Sugar Soldier



Quando eu escolhi ler essa obra, nunca havia imaginado que ela teria uma história tão doce quanto açúcar. Fui pega de surpresa, porque achei que seria somente mais uma história bobinha e bonitinha, mas “Sugar Soldier” vai além disso. Como o próprio nome diz, “Soldado de Açúcar”, esse enredo se trata de pessoas que estão lutado contra algo de alguma forma, apesar de suas fraquezas. Ele nos traz vários assuntos, mas um deles é a questão da baixa autoestima. Não estamos falando daquela vez em que você se sentiu pra baixo em relação a algo, estou falando daquela pessoa que, desde pequena, foi sempre inferiorizada e agora vive achando que é a pessoa mais imprestável do mundo, entre muitos outros assuntos que envolvem toda a história.


O mangá foi lançado em 2011 e a ilustração é muito lindinha, tanto que foi o que me fez pensar que seria uma história normal, sem muito drama. Não sei se foi intencional ou obra do acaso, mas achei que algumas atitudes e casos dos personagens me lembraram muito dois animes, como o personagem principal, que me lembrou o Arima, do anime “Karekano”, e a protagonista, que me lembrou um pouquinho a Sawako, de “Kimi ni todoke”, mas só em alguns momentos, porque, na verdade, elas são muito diferente. Em 2014, saíram três ovas de apenas 1 minuto. Não sei por que se dar ao trabalho de fazer algo assim, porque, para mim, foram muito frustrantes. São apenas algumas cenas do primeiro capítulo do mangá. Seria mágico se eles tivessem feito mais longos.


     O enredo envolve uma estudante comum que sempre se sentiu inferiorizada em relação a sua irmã mais velha, que é uma modelo famosa. Desde que ela se entende por gente, sua mãe sempre a comparava com sua irmã, diminuindo-a, o que provavelmente criou esse sentimento complexo. No entanto, agora, ela está no ensino médio e, apesar de não ter confiança alguma, ela deseja do fundo de seu coração mudar e sair da sombra de sua irmã. Tudo estava correndo maravilhosamente bem no seu primeiro dia de aula, porém, sua irmã apareceu na escola para ver como ela estava indo e estragou tudo. A atenção de seus colegas passou para a famosa modelo e as comparações que sempre a machucaram começaram. Enquanto saía discretamente, um dos garotos mais populares da sala notou o quanto ela estava ferida com aquela situação. Então, a parou e disse: “Por que está indo embora? Eu quero saber mais coisas sobre você também!”. Foi a primeira vez que alguém se importou em conhecê-la, apesar da presença de sua irmã. Poderia ser que, agora, as coisas iriam mudar? Ela conseguirá vencer o seu fraco ego? E como irão se desenvolver as suas relações, a partir de agora?


“As garotas, enquanto elas desejarem ficar bonitas, elas lentamente se tornarão mais fortes também!”
Makoto Kisaragi é uma garota meiga, desastrada e esforçada. Tem um coração gentil e atencioso. A sua falta de confiança nasceu dentro de si quando ainda era pequena, quando sua mãe estava sempre dizendo o quanto a sua irmã era bonita e a diminuindo em relação a ela. Então, esse complexo só foi crescendo mais ainda, quando as pessoas ao redor ficavam comparando e dizendo que ela não chegava nem aos pés de sua irmã mais velha. Por causa disso, ela acabou acreditando que, de fato, era inferior. Então, um dia, ela machucou um garoto que gostava dela, por não ter confiança que poderia ser verdade e achar que só estava se aproximando por causa de sua irmã. Makoto é muito gentil e ficou muito mal mais tarde, ao saber que ele de fato gostava dela e o quanto havia machucado-o. Então, foi a partir daí que ela decidiu que seria mais forte e que iria se esforçar para ser mais bonita e assim passar a gostar mais de si mesma, sendo alguém mais confiante. Porém, a baixa autoestima que cravou suas garras por tanto tempo não é tão fácil assim de se livrar e ter confiança, assim que se decide mudar. Makoto se esforçou, estava tentando o seu melhor, mas ainda assim qualquer coisa poderia facilmente derrubá-la. Foi aí que as novas e verdadeiras amizades que ela estava preste a fazer, apesar da sua dificuldade, iriam ajudá-la a vencer suas fraquezas, vencer a si mesma e passar a acreditar mais em seu potencial.


