando passava por um santuário de Torii, um Ayakashi, que estava sentado aos pés do portal, começa reclamar por estar com fome. Embora ela quisesse fingir não ter notado, acaba arrancando sua marmita e dando a ele. Contudo, ele acaba a sequestrando para o reino escondido, onde todos os Ayakashi vivem. O Oni que a sequestrou se apresenta e diz que o motivo dela estar ali é que o avô dela havia deixado uma enorme dívida e que, em compensação, ela teria que casar com ele. Totalmente chocada, ela diz que é impossível, para ela, casar com um Ayakashi. Porém, reconhece seu comprometimento com a dívida altíssima de seu avô, então tenta negociar com ele, dizendo que trabalhará para ele, até pagar suas dívidas. E agora? Ele aceitará a proposta? Que tipo de vida ela terá em um mundo onde é a única humana?


            Aoi Tsubaki é uma universitária de 20 anos. Desde pequena, ela conseguia ver Ayakashis. Quando ainda pequena, foi abandonada por sua mãe e, depois de muitas situações difíceis, foi adotada pelo seu avô. Ele, que sempre teve o mesmo dom, ensinou algumas coisas para ela viver normalmente entre humanos e Youkai. Aoi é uma moça simpática, carinhosa e, às vezes, muito teimosa. Seu avô sempre se esforçou para ensinar culinária para ela, dizendo que isso ajudaria a lidar com os Ayakashis. Sempre os mantendo de barriga cheia, evitaria que eles tentassem comê-la. Com isso, ela sempre alimenta alguns, por conta própria. Quando foi sequestrada e queriam a obrigar a se casar, a garota bateu o pé e disse que nunca casaria à força, quanto mais com um Ayakashi. Com sua determinação, estava disposta a pagar, se esforçando ao máximo. Depois de passar por muitas situações, a jovem encontrou o que poderia fazer naquele lugar. Assim, o Oni autorizou que ela abrisse um restaurante anexo à sua pousada. Em meio a esse tempo, dando duro e não desistindo, foi, pouco a pouco, conquistado a amizade de outros Youkais, que, desde que a conheceram, estavam sendo hostis com ela. Assim, aos poucos, passou a conhecer melhor o deus Oni, que queria lhe fazer sua esposa, e cada dia se sentia mais confortável e à vontade com ele.


            Odanna é um deus Oni, administrador da pousada Tenjin-ya e um dos 8 poderosos do reino oculto. Ele tem a forma de um homem jovem e bonito. É conhecido por ser frio e impiedoso, mas é amado e respeitado por seus servos, por ele ter lhes mostrado sua bondade e seu grande coração. Odanna tem grande respeito e admiração por pessoas que se esforçam em seus trabalhos. Apesar de ser conhecido por sua frieza, já ajudou muitos.  Apesar de ele trazer Aoi com a desculpa da dívida, eu suspeito que ele gosta dela desde o princípio. Contudo, o que o levou a ter tal sentimento vai ser revelado aos poucos. Talvez, ser fortemente rejeitado não estivesse em seus planos. Achou que, apenas ao botar pressão, ela decidiria. Todavia, como esperado da mulher que ele gosta, ela não aceitou, apesar de estar tremendo de medo. Desde o começo, para mim, ele demonstrou a sua bondade e seu lado amoroso. Acho que, se ele mostrasse um pouco mais de frieza e seu lado mal, causaria um impacto muito mais intenso, porque não tem nada melhor que um homem que se mostra mal, mas, no fundo, tem um bom coração. Então, acho que faltou esse tempero, pois daria um toque muito mais profundo, já que sua aparência já da esse ar de alguém poderoso e impetuoso, mas o fato dele ser gentil, desde o começo, quebrou um pouco.


            Ginji é uma raposa de nove caudas, jovem mestre da pousada Tenjin-ya. Ele pode ter várias formas, no entanto, a sua forma fixa é de um jovem rapaz com orelhas e 9 caudas. Uma raposa gentil, amigável e alegre. Porém, assim como qualquer pessoa, ele tem seu outro lado, que pode ser manipulador, sorrateiro e traiçoeiro. Esse seu lado foi mais mostrado quando era jovem. Agora, ele mantém a compostura. Além disso, é muito inteligente. Ele trabalhava na pousada rival da Tenjin-ya. Foi o primeiro a ser muito gentil com Aoi. Depois de provar da comida dela, lhe deu a ideia de começar um restaurante no estabelecimento anexo à pousada. Depois disso, ele sempre a apoiava. Viraram muito bons amigos. Aoi tinha um imenso carinho por ele. Fiquei confusa sobre os sentimentos de Ginji em relação a ela, porque, às vezes, ele tentava mostrar o quanto o seu admirado e respeitado Mestre era alguém digno dela. Porém, senti uma leve tristeza da parte dele em relação a algumas coisas que ela fez junto do Odanna, que ele esperava fazer junto dela. Além disso, existe todo um mistério sobre, talvez, ele conhecer Aoi há muito tempo.