Shun Iriya é um garoto bonito, animado e simpático. Ele trata todas as pessoas bem. É muito popular tanto com as meninas quanto com os garotos. Apesar de estar sempre com um sorriso no rosto e aparentar não haver nada de errado em sua vida, a verdade é que ele usa uma máscara para ocultar o verdadeiro eu dele, porque tem medo que, se as pessoas descobrirem seu verdadeiro eu, passarão a odiá-lo. Tudo isso por causa do passado. Ele foi abandonando por sua mãe e quase morreu de fome, trancado no apartamento. Quando foi adotado pela irmã mais velha de sua mãe, muitas pessoas criticavam. Diziam que ele seria um peso e que provavelmente teria a mesma índole terrível da mãe. Com medo de ser abandonado, ele ocultou partes de si e passou a ser o garoto perfeito em tudo que faz. Apesar das pessoas não perceberem o seu lado superficial, uma vez que namorava uma garota, as meninas começavam a sentir que não estavam sendo amadas de verdade e que ele não estava dando tudo de si no relacionamento. Foi então que Shun passou a não querer mais namorar, afinal, ele não poderia mostrar o seu eu verdadeiro para ninguém.


Tudo mudou quando ele conheceu Makoto, a garota esforçada de quem ele estava sempre cuidando atentamente, por ela ser tão atrapalhada. A gentileza de Shun não era algo particular para ela, pois ele era assim com todas, mas, inevitavelmente, a garota gostava cada vez mais dele. Como era de se esperar, Makoto não tinha confiança nenhuma diante de tantas meninas lindas que gostavam dele. Esse era o menor dos problemas, pois, para Shun, podia chover garotas na rede dele, ainda assim não era capaz de gostar ou sequer manter um relacionamento, afinal, o medo de ser abandonado, uma vez que as pessoas sentissem que faltava algo nele, era maior que tudo. Logo ele percebeu os sentimentos dela e, de alguma forma, não estava imune em relação a ela. Quanto mais eles descobriam sobre o outro, mais o rapaz sentia que gostava dela. No entanto, ainda assim, ele não achava que seria capaz de dar felicidade a ela, mesmo reconhecendo que gostava dela. Ele não conseguia deixar o seu medo de lado. Quando os garotos passaram a percebê-la, o medo de perdê-la o atingiu como um raio. Esse é o casal mais amável do mundo. Meu Deus, como eles são fofinhos! Eu fiquei maravilhada com os dois.


Uki Morinaga é uma garota bonita, animada e esportiva que tem síndrome de príncipe. É a melhor amiga de Makoto, desde pequenas. Ela é muito popular entre as meninas e, com seu jeito de príncipe, acaba conquistado facilmente qualquer uma, embora não tenha qualquer interesse em garotas. Uki se importa muito com sua amiga e está sempre a apoiando a avançar e confiar mais em si mesma. Apesar de ser muito na dela, no desenvolvimento, descobrimos que ela tem um namorado mais velho, que é amigo de seu irmão, e que ele virou seu professor. Porém, ela não demonstra muito. Uki parece ser bem indiferente com as pessoas que gosta e só às vezes demonstra ser uma garota de verdade. Essa verdade se tornou um caos na escola, inclusive para os dois amigos que estavam crushando-a, que ficaram inconformados. O que gosto é que ela é pé no chão, não é aquelas garotinhas que ficam chorando pelos cantos e fala tudo na lata. Por causa dos diversos problemas causados tanto para ela quanto para ele, a garota decidiu dar um basta na relação até terminar a escola.


Nanami Shirayuki é uma garota bonita que adere ao estilo gótico Lolita e tem complexo de princesa, embora, às vezes, pareça uma bruxa. Ela conhece Shun desde o fundamental e tem observado toda as travessuras do rapaz, quietinha em seu canto. Acaba amiga de Makoto e Uki quando fizeram um grupo de estudos. No começo, acreditava que ela tinha uma queda pelo Shun, mas não era nada disso. Ela só estava aconselhando a Makoto do jeito sombrio dela, para proteger a amiga de se machucar. “Ele está distribuindo maçãs envenenadas desde o fundamental. Muito cuidado.” Foi o conselho que ela deu a amiga. O seu jeito delicado e feminino encantou a Makoto, que começou até mesmo a se inspirar nela. No desenvolvimento, parece que Nanami começa a ter sentimentos por Uki, que era como um príncipe para ela. Nanami sabia que era um amor não correspondido e sofria com isso, mas queria a felicidade da amiga mais do que tudo. Essa Lolita foi uma das ajudas fundamentais para o crescimento de Makoto. Foi ela que abriu os olhos da garota, mostrando que ela era seu próprio inimigo a ser vencido. Ela até disse: “Seu maior adversário é essa ‘você’, que quer desistir.”.


Issei Yusa é um rapaz bonito, estourando e pegajoso. Ele é um bom amigo de Shun, desde quando eram crianças. Se tornou extremamente protetor do amigo, por ter recebido-o em sua casa quando ele foi resgatado e, desde então, vem tentando protegê-lo de qualquer coisa que possa machucá-lo, inclusive das garotas. No começo, ele passa um ar de gostar do amigo de forma romântica, por parecer ter ciúmes da relação dele com as garotas. A verdade é que ele queria mesmo proteger o coração de seu amigo. Ele é muito apegado ao Shun, ao ponto de ser um chiclete e fazer o maior escandalo se descobrir que ele saiu a sós com Makoto. No decorrer, descobrimos que ele gosta da Uki, com quem passa o tempo todo brigando feito cão e gato. Ficou irado quando descobriu que ela estava namorando o professor, ao ponto de partir para a violência com ele. Apesar de ser, às vezes, inconveniente e maldoso com Makoto, ele é um bom rapaz, que merece muito ser feliz.


            Rika Kisaragi é a irmã mais velha de Makoto. É muito bonita e é modelo desde criança, por isso, aos 17 anos, é bem famosa. Ela percebe que sua mãe fica inferiorizando sua irmã e, às vezes, até tenta repreender sua mãe, afinal, ela ama muito sua irmãzinha. Acho que ela não faz ideia de como sua irmã se sente em relação a ela. Apesar dos pesares, elas são irmãs muito apegadas e uma ajuda a outra de várias formas. Quando conheceu Shun, acabou saindo com ele algumas vezes, nos fazendo pensar que ela estava tendo algo com ele. Contudo, era apenas por causa de um trabalho de modelo. Ela deixou claro que gostava de caras mais velhos, de preferência que tenham carros, embora ela tenha se apaixonando por um aprendiz de fotógrafo que às vezes caía desmaiado por não ter um tostão para comprar comida.


            Nesse mangá, fiquei muito brava com a mãe delas. Achei horrível a atitude dela de ficar inferiorizando a filha. Chegou até ao ponto de dizer ao Shun que não entendia o motivo dele namorá-la, porque ela era tão sem graça, entre outras coisas. Fiquei só a fúria com aquilo. Ainda bem que Shun é um namorado maravilhoso e colocou a mãe dela no lugar, sem sequer ser mal-educado. Isso me fez pensar que a razão de muitas pessoas não terem autoconfiança e não gostarem de si mesmas é algo que vem de como os pais criam suas crianças. Por isso, precisamos abrir os olhos que temos e valorizar tudo que a criança faz. Se não fizer corretamente, ao invés de inferiorizar, por que não animá-la e ensinar a fazer melhor ainda? Vi uma matéria esses dias falando disso. Crianças que passaram por essa situação tendem a sofrer a vida inteira, deixando oportunidades boas passarem por não sentirem ser merecedoras de tal coisa. Agora, sobre a questão de ser bonita, estive pensando sobre isso. Ser bonita não é ter uma pele bonita, um cabelo sedoso ou um corpo de dar inveja. A beleza é algo que vai muito além do que as pessoas acham ou pensam. A pessoa bonita de verdade é aquela que acredita em si mesma e que, apesar do mundo dizer não, ela está satisfeita consigo mesma, independentemente do que os outros digam. Essa é a verdadeira beleza que nos torna forte.
            Esse mangá é maravilhoso. Tem muitas situações que nos fazem pensar e refletir, e acho isso muito importante em uma história. Fiquei com aquela sensação de despedida quando terminei, e o final foi lindo. Vou com toda certeza sentir muita saudade dessa história e não me surpreenderia se eu acabasse lendo novamente um dia, afinal, ela me encheu de bons sentimentos. INDICADÍSSIMO!!!!



Gênero:   Romance, Shoujo, comedia, Drama, vida escolar
Autor: Sakai Mayu


Mangá: 10 Volumes
Ova: 03 Episodio

Onde ler : Toshi wa Yume (Download)

1 comentários:

  1. Gosto de histórias assim são motivadoras, já estou odiando a mãe delas rsrsrs

    Apenas eu, Day

    ResponderExcluir