            Oryou é a mulher neve, que trabalha como jovem anfitriã em Tenjin-ya. Ela é bonita, arrogante e dominadora. É apaixonada pelo Odanna e fica muito aborrecida quando Aoi vem para ser noiva dele, tanto que ela atentou contra vida dela, no começo, o que lhe rendeu ser rebaixada de seu posto. Oryou foi uma das pessoas que foram salvas pelo grande coração de seu Mestre, no passado. Desde que foi acolhida para trabalhar na pousada, passou a dar duro para ser reconhecida por ele. Porém, nunca alcançou seu coração.  Depois de ficar doente e ser cuidada atenciosamente por Aoi, ela passa a se abrir com a jovem humana. Logo, virou uma cliente frequente do novo restaurante. Além disso, virou uma das amigas de Aoi, apesar de não admitir isso. Parece ter desistido de Odanna, mas diz que seu sonho é casar com um homem bonito e rico.


            Akatsuki é um Ayakashi da espécie aranha, trabalha como gerente da recepção na pousada Tenjin-ya. Ele é um rapaz, áspero e pode ser intrometido. Mostrou hostilidade, desde o princípio, em relação a Aoi, por ela ser neta do Shiro, o homem humano que ele diz odiar. Ele e sua irmã viviam no mundo da superfície, onde humanos habitam. Lá, foram encontrados por Shiro, que os levou para casa e passou a cuidar deles. Shiro era carinhoso com sua irmã, já com ele, impunha ensinamentos e tarefas pesadas. Ainda que Akatsuki sempre demostrasse indiferença, a verdade é que, no fundo, gostava de Shiro. Contudo, se sentiu traído e abandonado quando ele os levou para o reino oculto. Depois de Aoi quebrar o muro que ele impôs, passou a gostar da jovem e parou de ser hostil.


            Byakuya é um Ayakashi que ainda não sei qual é a sua espécie. Achava que era cobra, mas nada foi definido. Trabalha na pousada como contador. Ele é rigoroso, hostil e indiferente em relação às pessoas. Apesar de, no começo, Aoi ter medo dele, por ter já ameaçado fechar o restaurante, pela falta de lucro, logo é descoberto, pela própria Aoi, que ele tem um lado bem suave. Byakuya ama gatos, por isso, cuida secretamente dos gatos tubos. No começo, quando ela descobriu, temeu que ela fosse que nem seu avô e usasse isso para o ameaçar. Apesar de ela não ter feito exatamente isso, às vezes, ela o provocava, ameaçando contar isso na frente das pessoas.


            Ougon Douji é uma rara loira “Zashiki-warashi” (criança do quarto). Apesar de quem não conhece nem imaginar, ela é fundadora das duas pousadas: Tenjin-ya e Orio-ya. Atualmente, é apenas dona do Orio-ya, embora ainda tem autoridade sobre a Tenjin-ya. Parece ser extremamente poderosa, porque se vê que a reação das pessoas vai além do respeito, parecem temer o seu poder. Ela aprontou algumas coisas com Aoi, mas não sei dizer se é uma boa Ayakashi ou má. Nada foi, de fato, revelado sobre quem ela é e como realmente é. Só que, o que ela fala é lei, e todos abaixam a cabeça, uma vez que ela decreta algo.


            Ranmaru é o deus cão, administrador da pousada Orio-ya. É um dos oitos poderosos do reino oculto. Ele é arrogante, irritado e pode ser manipulador. Porém, na verdade, ele também tem um forte senso de justiça e é muito fiel aos seus princípios. Ele foi criado junto de Ginji, são como irmãos. No entanto, depois de um infortúnio, eles acabaram se separando e Ginji saiu da pousada para trabalhar na rival. Assim, Ranamaru diz que ele é um traidor. Quando conheceu Aoi, foi muito hostil com ela, primeiro por ser noiva de seu arqui-inimigo, também por ela ter ameaçado um sequestro ao seu mascote querido, para que ela pudesse ter Ginji de volta, que foi obrigado a ir para Orio-ya. Ranamaru é muito respeitado e admirado por seus servos.
            Existem outros personagens, um mais amorzinho que o outro. Gostaria de falar sobre eles, mas a postagem vai ficar gigante e não faço questão de ir tão longe assim. Gosto muito dos personagens, mas a falta do tempero essencial prejudicou muito esse anime. E olha que de tempero eles deveriam entender, já que tudo envolve a boa comida feita por Aoi. Fico bem triste, porque realmente amo os personagens. Espero que, se houver uma próxima temporada, eles melhorem a situação, para que eles tenham um reconhecimento melhor das pessoas.  Fica a critério de vocês assistir ou não. Eu, particularmente, gostaria de continuar acompanhado, mas não acho bom o suficiente para indicar.



Gênero:   Romance, Sobrenatural, Aventura,  Fantasia

Autor: Midori Yuuma 
Ilustrador: Laruha
Novel:  9 Volume (em andamento)

Ilustrador: Wako Loka
Mangá:  5 Volume (em andamento)
Anime:   26 episódios 

0 comentário

Postar um comentário